A sua ONG utiliza o benefício do Google AdGrants?


Olá pessoal!

Um grande prazer estar aqui com vocês mais uma vez podendo compartilhar informações para as soluções que pessoas e organizações buscam e necessitam para que seus projetos se tornem viáveis e de muito sucesso dentro das comunidades.

Hoje vamos falar sobre o GOOGLE ADGRANTS, importantíssimo para Organizações Sociais que desejam se comunicar com seu público com mais eficácia e eficiência, através de ferramentas preparadas para atrair novos apoiadores, colaboradores, parceiros, fornecedores e pessoas interessadas nos projetos.

Como vocês lerão no artigo, não basta estar habilitado para recebe-lo, mas fazê-lo de maneira adequada, seguindo as regras definidas para seu uso de forma correta e racional. Não se trata de um dinheiro que vai entrar na conta da Organização, mas o crédito de US$10.000,00/mês em uma conta no Google Adwords, importante canal de comunicação em todos os setores da economia, ampliando a força de divulgação e também atraindo novos apoiadores e parceiros para o crescimento dos projetos.

Compartilho logo a seguir um artigo do site https://blog.trackmob.com.br que fala deste benefício.

Como ganhar o Google AdGrants?

A organização deve estar ciente da importância que existe em estar com a organização inserida no meio digital e utilizando os impulsionamentos para fazer com que o site chegue a mais pessoas.

Ter um site impulsionado no maior buscador da internet é, com certeza, algo que pode ajudar bastante nos resultados da sua captação de recursos. O mais interessante é que a empresa disponibiliza um serviço voltado para organizações, possibilitando um brinde de US$ 10.000 para gastar com a mídia paga do buscador. Esse artigo é feito para que você aprenda como conquistar esse recurso e melhorar a sua estratégia de captação.

Por que é importante ter o Google AdGrants?

A publicidade atual está sumariamente inserida no meio digital, que é mais barato e tem o potencial de atingir mais pessoas, além da vantagem de segmentação de público. Ou seja, a mídia digital é extremamente funcional para que você consiga atingir o público correto, que sejam mais propícios a realizar a doação e se tornarem fãs da sua organização.

Há meios gratuitos de se realizar a publicação de conteúdos, porém geram resultados de longo prazo e com maior complexidade. Existem também os métodos pagos de se realizar esse trabalho, como comprando palavras dos buscadores para que o seu site apareça no exato momento em que uma pessoa pesquisa algo relacionado à sua causa.

Muitas vezes uma organização não tem condições de bancar essa estratégia de marketing, até porque as doações que recebem precisam ir para a realização dos projetos e manutenção da própria organização, sendo algumas coisas priorizadas. Porém, sem esse tipo de ação, a dificuldade em melhorar os resultados de captação apenas se intensificam.

O Google, pensando nisso, promove um programa que ajuda as OSCs com a compra de palavras, entregando US$ 10.000 mensais em uso no Google Adwords (plataforma de mídia paga da empresa) para as organizações aceitas, a fim de fazer com que elas possam estar inseridas nesse meio de forma inteligente e estratégica.

A empresa adota esse programa como uma forma de realizar doações à organizações de todo o mundo e promover a elas meios de melhorarem seus resultados de captação de recursos. O benefício ainda conta com uma versão pro, que é ativada quando a OSC usa de maneira correta os US$10.000. Essa versão aumenta a doação para US$40.000 mensais em uso na plataforma.

Isso possibilita a campanha de muitos projetos, principalmente se você utiliza uma página de doação, pois você consegue impulsionar ela exatamente com as palavras relacionadas à causa, ou seja, impactando pessoas que estão buscando como doar para o seu trabalho.

Como faço para receber o Google AdGrants?

Agora que você já sabe qual a importância de ter esse benefício e utilizar ele corretamente, é hora de saber como pode recebê-lo. Muitas organizações não vão atrás do AdGrants devido ao fato de não entenderem qual o funcionamento do processo de aceitação do da empresa para a liberação do benefício.

