Curso do Terceiro Setor Instituto Sabedoria: A tecnologia como ferramenta de fortalecimento e sustentabilidade em ONGs


technology-icons-2

Matriz Rosa_CursoTecnologia

Aproveite as promoções e descontos concedidos em dezembro, janeiro e fevereiro. 

Forme um grupo e faça já a sua inscrição!

ícone inscrições

Imperdível! Descontos de 50% em todos os eventos neste período para grupos mínimos de 06 pessoas! Tem outra ideia? Fale conosco e faça sua proposta!

Ações Associação Maria de Magdala e novidades!


Olá pessoal!

A Associação Maria de Magdala, sempre promovendo ações a fim de aproximar a comunidade, informa as próximas ações e resultados de anteriores e agradece a todos aqueles que estiveram presentes, tornando seus eventos um sucesso.

Vejam a seguir as informações sobre novos eventos:

  • Nos próximos dias 12 e 13 de setembro (quinta e sexta-feira), realizaremos o Bazar de Seminovos (roupas e sapatos), das 8h00 às 16h30, com o custo de R$ 2,00 por peça, na sede da entidade.
  • Com a estrutura dada à nossa cozinha semi-industrial, através de equipamentos adquiridos a partir de recurso financeiro de Emenda Parlamentar, em 2010, do inesquecível Deputado Ary Fossen,  e com a implantação dos equipamentos com o valor do almoço beneficente, a partir de 17 de setembro, a Magdala passa a fornecer marmitex, no valor de R$ 8,00 (tamanho normal – nº 8) e R$ 6,00 (mini –nº 7).  O lucro será partilhado dentre as integrantes da cozinha.

 Cardápio:

2ª. – Arroz, feijão, carne de panela com batata.

3ª. – Arroz, feijão, frango ao molho, batata frita.

4ª. – Arroz, feijão, linguiça frita acebolada, couve refogada.

5ª. – Arroz, feijão, macarrão ao sugo, frango assado (coxa e sobrecoxa).

6ª. – Arroz, feijão, almôndega e purê de batata.

Obs.: Para todos os dias há a opção de: bife bovino ou peito de frango grelhado ou frito ou ovo frito.

Resultados de eventos anteriores: (Prestação de Contas)

Almoço Beneficente, realizado no dia 22 de julho, no salão paroquial da Catedral Nossa Senhora do Desterro, tendo como prato principal Puchero, teve como resultado R$ 3.765,00.

Para maiores informações favor entrar em contato.

ASSOCIAÇÃO “MARIA DE MAGDALA”

C.G.C 01217945/0001-22

Declarada de Utilidade Pública – Lei 4.906/96

Rua Senador Fonseca, 517 – Fone (011) 4522-4970

13201-789 – JUNDIAÍ-SP

http://associacaomagdala.wordpress.com

Fundo Itaú Excelência Social busca projetos para apoio


 

Fonte: http://www.gife.org.br

Estão abertas as inscrições para a edição 2012 do Programa de Investimento em Programas Sociais do Fundo Itaú Excelência Social (PIPS FIES), que destina 50% da taxa administrativa do fundo para projetos educacionais. Podem se inscrever, até o dia 15 de agosto, iniciativas de atendimento direto nas categorias de Educação Infantil, Educação Ambiental e Educação para o Trabalho, além de Formação de Educadores/as dessas mesmas áreas.

A iniciativa do Itaú Unibanco, implementada em parceria com a Fundação Itaú Social, busca garantir o fortalecimento e desenvolvimento sustentável de organizações da sociedade civil. O FICAS é responsável pela coordenação técnica, incluindo do processo seletivo aos encontros formativos sobre gestão e prática educativa.

O FIES investe em ações de empresas socialmente responsáveis e, de 2004 até o final de 2012, terá destinado mais de R$ 20 milhões a programas educacionais de 116 ONGs, beneficiando mais de 22 mil crianças e 2 mil educadores.

Mais informações e o edital completo, bem como as inscrições, devem ser acessado pelo site www.itau.com.br/fies.

 

APAE apresenta filme sobre inclusão pelo esporte


Fonte: http://www.maragabrilli.com.br/terceirosetor

O Filme faz parte da Seleção Oficial da 11ª Mostra de Filmes de Montanha que acontecerá no Rio de Janeiro.
O Filme ” Borboleta Azul” é um documentário sobre a inclusão da pessoa com deficiência intelectual através do esporte de aventura. Os personagens fazem parte de um projeto de inclusão para jovens da APAE de São Paulo que encaram um camping selvagem, com atividades de trekking até o cume de uma montanha. O objetivo é estimular a resolução de problemas, superar desafios e incentivar o protagonismo desses jovens colocados em situações extremas.

