A incontestável arte de se reinventar


Fonte: Semíramis Alencar – http://nequidnimis.wordpress.com

Todos os dias o sol com sua coroa dourada e manto azul rompe as camadas mais obscuras do negro manto lunar, onde a lua impera, com seus apliques de planetas e asteóides, nos impulsionando a pular da cama e começar um novo dia.

Não existe algo tão belo quanto o dia que amanhece, trazendo em seu esplendor, o chamado à nossa sobrevivência. Desde que o mundo é mundo é assim: acordamos cedo para ganhar a selva e trazer o alimento à cria. Ou buscamos comida ou somos comida, literalmente.

Em tempos modernos não é diferente: se não acordamos bem cedo e nos colocamos na marcha constante em nome de nosso ganha pão, ninguém o fará por nós. Somos dependentes das relações de trabalho. No decorrer de nossas vidas, temos que engolir batráquios, ofídios entre outros animais asquerosos para produzir nosso sustento e, nas atuais condições, com tantas facilidades e possibilidades de estudos e aperfeiçoamentos, somos desafiados, dia após dia, a nos superar, a nos especializar, cada vez mais.

O que não seria tarefa difícil. Com o aumento das ofertas dos cursos via EaD, estudar e se especializar, ampliar o leque de conhecimentos, se tornou um sonho bastante acessível para quem tem o sonho do curso superior. Há inúmeros cursos de graduação, elaborados por universidades federais que não devem absolutamente nada aos cursos presenciais (em alguns casos são até melhores que estes). A pessoa trabalha durante o dia, se especializa durante à noite e nos fins de semana – nada impossível.

Entretanto, a média das pessoas ainda não se acostumou a lutar por um objetivo. Na realidade, o que mais tenho observado é a falta de desejo. Sim, sim, “As pessoas fingem que querem, mas não buscam” (perdão, Oswaldo Montenegro). Levam suas vidas fazendo exatamente a mesma coisa anos à fio- trabalham (louvável), curtem a vida (às vezes de forma prejudicial) e quando vêem alguém com um curso superior ou promovido à alguma função olham perdidamente apaixonadas: “Puxa, quem em dera…” Ao se depararem com a possibilidade de estudar, de se dedicar a um ideal, fogem do primeiro desafio, sob a desculpa esfarrapada do “não tenho sorte mesmo”, “não foram me dadas as possibilidades” “Não sabia que eu teria de estudar tanto assim”, ou a que eu considero a pior de todas “Não sou superdotado/inteligente”.

Deus nos dotou a todos com inteligências suficientes para encarar nossos desafios, com criatividade e luta. E luta. Parafraseando um amigo meu “Se eu não lutar, quem vence é o inimigo” – nesse caso, encaro o inimigo como a minha própria preguiça de conquistar algo que desejo. Por essa razão, sempre que estou com um desafio e prestes a capitular, recorro à minha força de vontade e me olho no espelho. Miro meus olhos e digo, corajosamente: “Você chegou até aqui, vai desistir agora?” e volto aos meus estudos. E acontece algo mágico então, como num passe de mágica, tudo se torna mais claro, mais objetivo. E vem uma força, um desejo de acertar tão grande que, ao final de tudo, sorrio e digo confiante “Deu Certo! Obrigada, Meu Pai”.

Para me servir de incentivo, escrevi uma frase de Charles Chaplin na mesa de meu computador – “A Persistência é o Caminho do Êxito”. Claro que, como todo ser humano, também tenho momentos de desânimo e busco nessas frases e nesse pensamento de esforço pessoal a energia necessária para construir meu futuro com meu esforço. Sou incompreendida muitas vezes, solitária em muitos momentos, mas se eu tivesse dado ouvidos ao que as pessoas pensavam de mim ou da minha capacidade não teria conquistado nem 1/3 do que tenho hoje de conhecimento. A lei do menor esforço ainda é uma ferida aberta na nossa sociedade; os adeptos do jeitinho brasileiro, a grande maioria ainda persegue (ou condena) aqueles que querem e gostam de estudar, de se aprimorar, de se dedicar à alguma atividade com afinco. Os Workaholics, Nerds, Geeks ou CDFs tem fama de serem pouco sociáveis. Talvez nosso problema maior não seja a falta de contato social, mas a qualidade desse contato.