Para obter o AdGrants é muito simples, porém requer um pouco de paciência, pois as análises feitas no processo costumam demorar alguns dias antes das respostas definitivas. Primeiramente, você precisa procurar um parceiro do Google no Brasil e se cadastrar para o AdGrants. Esse parceiro irá gerar um código de validação para que você inicie o processo. Uma instituição que faz isso com velocidade e maestria é a Techsoup.

Com o cadastro realizado e o código em mãos, você precisa entrar no site do Google para Organizações Sem Fins Lucrativos e fazer o seu cadastro. Aqui você já vai conquistar diversos benefícios muito relevantes para a sua organização, como um e-mail próprio do Google (nome@suaOSC.com.br), a versão premium do YouTube, o Google One Today (ajuda a encontrar apoiadores para os seus projetos) e Google Earth Solidário (fornece mapeamento voltado à causa que você defende, ajudando a encontrar locais que precisam de ajuda e doadores), dentre outras ferramentas da empresa que podem ser muito úteis para as estratégias de captação.

Com o cadastro criado, agora você precisa criar o AdWords, que é a ferramenta do Google para compra de palavras. Recomendamos que você realize o cadastro no AdWords Express, que é uma versão mais simples e rápida da plataforma, onde o cadastro é feito quase automaticamente e você já pode fazer isso usando o seu e-mail do Google.

Vá ao site do Google AdGrants e siga o passo a passo solicitado para a inscrição. Após isso, aguarde a resposta do Google sobre a sua aprovação (geralmente, a empresa demora 48h para enviar a resposta). Se você conseguir, parabéns! Você receberá US$ 10.000 para gastar mensalmente dentro do AdWords. Leia o nosso artigo sobre Mídia Patrocinada para entender como trabalhar com o Google AdWords.

Criando estratégias

Agora que você já tem o AdGrants, possibilitando maneiras efetivas de impulsionar a sua organização, precisa criar estratégias para usar o benefício com sabedoria. Muitas pessoas acham que é fácil atingir os US$ 10.000 comprando palavras por acreditarem ser pouco dinheiro se comparado aos custos. Porém, se você pensa dessa forma, se engana.

Gastar os US$ 10.000 oferecidos pela empresa é relativamente difícil, pois as palavras não têm um preço muito alto e você precisa atingir um resultado grande dentro de um mês para conseguir gastar tudo. Isso significa que você não precisa se preocupar, pois esse é um grande orçamento dado pelo Google e se você conseguir utilizar todos os US$ 10.000 todo mês, pode até subir para a versão pro do programa, que concede US$ 40.000.

É interessante que você conheça o público que realiza doações para a sua organização, tendo uma base do perfil de pessoas e ideias do que elas pesquisariam para encontrar a sua OSC. Você pode fazer o que chamados de Donor Persona (temos um e-book especial falando sobre isso), que é basicamente um documento que reúne as informações mais importantes dos seus doadores para melhorar as suas estratégias.

Feito isso, selecione todas as palavras que você julga relevante e que tem a ver com a sua organização ou campanha que está realizando e que condizem com o que o seu público procura. Por exemplo, se você trabalha com a causa do meio ambiente, poderia escolher palavras como: desmatamento, reciclagem, doação, entre outros. Dessa forma, os doadores que pesquisarem termos relacionados à sua causa serão apresentados ao seu site ou página de doação impulsionados.

Caso você crie uma campanha de última hora relacionada a algum incidente inesperado, não hesite em comprar as palavras sobre o tema no AdGrants. É o momento em que as pessoas estão mais suscetíveis à doação e pesquisando sobre o assunto.

Selecione as suas melhores campanhas para impulsionar, e não utilize apenas um assunto. Pense que existem pessoas dispostas a ajudar a OSC para os diversos eventos e projetos que você promove, e quanto mais impulsionar esses trabalhos, mais possíveis doadores você irá atingir.