A produção é da 10e20 Filmes para APAE-SP e Outward Bound Brasil organizadoras do projeto Borboleta Azul.

O documentário será exibido no Cine Odeon, no Rio de Janeiro.

Assita ao trailer do filme: www.youtube.com/watch?v=Lmg-B0A3jDI

Assista o Diretor/Produtor Tomaz Cavalieri falando sobre o filme no programa Planeta EXPN na ESPN Brasil, apresentado por Thiago Brant.
www.youtube.com/watch?v=O30qJfgt5wU&feature=related

Pessoas com deficiência buscam melhor educação


 

Fonte: http://portaldovoluntario.v2v.net/blogs/112818/posts/12597

Postado por Marcelo Medeiros |

“A pessoa com deficiência
quebra a cultura da indiferença.
Tenha coragem de ser diferente”

De acordo com o último Censo, 1,67% dos brasileiros, ou 2,8 milhões de pessoas, possui deficiência intelectual. São cidadãos que nos últimos anos começaram a ser mais bem recebidos pela sociedade, mas que ainda não conseguem exercer seus direitos plenamente. Hoje eles permanecem em busca de reconhecimento social e cobram políticas públicas que atendam suas necessidades plenamente, principalmente no que se refere à educação.

“A pessoa com deficiência deve ser estimulada a conquistar sua autonomia dentro de suas limitações e a buscar sua independência”, resume o pediatra Eduardo Barbosa, presidente da Federação Nacional das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Fenapae). “Assim se conquista a dignidade”.

Dignidade que vem sendo batalhada há muito. Desde a promulgação da Constituição de 1988, a situação das pessoas com deficiência intelectual melhorou, dizem os especialistas, pois houve conquistas significativas. Entre elas, estão a possibilidade de cursar escolas tradicionais, obrigadas pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) a assistir quem tiver necessidades especiais, e o direito de receber um salário mínimo por mês caso não possuam meios de subsistir. Ativistas também citam a maior exposição de questões relacionadas a pessoas com deficiência intelectual na mídia para que ela seja melhor aceita pela sociedade (veja abaixo uma lista de filmes que tratam do tema).

Dificuldades

Não à toa, apesar dos anos de reivindicações e das leis e políticas criadas, os cidadãos com deficiência intelectual ainda sofrem com o preconceito.

“As pessoas com deficiência, apesar de conquistas legais, ainda necessitam da valorização de suas habilidades e capacidades, e, também do empoderamento, no sentido de enfrentarem as adversidades e barreiras que ainda existem e as impedem de terem uma vida social plena com efetivas possibilidades de relacionamentos, trocas sociais e ganhos ambientais, e de sentirem-se pertencentes ao grupo social em que estão inseridas”, analisa Fabiana Oliveira, professora da Fatec Senai e coordenadora de Educação da Fenapae.

Educação é problema

Uma das maiores dificuldades se refere à educação. Já é consenso que crianças e jovens com deficiência intelectual não só podem, como devem ir à escola, da mesma  forma que qualquer pessoa da mesma faixa etária. O que se discute é que tipo de ensino elas devem ter. A Fenapae, por exemplo, durante anos lutou pela inclusão das pessoas com deficiência em escolas normais, reivindicação já atendida pela legislação, mas hoje diz ser preciso oferecer opções aos pais. Além da possibilidade de matrícula em uma escola regular, vagas em estabelecimentos educacionais exclusivos também devem ser abertas, de acordo com as Apaes.

“Esse atendimento deve abranger todas as possibilidades de oferta – substitutivo, complementar e suplementar- que será definido em função das necessidades do aluno”, diz Barbosa. Para ele, é preciso ainda alargar a faixa etária para a qual a educação deve ser obrigatória, hoje de 4 a 17 anos. Isto porque a pessoa com deficiência intelectual pode demorar mais a absorver conteúdos, logo, precisa ser atendida até quando for necessário. Além disso, é preciso fazer com que a criança não precise se adaptar à escola, mas ela ao aluno.

O Censo Escolar 2010 afirma que apenas 1,2% das matrículas em instituições de educação infantil é de pessoas com algum tipo de deficiência. No Ensino Fundamental, o quadro é um pouco melhor -8,5% dos estudantes possuem algum tipo de deficiência. No Ensino Médio, o percentual volta a cair -1,3% discentes possuem alguma deficiência.