Logicamente, tudo o que visamos conquistar depende de um esforço diário, muitas leituras ou dispondo de horas numa tarefa repetitiva, cometendo erros e pequenos acertos (ou vocês acham mesmo que fiz cursinho de blog para criar esse daqui? nananinanão… foram muitos meses até aprender cada uma das suas funcionalidades, postagens erradas, códigos truncados). Leio muito, estudo muito, divido meus dias com as tarefas de Dona de Casa, mãe e professora com as de blogueira, divulgadora da Doutrina e estudante (ainda sobra um tempinho para ajudar aos amigos). É dureza. Sou a última a me deitar todas as noites, fazendo corujão estudioso, mas reconheço que depois meu prêmio será bem maior.

Praxis Omnia Vincit – A Prática Tudo Vence – Os antigos romanos tinham razão. Se você acha que você vai conquistar o que você deseja na vida – seja um emprego melhor, seja um carro novo ou uma universidade – fazendo o mínimo ou desistindo diante do primeiro obstáculo, sob os pretextos mais estapafúrdios possíveis, desista de uma vez dos seus sonhos! Conquistar uma meta requer sacrifício. Não conheço ninguém que tenha alcançado algum êxito na vida dormindo mais de 8 horas por dia, saindo todo fim de semana para barzinhos ou curtindo a vida adoidado. Isso tudo porque Labor assiduus hominibus sapientiam dedit – O trabalho contínuo deu sabedoria aos homens.

Dicas preciosas:
Quer conquistar algo muito sonhado : dedique-se a esse objeto de desejo de forma apaixonada. O mundo deve perder o sentido, todas as coisas do mundo não tem importãncia quando você está envolvido com essa ou aquela atividade, esse ou aquele estudo.

Estude de 3 a 5 horas por dia. Não somente na escola, na faculdade, mas em casa também. Repita os exercícios propostos. Grife passagens importantes, use-as como fonte de inspiração.

Inspire-se nos grandes que conquistaram as metas parecidas com as suas antes de você.

Leia, discuta, entenda tudo o que tiver relacionado com seu objeto de desejo, desempenhe suas atividades e funções repetidas vezes.

Escreva sobre tudo o que aprender e corrija-se sempre que achar necessário.

Divertir-se é bom; sair com os amigos é maravilhoso; namorar, então, nem se fala! – mas a vida não se limita a isso quando se luta pelo que quer. Então, aprenda a dizer não algumas vezes. Controle seus impulsos.

Não amesquinhe suas metas, tampouco se subestime ! Se você foi capaz de ter esse desejo, é porque tens também o poder de realizá-lo.

Se você traçou um plano para 2 anos, por que não para daqui a 6 meses? faça propostas aos seus superiores, com determinação e respeito. Quando estiver seguro, ouse em trabalhos propostos, não tenha medo de se expôr mas o faça de maneira oportuna, educada.

Aliás, seja sempre polido, educado. Não adianta nada você ser competente, dedicado e realizado se a sua arrogância tomar conta de você.

Faça acordos com outras pessoas. Trabalho em equipe é imprescindível para o crescimento pessoal. Não faça os outros de escada. Todos tem medos e frustrações, inclusive você. Faça sempre o dia de alguém valer a pena.

Nunca deixe de contemplar a natureza e seus múltiplos aspectos. A força da vida se manifesta à partir das energias que aprendemos a dominar em nós mesmos.

Tenha fé em Deus e foco no que você quer realizar e tudo o mais será possível !

Ao conquistar uma meta, um desejo, tenha em mente outros mais – a capacidade de sonhar e de realizar é inerente ao espírito humano. Aproveite!