Considerações

A tecnologia está a cada dia mais inserida no cotidiano das pessoas. Grande parte da população está conectada na maior parte do seu dia em algum dispositivo, seja celular, computador, tablet ou outros aparelhos que acessam as mídias digitais. Elas gostam de compartilhar assuntos de seu interesse e buscar informações novas para o seu dia a dia.

Utilizar esse canal é uma das coisas mais importantes atualmente e isso é visto por diversas empresas ao redor do país e do mundo. Porém, o terceiro setor ainda não entrou em definitivo no meio online, o que é um erro grande. Não perca mais tempo para fazer isso, até porque empresas como o Google oferecem esse tipo de ajuda que permite uma melhoria nos resultados da sua captação. Veja o site oficial do Google AdGrants voltado a tirar as dúvidas de quem deseja participar do programa.

Sucesso a todos!


ALAVANCA SOCIAL E INSTITUTO SABEDORIA JUNTOS NA PREPARAÇÃO DE PESSOAS E ORGANIZAÇÕES

 

Anúncios

Com período de adesão aberto, 149 municípios já solicitaram a participação no Criança Feliz


Programa de Treinamento Alavanca Social e Instituto Sabedoria

Faça a pré-inscrição!


Olá pessoal,

Compartilhando com vocês uma notícia do Ministério do Desenvolvimento Social – MDS sobre o PROGRAMA CRIANÇA FELIZ.

O Marco Legal da Primeira Infância completou dois anos nesta quinta-feira (08/03/18). A lei estabeleceu princípios e diretrizes para a formulação e a implementação de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento infantil. Entre elas, o Criança Feliz. Coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), o programa é resultado da lei, e coloca em prática os cuidados voltados ao período em que o ser humano desenvolve a inteligência e as competências essenciais para as demais fases da vida.

O Programa Criança Feliz, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), está em expansão.

Desde a abertura do novo período para adesões, 149 prefeituras preencheram o termo de aceite disponível no site (http://www.mds.gov.br/) da pasta e solicitaram a participação. Outros municípios que cumprem os requisitos para participar, mas ainda não entraram no programa, têm até o dia 30 de junho para integrarem as ações voltadas para o desenvolvimento infantil integral.

Um dos novos municípios é Matipó, em Minas Gerais. A secretária de Assistência Social da cidade, Erlaine Inácio, fez o pedido de adesão e, agora, aguarda pelo início das atividades. “Assim que soubemos do programa, fomos atrás de mais informações e decidimos aderir. O que chamou a atenção foi o acompanhamento de crianças e gestantes, além da possibilidade de monitoramento da família, que é importante para sabermos como está a situação da alimentação, da escola, e até instruirmos sobre benefícios e direitos”, disse.

O ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, destacou que a ampliação do Criança Feliz garante o atendimento às crianças e famílias mais vulneráveis do Brasil e o investimento no início da vida –fase mais importante para o desenvolvimento humano.
“É importante que os municípios venham para o Criança Feliz e cuidem do seu bem mais precioso: as crianças pequenas. A ciência comprova que é no início da vida que todas as competências humanas se organizam. Se a gente deixar passar esse período sem nenhum apoio, as crianças vão ter muito mais dificuldades em seu desenvolvimento”, explicou.

Segundo a diretora de Atenção à Primeira Infância do MDS, Ely Harasawa, o balanço do programa é positivo. Já são atendidas mais de 223 mil crianças e gestantes em 1.891 municípios.
“A cada semana, o número de beneficiários aumenta. Esperamos que cresça ainda mais com a participação de novos municípios. Precisamos fazer chegar esse benefício a todas as famílias mais vulneráveis do país”, afirmou ela.

