Violência contra meninas “afeta gravemente” jovens do nordeste brasileiro


(Utilizada imagem do site http://www.cresspr.org.br)

______________________________________________________________

Fonte: http://www.promenino.org.br

o Dia Internacional da Juventude, relato de uma ativista do Ceará aponta desigualdade de gênero como principal desafio dos jovens da região

da Rádio ONU em Nova York
Yara Costa

“Mudar o Nosso Mundo” é o tema do Dia Internacional da Juventude deste ano. Para a ativista cearense de 26 anos, Luizete Vicente, a desigualdade de gênero e violência contra as meninas são os princiais desafios dos jovens na região nordeste do Brasil.

A educadora social trabalha no Instituto de Juventude Contemporânea, uma organização que luta pelos direitos dos jovens.

Jovens Brasileiras
Em entrevista à Radio ONU, de Fortaleza, Luizete Vicente disse que apesar dos avanços, as políticas públicas direcionadas aos jovens no Brasil ainda não são suficientes.

“Precisamos conversar sobre o estatuto da juventude, que nesse momento, está parado e a gente precisa retomar esse debate da aprovação do estatuto da juventude, como um marco para a história da juventude, que como eu, está saindo já. Mas eu saio dessa condição e tenho que dar espaço e a possiblidade para que outros jovens possam continuar nessa luta”, afirmou.

Violência
Para a ativista, um dos grandes problemas que afetam os jovens do Ceará é a violência contra a mulher. Com base em estudo realizado no estado, Luizete destacou que a desigualdade de gênero é uma barreira para as mulheres jovens.

“A desiguladade de gênero ainda é muito forte. Na pesquisa, várias meninas disseram que gostariam de ter nascido homem por conta de trabalho, que é mais fácil. O fato de ter uma liberdade pelo corpo que é totalmete diferente do homem jovem”, disse.

População Jovem
O Dia da Juventude deste ano culmina com o fim do Ano Internacional da Juventude, designado pela Organização das Nações Unidas e o 25º aniversário do primeiro Ano Internacional da Juventude.

De acordo com a ONU, os jovens no mundo representam mais de um quarto da população mundial e quase 90% moram em países em desenvolvimento.

Anúncios

4 comentários em “Violência contra meninas “afeta gravemente” jovens do nordeste brasileiro

  1. Essa matéria só vem reafirmar a necessidade de ações efetivas que viabilizem uma educação/cultura que valorizem a vida, independentemente de sexo, raça, credo, condição social ou qualquer outra coisa que venha colocar seres humanos em posição de subordinação a outros seres humanos.
    É tempo de aplicarmos a educação biocentrica para todos

  2. Olá Terezinha,
    Obrigado pelo seu contato.

    Concordo plenamente com você que são necessárias ações mais firmes e direcionadas para extirpar de vez estas atrocidades que acabam prematuramente com a vida de milhões de pessoas pelo mundo todo.

    Um grande abraço
    Marcelo

  3. Gostaria de saber até que dia foi prorrogada as inscrições do projeto Fundo Itau exelência social FIES. AQUI EM TERESINA ESTA HORRIVEL A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA MENIAS E MULHERES. HOJE MESMO MATARAM UMA ACOM 03 TIROS.

  4. Olá Aurenisia, obrigado pelo contato.

    Pelas informações no site do Itaú, foram prorrogadas até 30/08/2011.

    Nos envie mais informações sobre este problema de violência sexual para que eu possa publicar e denunciar aqui no nosso site.

    Abs
    Marcelo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s