Instituições se unem na luta contra o câncer infantojuvenil


          

Fonte: http://www.revistafilantropia.net.br

Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), podem ser esperados para o biênio 2010/2011 14.678 casos novos de câncer em  crianças e adolescentes no Brasil. Apesar de parecer pouco significativo, se comparado ao câncer do adulto, o câncer é a segunda causa de morte na faixa etária de 5 a 19 anos, ultrapassada apenas pelos óbitos por causas externas, segundo dados do Datasus.
Em países desenvolvidos, o câncer pediátrico é a segunda causa de óbito entre 0 a 14 anos, atrás apenas dos acidentes. Atualmente se destaca como a mais importante causa de óbito nos países em desenvolvimento.
Diante desse grande desafio, em 2008 46 instituições de apoio e assistência à criança e ao adolescente com câncer se uniram e criaram a Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc), que representa a concretização de um sonho de anos das lideranças do movimento na luta contra o câncer infantojuvenil.
Por meio da Coniacc surge uma nova abordagem do papel das instituições, ancoradas por uma visão de futuro, reconhecendo a responsabilidade de sua liderança para proporcionar melhor qualidade de vida e dignidade. Minimizam a dor e o sofrimento dos pacientes, criam e articulam soluções para integrar as instituições, por meio do estímulo de políticas públicas, fortalecimento institucional e parcerias, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida dos assistidos.
Graças ao engajamento, ao esforço, à dedicação e à integração de seus dirigentes, a Coniacc possui representatividade na maioria dos Estados do Brasil com um propósito bem definido: estimular e apoiar, com uma rede de ações em todos os níveis da sociedade, um olhar mais sensível para a criança e o adolescente com câncer e suas famílias.

Anúncios

Programa “Música nos Hospitais”


Fonte: www.apm.org.br

O programa Música nos Hospitais é uma realização da Associação Paulista de Medicina e do laboratório sanofi-aventis, em parceria com o Ministério da Cultura.

Desde 2004, quando estreou, o Música nos Hospitais já fez mais de 100 apresentações, marca atingida em 2010, beneficiando 25 mil pessoas, entre médicos, pacientes, colaboradores e visitantes das instituições de saúde.

Além de contemplar a capital paulista, a orquestra tem se apresentado em grandes centros hospitalares do interior do Estado. Em suas várias edições, o programa passou também pelas cidades de Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Salvador.

Os músicos pertencem à Orquestra do Limiar.

Regido pelo médico, maestro e compositor Samir Wady Rahme, o grupo é formado por jovens e talentosos músicos de cordas. Seu vasto repertório inclui peças de consagrados compositores brasileiros, escritas especialmente para o evento.

Além de promover a popularização da música erudita e estimular a formação de instrumentistas brasileiros, o programa tem por objetivo proporcionar momentos de conforto na rotina de quem está nos hospitais. Para pacientes que não têm condições de se locomover até o local do concerto, alguns músicos se apresentam nos andares de internação, preenchendo todo o ambiente hospitalar com boa música.

Assinado protocolo em defesa dos direitos da criança e do adolescente — Direitos da Criança


Assinado protocolo em defesa dos direitos da criança e do adolescente

por Paula Rosa — 18/07/11

O ato faz parte das comemorações do 21 aniversário do ECA.

Fonte: Portal Direitos Humanos

A Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, órgão da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SNPDCA/SDH/PR) e o Escritório do Fundo das Nações Unidas para a Infância no Brasil (Unicef), assinaram um protocolo de intenções que estabelece áreas de atuação prioritárias para atuação conjunta. A vigência do documento é até julho de 2014, com previsão de avaliações semestrais do cumprimento das ações propostas.

“Este protocolo é muito importante, porque mostra que SDH e o Unicef seguirão atuando juntos pela promoção e defesa dos direitos humanos. Quando conseguirmos implementar uma cultura do ECA, será possível superar marcas difíceis que ainda fazem parte do dia a dia de crianças e adolescentes no nosso país”, afirmou a ministra Maria do Rosário.