Adesões – Podem integrar o programa municípios que tenham ao menos um Centro de Referência de Assistência Social (Cras) com registro no Cadastro Nacional do Sistema Único de Assistência Social (CadSuas) e, no mínimo, 140 pessoas do público prioritário do programa.
Para aderir, o gestor da assistência social deve acessar o sistema (com seu CPF e senha), preencher o termo de aceite e encaminhá-lo para aprovação do Conselho Municipal de Assistência Social.
Saiba mais O Programa Criança Feliz prioriza gestantes e crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC), além daquelas que estão afastadas do convívio familiar por medidas protetivas.
Técnicos capacitados visitam às famílias, semanalmente, levando orientações sobre a melhor maneira para estimular o desenvolvimento infantil.

*Por Diego Queijo
Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003
Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
http://www.mds.gov.br/area-de-imprensa
(http://www.mds.gov.br/area-de-imprensa)
registrado em: Ministro Osmar Terra
(http://mds.gov.br/@@search?


Palestras Acadêmicas Alavanca Social

Programa de palestras gratuitas em Instituições de Ensino!


R2 Creative

Criação de Apresentações Profissionais, Pessoais e Acadêmicas!

A imagem e comunicação de sua Organização ou carreira em destaque!


Guia de ONGs para Pessoas com Deficiência


Olá pessoal, bom dia!

Quero compartilhar com vocês hoje um guia importante que lista Organizações da cidade de São Paulo, cujo público alvo são pessoas com deficiência.

Ver a seguir as informações para conhecerem alguns detalhes sobre este guia e também o link para baixa-lo:

Das 90 organizações não-governamentais que atuam em prol de pessoas com deficiência na cidade de São Paulo, 50 estão sediadas na Zona Sul. A informação consta no Guia de ONGs para Pessoas com Deficiência – Cidade de São Paulo, organizado pelo Instituto Mara Gabrilli (IMG), como parte de seu esforço em disponibilizar informações sobre os principais serviços existentes para pessoas com deficiência e suas famílias.

Com lançamento no Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência (21 de Setembro), o Guia lista organizações presentes em São Paulo indicando sua área de atuação, público-alvo e contatos, como endereço, telefone e e-mail. Além das atuantes na Zona Sul, o Guia traz 14 organizações na Zona Oeste, 11 na Zona Leste, 10 na Zona Norte e 5 no Centro. Algumas, como a AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente) e a APMDFESP (Associação dos Policiais Militares Portadores de Deficiência), estão presentes em mais de uma região da cidade.

A necessidade de criar o Guia de ONGs para Pessoas com Deficiência – Cidade de São Paulo veio do mutirões de atendimento do Projeto Cadê Você?, que localiza e identifica pessoas com deficiência, residentes nas comunidades mais carentes do município. Criado em 2010, o projeto do IMG já atendeu 799 pessoas com deficiência, e sua famílias, criando uma rede de proteção e levando informações sobre os principais serviços existentes no setor.

Região da Cidade de São Paulo                   ONGs para pessoas com deficiência

Centro                                                                                                              5

Zona Sul                                                                                                         50

Zona Oeste                                                                                                     14

Zona Leste                                                                                                      11

Norte                                                                                                               10

Para facilitar o acesso e atualização, o Guia também está disponível na internet e permite que novas organizações façam seu cadastro on-line. A iniciativa do IMG conta com patrocínio do McDonald‘s, Bombril e Sabesp. Acesse: www.ongseservicos.org.br.

Para baixar o Guia gratuitamente, clique aqui.

Fonte: Instituto Mara Gabrilli

 


Programa de Treinamento Alavanca Social e Instituto Sabedoria

Faça a pré-inscrição!


Palestras Acadêmicas

Programa de palestras gratuitas em Instituições de Ensino!


R2 Creative

Criação de Apresentações Profissionais, Pessoais e Acadêmicas!

A imagem e comunicação de sua Organização ou carreira em destaque!


