Sejam bem vindos à Karthago Educacional


Olá pessoal, passando para compartilhar com vocês sobre a KARTHAGO EDUCACIONAL, cujas especializações e projetos transcendem e permitem que pessoas, projetos, empresas e instituições e ensino possam obter uma nova visão de vida, com a capacidade de transformar o meio onde estão presentes.

Entre esses projetos eu destaco o excelente CARTOGRAFIAS EXISTENCIAIS, cujo objetivo geral é proporcionar aos participantes dos eventos, promover, por meio de metáforas e fazer artístico, conscientização do eu e do coletivo, de forma a estimular transformações positivas. Partindo de diálogos interdisciplinares, sendo o fazer artístico mediador, este projeto levará a termo a averiguação de aspectos relativos à valorização do coletivo e individual dentro da sociedade. Serão traçados territórios, em mapas temáticos e artístico-poéticos a partir de reflexões do percurso existencial pessoal e coletivo, associando metaforicamente tais cenários com a cartografia.

Para conhecerem melhor sobre a KARTHAGO EDUCACIONAL, vejam a seguir um pequeno resumo sobre suas atividades:

Logotipo final Karthago Educacional Transparente_ jun19

O conceito educacional de Karthago dialoga com as tendências de educação deste milênio, primando por formações que contemplam aspectos globais e particulares, bem como culturais, poéticos, relacionais, formativos, inter e transdisciplinares das temáticas apresentadas.

Unindo teoria à prática, a metodologia ativa associada ao ensino híbrido, promove uma dinâmica contemporânea de aprendizagem.

Dessa forma, integra diferentes possibilidades de aquisição de saberes, alternando as ferramentas digitais com pesquisas de campo, estudos presenciais e online, debates e orientações, pedagogia de projetos e etapas de desenvolvimento criativo individual.

Karthago Educacional: orientando, educando e capacitando para a transformação positiva de pessoas.

Fonte: https://pt.wikibooks.org/wiki/Civiliza%C3%A7%C3%B5es_da_Antiguidade/Cartago

Turner_Dido_Building_Carthage

Turner_Dido_Building_Carthage

Por que Karthago?

Um pouco de história…

Os registros da  lenda da fundação de Karthago remetem ao poeta Virgílio, por volta de 814 a.C. Consta que o Rei de Tiro, Mutto, tinha dois filhos: Pigmalião e Elisa que, com a morte do pai, herdam o reino.   Entretanto, Pigmalião, com sua exacerbada ganância, queria governar sozinho e mata Sicharbas, o marido da irmã. Ela, que não desconfiava dos planos do irmão, é alertada em sonhos pelo marido assassinado, pedindo que fuja o quanto antes de Tiro, indicando um local onde estava um tesouro que a ajudaria na empreitada.   Assim, Elisa convida pessoas de confiança para juntarem-se a ela e, pelo mar, foge rumo ao ocidente. Desde aquele dia ficou conhecida como Dido, a Errante.

Quando chegam na costa africana, os nativos permitem que Dido e sua comitiva ocupem as terras, mas o espaço deveria ser o que pudesse ser coberto por uma pele de boi. Sendo do povo fenício, conhecido por sua grande habilidade de negociações, ela corta tiras finas do couro do boi, emenda cada uma delas e delimita uma colina.

  Dessa forma foi fundada a cidade de Kart-Hadasht (nova capital) em fenício.

Claude_Lorrain_008

Claude_Lorrain_008

Nos anos que se seguiram, Karthago se transformou em uma importante cidade. Localizada na região costeira do Mar Mediterrâneo, próxima à capital da atual Tunísia (Túnis), desenvolveu, graças ao povo cartaginense, conhecido por sua habilidade nas relações humanas e comércio, uma enorme prosperidade.

A habilidade com a navegação favoreceu a fundação de vários entrepostos comerciais ao longo do mediterrâneo. Mas os homens governados por Dido nunca atacaram povos gratuitamente ou ocuparam terras de forma indevida.

Dizem que o porto de Karthago possuía uma dinâmica sem igual, recebendo povos de diferentes países, com respeito e alegria. Assim, culturas diversas coexistiam num espaço geográfico de trocas não apenas de mercadorias, mas de saberes e crenças, enriquecendo repertórios das pessoas e promovendo hibridismos inimagináveis e conhecimentos que se formaram a partir de uma somatória de saberes, que foram a marca de uma sociedade que primava pelas boas relações.

Apesar das diversas línguas, Karthago foi uma babel que deu certo, promovendo relações salutares entre os povos que por ali passavam e muitas vezes se fixavam e os antigos residentes.