Paz, amor e pé na estrada!

Semíramis Alencar

APAE apresenta filme sobre inclusão pelo esporte


Fonte: http://www.maragabrilli.com.br/terceirosetor

O Filme faz parte da Seleção Oficial da 11ª Mostra de Filmes de Montanha que acontecerá no Rio de Janeiro.
O Filme ” Borboleta Azul” é um documentário sobre a inclusão da pessoa com deficiência intelectual através do esporte de aventura. Os personagens fazem parte de um projeto de inclusão para jovens da APAE de São Paulo que encaram um camping selvagem, com atividades de trekking até o cume de uma montanha. O objetivo é estimular a resolução de problemas, superar desafios e incentivar o protagonismo desses jovens colocados em situações extremas.

A produção é da 10e20 Filmes para APAE-SP e Outward Bound Brasil organizadoras do projeto Borboleta Azul.

O documentário será exibido no Cine Odeon, no Rio de Janeiro.

Assita ao trailer do filme: www.youtube.com/watch?v=Lmg-B0A3jDI

Assista o Diretor/Produtor Tomaz Cavalieri falando sobre o filme no programa Planeta EXPN na ESPN Brasil, apresentado por Thiago Brant.
www.youtube.com/watch?v=O30qJfgt5wU&feature=related

EFD-Social – Folha de Pagamento Eletrônica para Organizações


Fonte: http://www.audisa.net

A folha de pagamento eletrônica, segundo a Sispro, diminuirá a burocracia e aumentará o controle fiscal das empresas A área contábil das empresas e do departamento administrativo e RH terão profundas mudanças a partir da implementação do SPED Folha, a chamada EFD-Social. A medida integra o Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) e está em fase de projeto piloto pela Receita Federal. Os arquivos digitais da folha de pagamento eliminarão os trabalhos feitos em papel e passarão a ser emitidos eletronicamente, formando assim um cadastro único de trabalhadores. Até o final do projeto deverão estar integradas em um único arquivo as informações do Sefip, Rais, Dirf, Caged, Manad, entre outras. “As informações ficarão à disposição das esferas federal, estadual e municipal e devem diminuir a burocracia na hora de uma aposentadoria, por exemplo”, informa Sebastião Luiz Gonçalves dos Santos, conselheiro do Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo (CRC-SP). Para ele, este é um dos pontos favoráveis à adoção do sistema eletrônico. “Com as informações atualizadas em um único local será possível o acesso a todos os dados do trabalhador, facilitando o processo e exigência de vários documentos em papel”. Santos destaca ainda que o SPED como um todo, em suas várias frentes de atuação, deverá promover 95% de redução no índice de burocracia no País. “Outro detalhe importante é o combate à sonegação fiscal, que de forma eletrônica ficará mais eficaz”, prevê. Com o projeto concluído, o trabalho do auditor fiscal ficará bem mais prático já que os dados estarão concentrados em um cadastro único atualizado mensalmente. No entanto, o representante do CRC-SP diz que é preciso investir em mão de obra qualificada para lidar com o sistema digital de informação. “Esta é uma lacuna que precisa ser preenchida pelas empresas, com cursos de atualização e formação de pessoal. A figura do contador de 30 anos atrás precisa ser revista e modernizada na estrutura organizacional”, conclui. Para Pedro de Melo Gerente de Produto – Sispro RHda Sispro, Serviços e Tecnologia para Administração e Finanças, o novo modelo de documentação da folha de pagamentos trará enormes vantagens para a gestão das empresas e ao modo como as informações sobre os trabalhadores são tratadas pelos órgãos públicos, com particular destaque para a Previdência Social e os serviços de saúde, como o SUS. “Com a unificação e centralização fica mais fácil a gestão das informações sobre a vida do trabalhador em várias áreas, como a previdência, seguro social, serviços públicos de saúde, fundo de garantia, entre outras. Para os departamentos de RH das empresas, trata-se de uma nova fase de mudança de cultura, facilitando a adoção de políticas mais adequadas no trato das informações trabalhistas”, destaca o executivo. “No entanto, ressalta Melo, o cenário proposto pelo SPED Folha levará as empresas a reavaliarem suas rotinas, soluções e serviços para garantir que os dados sobre seus colaboradores possam ter a qualidade necessária e, assim, gerar os arquivos a serem enviados ao Fisco.