 

Austrália abre supermercado gratuito apenas com produtos que seriam descartados


Olá pessoal,

Compartilhando com  vocês uma notícia publicada no site ciclovivo.com.br e que foi também compartilhada por Franciscas Moraes no Twitter (@fmoraes1963).

Ideia fantástica, que, se adotada em todos os países do mundo, reduziria significativamente a fome que teima em estar presente em toda parte, apesar de produções fantásticas de alimentos em diversos países, como o Brasil, que é líder na produção de alimentos, com uma agropecuária forte, mas com um desperdício e modelo de distribuição muito aquém do que poderia estar presente para as populações carentes. Como diz o velho ditado: “Em casa de ferreiro o espeto é de pau”.

Independente destas questões, é muito legal ver na Austrália e alguns países encontrando soluções para evitar o desperdício e principalmente suprir as necessidades de pessoas menos favorecidas. Não tenho conhecimentos de que no Brasil exista um projeto como esse, mas se não tem, já passou da hora de iniciar um modelo semelhante em todos cantos do país. E nestas horas fico fazendo um paralelo entre o momento atual do Brasil, com uma crise enorme nas áreas político/institucional, com bilhões sendo desviados para interesse de poucos, que poderiam ser utilizados para projetos como esse e outros também importantes que não acontecem por pura falta de recursos. Oxalá tudo se encaminhe para isso no mais breve tempo. Leiam a seguir a matéria. Boa leitura e reflexões:

Austrália abre supermercado gratuito apenas com produtos que seriam descartados

O mercado é baseado no modelo “Pegue o que precisa, dê o que puder.”
Tudo é gratuito para aqueles que não podem pagar por isso, ou é possível doar a quantia que a pessoa desejar. Foto: Divulgação/OzHarvest

Seguindo uma tendência de outros países do mundo, a Austrália ganhou se primeiro supermercado com produtos rejeitados por supermercados, restaurantes e pelos próprios clientes. Criado pela OzHarvest, ONG de combate ao desperdício de alimento, no novo mercado as cenouras antigas e alimentos enlatados com data de validade por vencer, ou recém-vencidos, são tratados com respeito e dignidade. Tomates maduros, que seriam jogados no lixo, são empilhados com orgulho.

A mercearia teste, localizada em Sidney, vai além dos rótulos de venda e uso para lidar com o desperdício de alimentos e seu impacto no meio ambiente e para combater a fome. Tudo é gratuito para aqueles que não podem pagar por isso. Ou é possível doar a quantia que a pessoa desejar.

A loja armazena uma gama de produtos, incluindo frutas e legumes frescos, pães, conservas, refeições congeladas, bebidas, e produtos de higiene pessoal e de limpeza. As prateleiras serão semanalmente modificadas, dependendo do que for recuperado. Os clientes são incentivados a doar qualquer coisa que eles não queiram mais.

O desperdício de alimentos na Austrália custa cerca de US $ 20 bilhões por ano. Os consumidores australianos desperdiçam vinte por cento dos alimentos comprados e jogam fora uma em cada cinco cestas de compras de alimentos todos os anos. Quatro milhões de toneladas de alimentos acabam em aterros sanitários, onde se decompõem e acabam emitindo metano, um potente gás de efeito estufa.

O empresária australiana atrás do OzHarvest, Ronni Kahn, acredita que este supermercado é um passo na direção certa. “Toda vez que salvamos comida boa, ajudamos o planeta. Cada vez que usamos esse alimento para a alimentação de pessoas famintas, lidamos com questões sociais”, diz Kahn em entrevista à revista Broadsheet.