Entre os temas definidos como prioritários pelo protocolo, está a universalização dos direitos da criança e adolescente em regiões como semiárido e Amazônia, em comunidades populares dos centros urbanos e de origem étnico-racial (afro-Brasileiros e indígenas). Também consta do documento ações de promoção dos direitos da criança e do adolescente, com enfoque especial para ações com recorte de gênero, raça, etnia, orientação sexual e pessoas com deficiência.

Para a representante do UNICEF no Brasil, Marie-Pierre Poirier, o protocolo vai fortalecer ainda mais a relação da agência da ONU com a SDH e demais parceiros. “Este documento institucionaliza a parceria do UNICEF no Brasil com a Secretaria de Direitos Humanos, que já vem sendo desenvolvida há anos. O protocolo visa promover, de forma plena, os direitos de cada criança e cada adolescente e se dará pelo fortalecimento das ações conjuntas e com outros parceiros”, disse Poirier.

As ações previstas pelo protocolo terão os seguintes focos:

– Qualificação dos Conselhos Tutelares e reforço dos mecanismos locais de detecção, notificação e denúncia de violações dos direitos de crianças e adolescentes;

– Redução da violência na família com particular atenção para o fortalecimento das competências familiares em relação à proteção integral e educação em direitos humanos de crianças e adolescentes no espaço doméstico e comunitário;

– Fortalecimento do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo, especialmente do processo de Municipalização de Medidas Sócio Educativas em Meio Aberto;

– Redução da violência letal de adolescentes por força da mobilização de governos e da sociedade em todos os níveis e, particularmente, pactos municipais;

– Promoção do Direito à Identidade de Crianças e Adolescentes, no âmbito do programa nacional de erradicação do sub-registro de nascimento;

– Promoção da igualdade de oportunidades, promoção da cidadania e garantia dos direitos das crianças e adolescentes em situação de maior vulnerabilidade, incluindo aquelas com deficiência, com ênfase nos recursos de acessibilidade.

O documento ainda prevê o fortalecimento da participação social e da articulação com as organizações da sociedade civil, principalmente através do CONANDA, para a formulação de políticas públicas; o fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos, antes, durante e após a realização dos grandes eventos desportivos no Brasil – Copa do Mundo 2014 e Olimpíadas 2016; e atuação conjunta nas ações de proteção integral de crianças e adolescentes em contextos de vulnerabilidade ocasionados por obras de infra-estrutura, bem como em situação de desastres naturais.

viaAssinado protocolo em defesa dos direitos da criança e do adolescente — Direitos da Criança.

Curso do Terceiro Setor na Fesp-SP – A profissionalização como fator de importância em organizações (4ª Edição)


               

As organizações do 3º Setor estão preparadas para adotar uma visão mais organizada e controlada em suas áreas e processos?

Como você se prepara para suas tarefas?

A Alavanca Social, estará ministrando nos dias 13, 20 e 27 de agosto/2011, a 4ª Edição do curso “A PROFISSIONALIZAÇÃO COMO FATOR DE IMPORTÂNCIA EM ORGANIZAÇÕES“.

Este curso é resultado da parceria entre Alavanca Social e Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESP-SP.

Acontecerá aos sábados, das 13:00 às 17:00 e tem como objetivo transmitir aos alunos sobre a importância das pessoas adotarem uma visão diferenciada para conseguir atingir seus objetivos em organizações do 3º Setor.

Faça já sua inscrição! Não perca esta oportunidade!

Vejam a seguir um resumo do curso:

Mais informações no site: http://www.fespsp.org.br/extensao/socpol_terceiro.html

CURSO DO 3º SETOR NA FESP


 

“A PROFISSIONALIZAÇÃO COMO FATOR DE IMPORTÂNCIA EM ORGANIZAÇÕES”

 

Apresentação
A sociedade avança a passos rápidos e cada vez mais exige mudanças no contexto que as envolve e não poderia ser diferente em Organizações do Terceiro Setor.  Este setor da economia representa hoje um dos mais importantes segmentos no mundo todo, notadamente o Brasil que passa por uma reestruturação de conceitos, idéias e cresce para ser, em alguns anos, um dos principais países do mundo.

O Terceiro Setor, como sabemos, veio fechar o ciclo de ações da sociedade organizada, que tanto o Primeiro Setor (Governo) e o Segundo Setor (Empresas Privadas) não oferecem e para que isso se torne realidade, o contexto exige que todas as pessoas que militam nesta área tenham uma visão diferenciada em todas as áreas de ação, sejam eles Conselhos, Gestores, colaboradores e profissionais liberais, como forma de dinamizar e obter melhores resultados em seus projetos.