Fonte: Sispro Serviços e Tecnologia para Administração e Finanças

Rede Internacional de Voluntariado Corporativo


Fonte: www1.ethos.org.br/
_______________________________________________________
É lançada a primeira rede internacional de voluntariado corporativo

A rede Voluntare reúne as principais informações de referência sobre o tema, com informes, documentos, boas práticas e as notícias mais relevantes.

Do esforço comum entre empresas e organizações do terceiro setor, foi criada a Voluntare, primeira rede internacional a reunir os principais atores relacionados ao voluntariado corporativo. A iniciativa foi lançada nesta terça-feira (5/7), em Madri, na Espanha.

A missão da nova rede é fomentar programas de voluntariado corporativo mediante o diálogo, o desenvolvimento de novas dinâmicas de atuação, o estabelecimento de um centro de conhecimento sobre o tema e a criação de formatos originais entre os grupos de interesse, por meio de uma rede internacional transparente e ética, com o objetivo de desenvolver a inovação social.

A Voluntare foi fundada por quatro empresas – Telefônica, Endesa, Unilever e KPMG – e cinco entidades do terceiro setor – Fundación Bip Bip, Fundación Codespa, Fundar, Forum Empresa e Fundación Corresponsables. Conta também com a colaboração das entidades Forética e ComunicaRSE e das empresas IBM, Tempe e Iberdrola. A sinergia entre essas organizações favorece o entendimento das necessidades e interesses de todos os envolvidos.

A rede oferece a todas as organizações e pessoas interessadas uma ampla fonte de conhecimento sobre voluntariado corporativo. Sua página na internet reúne uma série de informações de referência, que inclui informes, documentos, boas práticas e as notícias mais relevantes a respeito do assunto em todo o mundo. Além disso, põe à disposição dos usuários as ferramentas necessárias para gerar novo conteúdo e favorecer a inovação em torno do tema. Entre essas ferramentas, há uma que permite criar grupos de trabalho para discutir os vários aspectos do voluntariado corporativo.

Por sua vocação participativa, a Voluntare se já se integrou às redes sociais, por meio das quais pretende criar uma comunidade de intercâmbio de experiências e fomento ao voluntariado corporativo. É possível seguir a rede e participar de suas iniciativas não só pelo link www.voluntare.org, mas também pelo Facebook, pelo Twitter e pelo LinkedIn.

 

 

 

I Seminário Virtual Alavanca Social | ATN | Techsoup Brasil


Olá pessoal!

A Alavanca Social, através da parceria com a Associação Telecentros de Informações e Negócios (ATN) e a Techsoup Brasil, realizaram em 02/06/2011, o 1º Seminário Virtual voltado a difundir e discutir questões levantadas pelas pessoas e organizações integrantes da Rede Colaborativa para um Terceiro Setor Sustentável.

O tema principal foi “DESAFIOS A CAPTAÇÃO DE RECURSOS EM ORGANIZAÇÕES DO TERCEIRO SETOR” e procurou enfatizar a importância de etapas planejadas e correlacionadas como forma de colaborar com os resultados necessários aos projetos destas organizações, conseguindo, desta forma, a busca e a fidelização dos doadores e patrocinadores.

Houve uma ótima adesão, estando inscritas 160 pessoas.

Houve uma excelente aceitação e com certeza estaremos em breve realizando outros eventos que procurará levar sempre assuntos do interesse geral e discutidos na Rede Colaborativa.

Na próxima semana estaremos disponibilizando o evento em formato de vídeo para todos os inscritos.

Até a próxima! Aguardamos vocês por lá!