Ronni Kahn, a idealizadora do projeto | Foto: Divulgação/OzHarvest

O OzHarvest trabalha com mais de 2.500 doadores de alimentos. “Nós resgatamos alimentos que não podem ser vendidos por supermercados e varejistas de alimentos pelo seu prazo de validade, mas que ainda estão perfeitamente bons para o consumo”, diz Kahn. “Se algo expirou, isso não é motivo para jogá-lo fora.” “Só resgatamos comida que seja absolutamente comestível. Estamos mostrando aos nossos consumidores como é loucura que este produto tenha sido rejeitado”, diz ela. “Todos os nossos motoristas são treinados no manuseio, eles não aceitam nenhum produto que eles mesmo não comeriam.”

A maioria dos produtos são produtos considerados com “defeitos” como enlatados amassados ou frutas e legumes com alguns “hematomas”, que acabam indo parar no lixo. “Tudo o que fazemos não é sobre lucro, é sobre propósito”, diz Kahn.

“As pessoas vão entrar e dizer: ‘Uau, isso é exatamente o que eu iria comprar em qualquer lugar, e agora eu posso apenas levá-lo, usá-lo, ou dar para alguém”.

Khan diz que a OzHarvest planeja abrir outros estabelecimentos, tanto em Sidney como em todo o país. “Acreditamos totalmente que isso será um catalisador para outros desenvolvedores imobiliários. Temos a capacidade de levá-lo ao redor do país, se todas as forças se unirem. Este é um modelo duplicável.”

 

Saiba mais sobre o projeto na página deles no Facebook

###


Programa de Treinamento Alavanca Social e Instituto Sabedoria

Faça a pré-inscrição!


Palestras Acadêmicas

Programa de palestras gratuitas em Instituições de Ensino!


R2 Creative

Criação de Apresentações Profissionais, Pessoais e Acadêmicas!

A imagem e comunicação de sua Organização em destaque!


 

 

 

 

 

 

Conheça o excelente software de Gestão Organizacional para ONGs e Instituições Religiosas


economato_logo

Olá pessoal!

Primeiramente desejamos a todos um excelente 2017!

Hoje estamos passando para falar de um Software que surpreende pela facilidade de manuseio, ferramentas, opções e principalmente os resultados que ele oferece.

Falo do Economato, que foi idealizado para que ONGs, Instituições Religiosas e Instituições de Ensino possam controlar o fluxo contábil e financeiro, bem com o colaborar decisivamente para a tomada de decisões, tão importante para a definição de ações que transformam os rumos das organizações.

lancamento-economato3

Fizemos o teste gratuito por 14 dias, através de convite e assessoria da BHBIT, com o auxílio de tutoriais simples, práticos e efetivos, que permitiram um conhecimento de todas as possibilidades que o Software pode oferecer. Realmente muito bom.

Entre diversas vantagens, ele também permite o monitoramento correto de cada projeto ou programa, acompanhamento de orçamentos e correta prestação de contas, demonstrando alto nível de transparência, tornando-se fundamental para que equipes financeiras possam obter resultados mais sólidos.

Sabe-se também que, num mundo globalizado e cada vez mais digital, qualquer deslize ou ação que represente irresponsabilidade, pode afetar diretamente as Instituições na gestão de suas finanças, abalando a reputação da mesma.

O Economato foi concebido com a ideia de atender todos os requisitos necessários para que as organizações possam ter o controle de suas finanças e consequentemente suas ações, permitindo uma gestão mais eficaz e eficiente, dando a tranquilidade necessária para o cumprimento tranquilo de sua missão perante a sociedade.

sustentabilidade-financeira-economato

Com o Economato você terá os seguintes benefícios:

  • Organizar as suas Finanças;
  • Permite o monitoramento de Convênios e Subvenções;
  • Flexibiliza a criação de Orçamentos;
  • Possibilita o acompanhamento do Fluxo de Caixa;
  • Demonstra facilmente o desempenho de seus Projetos;
  • Alocação de recursos e detalhamento de Custos por Projeto;
  • Informações em tempo Real;
  • Lastro permanente de Doações;
  • Tomada de decisão ágil e segura.


Para conhecerem melhor convido a todos vocês a acessarem a plataforma, se cadastrarem, fazerem o teste gratuito por 14 dias e terem a oportunidade de utilizar este excelente software de gestão.