Carga Horária
12 horas

Objetivos

  • Oferecer informações para a conscientização dos participantes na importância de estarem se preparando para um contexto profissional na área do 3º setor.
  • Demonstrar a importância do planejamento interno para o sucesso externo.
  • Conhecer as principais áreas de ação dentro de uma Organização Sem Fins Lucrativos.
  • Mostrar diferenças na Gestão e condução das atividades em Organizações existentes e atuantes no setor, bem como a necessidade de se prepararem de forma mais estruturada para suas tarefas.

Público Alvo

Fazem parte do perfil do atendente deste curso:

Gestores de Organizações sem Fins Lucrativos – buscando uma visão diferenciada da importância na preparação e realização das tarefas.
Profissionais do 3º Setor – pessoas atuantes neste segmento que queiram abraçar uma visão diferenciada da profissionalização nesta área e poderem aplicar em suas consultorias e ações.
Colaboradores e pessoas interessadas em encontrar alternativas de crescimento pessoal – Todos aqueles que, de alguma forma, estão ligados à estrutura de uma Organização sem Fins lucrativos.

Estrutura

Introdução ao  3º SetorVisão Global do 3º setor no Brasil e no mundo – 2hs

Gestão EficazVisão sistêmica das áreas de Gestão no Brasil – 2hs

Cases de Sucesso – Demonstração de Cases de Organizações Eficientes – 4hs

Áreas – O conhecimento, a informação e o treinamento proporcionando a renovação de conceitos – 2hs

Participação da Sociedade – A sociedade e seu papel fundamental para a mudança de conceito – 2hs

Cronograma

1ª aula – 4hs – 13/08/2011

2ª aula – 4hs – 20/08/2011

3ª aula – 4hs – 27/08/2011

Dia/Horário:  Sábados das 13 às 17:00

Nº de vagas: 50

Valor do Curso: 150,00

IMPORTANTE
Alunos regularmente matriculados em cursos de graduação e pós-graduação da FESPSP têm 40% de desconto nos cursos do programa de extensão.

Instituições conveniadas e ex-alunos da FESPSP têm 15% de desconto no valor total do curso.

Coordenador e Docente: Marcelo Rachid de Paula

http://www.fespsp.org.br/extensao/socpol_terceiro.html

Veja mais detalhes no endereço acima.

Caixa recebe projetos para proteção de nascentes e da biodiversidade da Caatinga


Fonte: http://consolidare-pe.blogspot.com/

 

O Fundo Socioambiental (FSA) da Caixa Econômica Federal disponibiliza R$13,8 milhões para apoiar projetos de recuperação de nascentes de água e de matas ciliares em bacias hidrográficas que servem ao abastecimento humano, para preservar a biodiversidade da Caatinga e para a gestão de resíduos sólidos.

 

As instituições públicas ou privadas, sem fins lucrativos, registradas no Cadastro Nacional de Entidades Ambientalistas (Cnea), com projetos de recuperação hídrica, têm até 5 de agosto para se inscrever e participar da seleção para bolsas entre R$ 200 mil e R$ 500 mil. O prazo máximo para execução do projeto será de 18 meses.

Para mais informações é só acessar o site www.caixa.gov.br/download – link Fundo Socioambiental Caixa e a chamada pública desejada.

Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS abre inscrições


Estão abertas até 29 de julho as inscrições (www.saude.gov.br/premio) para o Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS – 2011.

Em sua 10ª edição foi criada a categoria “acesso ao SUS”, que vale a premiação de R$ 15 mil. O objetivo é reconhecer trabalhos que apresentem avaliações e indicadores sobre o acesso, acolhimento e atendimento da população, visando à promoção da saúde e prevenção de doenças. O acesso aos serviços de saúde em caráter universal é um dos princípios da Constituição Brasileira, por isso a relevância do tema para a produção de conhecimento por meio da pesquisa.