Para efeito de comparação, 14% da população nacional nessas faixas etárias possui algum tipo de deficiência. Ou seja, ainda há um bom número de pessoas fora da escola. Com isso agravam sua exclusão social.

A solução para o problema, de acordo com Fabiana Oliveira, é lutar pelos direitos. “Lutar sempre para que a inclusão social não seja apenas uma promessa de governo, mas um compromisso coletivo. Acreditar que o filho pode superar-se diante das barreiras com o seu
apoio e entender o papel primordial da família nesse processo”, diz.

 

Cáritas Jundiaí – 11ª Feira da Solidariedade


ATITUDE SOLIDÁRIA na TV Educativa de Jundiaí (TVE)


  

Olá pessoal!

O ATITUDE SOLIDÁRIA – Centro de Voluntariado de Jundiaí e região foi assunto na TV Educativa de Jundiaí na última segunda-feira (26/09/11).

O projeto foi tema principal da reportagem do Telejornal da TVE 2ª Edição e tratou da importância do voluntariado para as organizações sociais e do Centro de Voluntariado que está chegando para ficar e transformar as ações solidárias em Jundiaí e região.

A reportagem também comentou sobre ações voluntárias do Grendacc e com imagens do Lar Anália Franco que possuem uma área voluntária sólida e atuante.

Desta forma, compartilho com vocês o vídeo com a reportagem mencionada:

Caso tenham alguma dificuldade na visualização favor acessar http://www.youtube.com/watch?v=CUUydzT86As

Façam seus comentários, participem ativamente desta nova onda que está chegando para ficar e transformar a nossa região!

Visitem nosso Blog: http://atitudesolidária.wordpress.com  e opinem sobre os melhores assuntos que poderemos estar levando até vocês!

Programa Radioatividade e Ação Positiva


Olá pessoal!

Com o avanço tecnológico, as ferramentas de comunicação tem uma importância fundamental, pois são objeto de diversão, esclarecimento, entreterimento, formação de idéias e opiniões, possibilitando que as pessoas possam estar atentas ao que se passa em sua comunidade e o mundo.

Não é raro observarmos tendências diversas em cada meio de comunicação, tudo de acordo com seus interesses perante à sociedade.

Em Jundiaí, existem diversos meios de comunicação, sejam eles através da mídia impressa, rádios e TV’s e todas elas tem grande importância neste contexto.

Na mídia radiofônica, destaco o Programa  Radioatividade, da Rádio Cidade, com músicas, notícias e entretererimento  e principalmente o Quadro “AÇÃO POSITIVA” que foi idealizado para levar fatores positivos e de interesse da comunidade. O quadro revela uma diversidade interessante, falando de ações sobre Responsabilidade Social e outros relevantes para que as pessoas possam estar por dentro dos acontecimentos e também despertar o interesse nas transformações sociais da cidade de Jundiaí e toda a região.

Vejam a seguir um breve release sobre o programa e o quadro Ação Positiva:

De segunda à sexta, às 12h30 pela Rádio Cidade AM 730Khz

Pela web: www.cidadeam.com e canal 300 da NET Jundiaí

Apresentação: Carlos Cunha – Gestor de Marketing (Consultoria), Radialista e articulista da Rede Bom Dia Online seção blogs.

O Programa Radioatividade é uma proposta diferente de se fazer rádio no AM. Aborda assuntos do cotidiano numa linguagem moderna e dinâmica.

Apresenta entrevistas com personalidades de diversos setores: Economia, Esportes, Artes&Espetáculos, Terceiro Setor (Responsabilidade Social), Educação, Comportamento e Atualidades.

Ação Positiva: Quadro que vai ao ar todas as quartas – feiras, com duração de 10 minutos, abrangendo temas que tratam de Responsabilidade Social, desde pequenas ações visando melhorar o relacionamento em comunidades fomentadas por todos os segmentos da população até grandes ações elaboradas por grandes empresas

Podem participar pessoas físicas e jurídicas apresentando projetos ou propondo soluções que visem a melhoria do ser humano e do espaço em que vive.

Atualmente, abordamos o Terceiro Setor e Voluntariado com a participação do colaborador e parceiro Marcelo Rachid, consultor de empresas e criador da Alavanca Social.

Radioatividade: do jeito que você precisa ouvir.

Um jeito diferente de se fazer rádio.