Para acessar a plataforma, favor clicar nos links abaixo:

ONGs                       Instituições Religiosas                    Instituições de Ensino


Economato! Você preparado para o comando  de sua Organização!


Alavanca Social – Promovendo soluções no Terceiro Setor


Alavanca Social e Instituto Sabedoria promovem mudanças nos seus formatos de cursos e eventos


Bom dia pessoal!

Periodicamente, mais precisamente a cada ano, fazemos uma avaliação de nossos projetos, e baseado em seus resultados, promovemos alterações e ajustes necessários para sua melhor atuação e resultados.

Estamos aqui hoje para informar que o nosso programa de cursos e eventos está passando por uma remodelação e terá, a partir de setembro, alterações sensíveis para que possamos nos adequar à realidade do país, nos permitindo capacitar e ensinar pessoas na área do terceiro setor ou situações correlacionadas.

O novo formato ainda não está totalmente planejado e definido, mas vai permitir uma aproximação maior de colaboradores, pessoas e parceiros conectados neste projeto. O novo modelo vai permitir, principalmente, nossa colaboração na capacitação de pessoas e Organizações Sociais que estão longe de nossa base de trabalho e que muitas vezes não conseguem participar devido a distância, além de possibilitar a criação de programas de treinamento exclusivos para ONGs e INSTITUIÇÕES DE ENSINO,  se preocupando em preparar o melhor conteúdo para que recebam o melhor ensinamento e conhecimentos e ajudá-las a desempenharem suas atividades com bases de informação e confiança.

Veja a seguir um breve esboço desse novo modelo que será divulgado com mais detalhes brevemente:

novo-formato-cursos-alavanca

Serão 3 frentes de capacitação presencial:
  • GRUPOS FECHADOS: interessados em participar formam grupos de, no mínimo, 6 pessoas (em locais com até 200 km de distância de nossa base). A partir da formação, efetuaremos todo o planejamento necessário para atender a demanda e termos a oportunidade de compartilhar conhecimentos com todos.
  • ONGs: Capacitação direcionada às Organizações Sociais, sendo feito, após contato inicial, um breve diagnóstico da necessidade delas, sendo realizado a seguir um plano de capacitação personalizada para atender as necessidades de cada uma delas.
  • INSTITUIÇÕES DE ENSINO: Capacitação dirigida a pessoas das comunidades, colaboradores destas instituições e alunos, como programa alternativo de ensino agregado a cursos já existentes.
Frente de capacitação à distância:
  • A partir de fev/2017 vamos promover capacitação à distância, seja no formato online (sem monitoria, mas com apoio em dúvidas) e EAD (com monitoria e acompanhamento de um docente durante a participação em nossos eventos).

Enfim, são diversas as formas de você participar. Qual é a sua ideal?


SEJAM BEM VINDOS AO PROGRAMA DE TREINAMENTO
ALAVANCA SOCIAL E INSTITUTO SABEDORIA!!!

Nova edição da Oficina de Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista em Agosto


Olá pessoal!

Devido a solicitações de pessoas que não puderam estar presentes na edição anterior devido ao período de férias escolares, o Instituto Sabedoria e a Soul Social se uniram mais uma vez para uma nova OFICINA DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS VIA NOTA FISCAL PAULISTA.


Aproveite a promoção para ONGs e suas parceiras. Vagas limitadas a 40 pessoas.

icone parceria SOUL SOCIALnota fiscal paulista
Texto CapRec_NFP


FAÇA A SUA PRÉ-INSCRIÇÃO E GARANTA A SUA PARTICIPAÇÃO!

pré-inscrição

Após a sua pré-inscrição entraremos em contato para as orientações finais para efetuar o pagamento. Você poderá fazer a pré-inscrição através do ícone acima ou em nossa página CONTATO, deixando seus dados para podemos conversar posteriormente.