Nessa categoria podem concorrer artigos publicados em revista científica (versão impressa ou eletrônica) no período de 01 de janeiro de 2001 a 12 de junho de 2011, contendo avaliação sobre o acesso, acolhimento e atendimento da população, visando à promoção da saúde e prevenção de doenças.

Além disso, foram mantidas as outras categorias: tese de doutorado (com premiação no valor de R$ 15 mil); dissertação de mestrado (R$ 10 mil); trabalho científico publicado (R$ 10 mil); monografia de especialização ou residência (R$ 5 mil).

O prêmio é uma iniciativa dão sistema de informações do Departamento de Ciência e Tecnologia (Decit) da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE) do Ministério da Saúde. O SISC&T gerencia o Programa Pesquisa para o SUS, o Prêmio de Incentivo em Ciência e Tecnologia para o SUS, o Prêmio Nacional de Incentivo à Promoção de Uso Racional de Medicamentos, o Banco de Consultores e o Pesquisa Saúde.

Outras informações: decit.premio@saude.gov.br

Edital Eletrosul oferece 1 milhão para patrocínio de projetos sociais em 2012


Fonte: http://consolidare-pe.blogspot.com/

Está aberta a seleção para Patrocínio Social em 2012 da empresa Eletrosul. Serão destinados R$ 1 milhão em projetos que correspondam a política de investimento social da Eletrosul. As inscrições podem ser feiras até às 23h59 (horário de Brasília) do dia 31 de agosto de 2011, exclusivamente pela internet, podendo ser realizadas por pessoas jurídicas, sem fins lucrativos, e pessoas de direito público da administração indireta.

Para participar serão consideradas quatro linhas de projetos: Educação Complementar – vinculados à rede pública de ensino ou em parceria, desenvolvidos no contraturno escolar para crianças e jovens, de 6 aos 17 anos, por meio de atividades esportivas, de saúde e educação ambiental -, Educação para Qualificação Profissional, Geração de Trabalho e Renda, que deverá obrigatoriamente apresentar um Plano de Negócios no ato de inscrição do projeto, e Conservação do Meio Ambiente.

O projeto deve ter a finalidade de atuar nos municípios onde a Eletrosul mantém instalações, empreendimentos ou prospecção de negócios em cinco estados – Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Rondônia. O orçamento máximo para os projetos é de R$ 50 mil, ficando a critério da empresa, após o processo seletivo, a decisão sobre o custeio em seu valor total ou parcial.

Na página da Eletrosul na internet – http://www.eletrosul.gov.br – estão todas as orientações e formulários a serem preenchidos ao inscrever um projeto. Após o encerramento das inscrições, inicia a avaliação e seleção dos projetos, que ocorre em quatro etapas.

Associação Maria de Magdala divulga resultado de almoço beneficente e atividades


Olá pessoal!

Vejam a seguir o resultado do almoço beneficente e algumas atividades da Associação para o conhecimento de todos:

  1. O almoço beneficente da Magdala, tendo como prato
    principal Puchero, acontecido em 17 de julho, teve resultou em R$
    4.130,00. Dentre os doadores dos ingredientes e refrigerantes: Açougue
    Beagim, Comércio de Frutas Verduras e Legumes dos Irmãos Codarin (Fredy e
    Ricardo) e Ferráspari S/A.
  1. A campanha para a doação de violões arrecadou dez violões, que serão utilizados no curso ministrado, na MAGDALA,  pela Profa. HILDEMAN BELLODI MORAES –    do Movimento Emaús -, destinado às crianças e adolescentes, filhos e/ou netos das assistidas. As aulas terão início em três de agosto.
  1. O próximo bazar de roupas e sapatos seminovos acontecerá na sede da entidade nos dias 11 e 12 de agosto (quinta e sexta-feira) das 8h00 às 17h00.  As peças custarão de R$1,00 a R$ 10,00.
  1. Além dos pães e bolos caseiros, arroz doce, canjica, salgadinhos e sopa, a equipe da entidade, que atua na cozinha
    semi-industrial, aceita encomendas de delicioso tempero caseiro sem sal.

“Nesta vida, não podemos realizar grandes coisas. Podemos apenas
fazer pequenas coisas com um grande amor.”

(Beata Madre Teresa de Calcutá)

Mais informações sobre as ações e atividades da Associação, acessem o site: http://associacaomagdala.wordpress.com