 INVESTIMENTO

Para este evento o valor único de inscrição é de R$ 150,00

 Promoção especial para ONGs: 2 pessoas pelo valor de 1 inscrição quando forem de uma mesma ONG e suas parceiras.


Texto formas de pagamento IPP

Após o pagamento faremos a emissão da Nota Fiscal ou Recibo.


 Facilitadora: Silvana Santos (Sócia fundadora da Soul Social – Ideias e Projetos)

Silvana Santos é MBA em Gestão de Negócios pela FGV e graduada em Propaganda e Marketing pela UNIP – Universidade Paulista. Possui cursos de Gestão de Projetos Sociais pela UNICAMP e Gestão de Organizações Sociais pela MACKENZIE. Foi responsável pela implementação da operação de arrecadação da Nota Fiscal Paulista na Fundação Jari que hoje arrecada até 500 mil cupons mês. Empreendedora e Consultora com paixão pela Economia Social e Economia Criativa, se dedica aos projetos de captação de recursos para organizações que desejam inovar e se libertar da dependência dos recursos públicos e diversificar mix de receita. Criativa, comunicativa e dinâmica, assumiu a tarefa de auxiliar as organizações a se reinventarem para prosperar no Século XXI.

Cartaz Oficina NFP

Deixe garantida a sua vaga. Faça a PRÉ-INSCRIÇÃO.

Oficina da Série Captação de Recursos via Nota Fiscal Paulista em SP


Olá pessoal, sejam bem vindos ao Programa de Treinamento Instituto Sabedoria!

O Instituto Sabedoria, em parceria com a Soul Social e Igreja Presbiteriana da Penha e apoio da Alavanca Social e Hebron, convidam para:

OFICINA DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS VIA NOTA FISCAL PAULISTA 

(Neste link terão acesso à página do evento e todas as informações)

O curso vem com a proposta de mostrar diversas etapas necessárias para que Organizações Sociais possam se habilitar, cadastrar, planejar, promover, controlar, e gerir resultados da campanha de captação de recursos nesta área, e através de teorias, práticas, diálogos e informações será possível o entendimento no momento de realizar esta importante ação.

Convidamos para fazerem a PRE-INSCRIÇÃO que permitirá a sequência de matrícula no evento. Para isso cliquem no link acima ou no ícone abaixo.

pré-inscrição

Após a sua pré-inscrição entraremos em contato para as orientações finais para efetuar o pagamento.


Este mês, neste local, estamos concedendo um valor especial de participação, para este evento imperdível para quem deseja implantar esta importante campanha em sua organização. Valor único – R$ 150,00. Caso sua inscrição esteja entre as 10 primeiras, receberá um desconto de 10%.


Você poderá fazer a pré-inscrição através do link acima ou em nossa página CONTATO, deixando seus dados para podemos conversar posteriormente.


Nos veremos no evento!


Facilitadora: Silvana Santos (Sócia fundadora da Soul Social – Ideias e Projetos)

Silvana Santos é MBA em Gestão de Negócios pela FGV e graduada em Propaganda e Marketing pela UNIP – Universidade Paulista. Possui cursos de Gestão de Projetos Sociais pela UNICAMP e Gestão de Organizações Sociais pela MACKENZIE. Foi responsável pela implementação da operação de arrecadação da Nota Fiscal Paulista na Fundação Jari que hoje arrecada até 500 mil cupons mês. Empreendedora e Consultora com paixão pela Economia Social e Economia Criativa, se dedica aos projetos de captação de recursos para organizações que desejam inovar e se libertar da dependência dos recursos públicos e diversificar mix de receita. Criativa, comunicativa e dinâmica, assumiu a tarefa de auxiliar as organizações a se reinventarem para prosperar no Século XXI.


Cartaz Oficina NFP

Para outros eventos baixe nossa AGENDA DO MÊS DE JULHO