The Decline of the Carthaginian Empire ... exhibited 1817 by Joseph Mallord William Turner 1775-1851

The Decline of the Carthaginian Empire … exhibited 1817 by Joseph Mallord William Turner 1775-1851

Vejam a seguir as principais atividades que a KARTHAGO EDUCACIONAL preparou para você expandir seu conhecimento e mudar sua visão de vida:

Filosofia Artes do corpo e mente
Gastronomia Literatura
Arte-educação Interdisciplinaridades
Transdisciplinaridades Cotidiano
Meio ambiente Educação

Artes do corpo e mente

  • Danças Circulares (Brasileiras e Estrangeiras)- (Minicurso)
  • Bioexpressão (aula)

Literatura

  • Contadores de histórias (curso)
  • Ludicidade e produção textual  (oficina)
  • Leitura e literatura em sala de aula  (teoria e prática pedagógica)

Gastronomia

  • Gastronomia peregrina (receitas e histórias de alimentos no mundo)  Videoaulas com receitas (curso)

  • Gastronomia e memória (estética e educação dos sentidos) Videoaulas com receitas (curso)

  • Gastronomia, criatividade e cotidiano (receitas do cotidiano, de técnica simples e resultado estético)  Videoaulas com receitas (curso)

Arte-Educação

  • Arte-educação no século XXI  Videoaulas (curso)
  • Travessias Atávicas: abismos, muros e pontes. videoaulas (curso)
  • Projetos de intercâmbio cultural  (curso)
  • Cartografias Existenciais

Meio ambiente

  • Natureza e homem (interconexões)  (aula e exercícios)
  • Ecologia emocional
  • Educação dos sentidos
  • Da mitologia à transgenia. (livro)

Cotidiano

  • Crônicas do cotidiano (acesso gratuito em site  da Universidade do Minho em Portugal)
  • E outros

Interdisciplinaridade

  • Arte e Matemática (curso)
  • Arte, filosofia e meio ambiente  (curso)
  • Arte e Educação para a Paz (curso)
  • A importância da Arte na Educação  (curso)

As informações completas sobre as atividades acima estarão disponíveis em breve no site e points da comunicação da KARTHAGO EDUCACIONAL.


SEJAM TODOS BEM VINDOS!!!


JIVOCHAT: MUITO MAIS DO QUE UM CHAT DE CONVERSAÇÃO!
ACESSE O SITE E FAÇA UM TESTE GRÁTIS

Anúncios

Crowdfunding – Mobilização de Recursos pela Internet


Olá pessoal,

Hoje iremos compartilhar informações sobre uma das maneiras atuais mais inovadoras e surpreendentes para a mobilização e captação de recursos. Digo inovações por utilizar um formato dentro da rede mundial que permite a exposição permanente dos projetos, podendo permitir a captação dos recursos necessários, pois, ao traduzirmos para o português a palavra CROWDFUNDING, teremos algo como Vaquinha Solidária ou Vaquinha Comunitária, e isto, sem sombra de dúvidas trata-se de uma prática bem antiga não é mesmo?

Um meio de captação que, apesar de ser utilizado há um bom tempo nos EUA e Europa, no Brasil, pode-se dizer que ainda está engatinhando, apesar de termos um pessoal muito bom trabalhando neste negócio.

Para conhecerem um pouco mais, veja a seguir uma publicação feita no site http://redemgcidadania.webnode.com.br feita por André Gabriel. (no final do artigo, um resumo sobre ele)

crowdfunding (1)

Nota: Mais de 1,3 bilhão de dólares captados pela Internet para filantropia através de sites de crowdfunding ao redor do mundo. Esse é a soma apenas dos sites que publicam seus números e atuam especificamente para financiar projetos relacionados a causas. A grande maioria deles consta na coluna donations da lista de sites de crowdfunding do site Smarter Money – www.smartermoney.nl
No Brasil
Apesar da quantia expressiva já captada e de existirem sites de crowdfunding no exterior desde 2002, o Brasil ainda está dando seus primeiros passos no crowdfunding, especialmente no Terceiro Setor. Mas já existem 30 (trinta) sites brasileiros de crowdfunding com a proposta de financiar diferentes tipos de projetos: criativos, shows e eventos, de software, culturais, sociais, ambientais, dentre outros.
O site brasileiro que vem mais se destacando até o momento é o site Catarse – www.catarse.me, mas que atua somente com projetos criativos. Atuando exclusivamente para o Terceiro Setor, temos o site Impulso – www.impulso.org.br que trabalha com empréstimos a microempreendedores de baixa renda e os sites que foram recentemente inaugurados: LET’S – www.lets.bt e Vamos Agir ! – www.vamosagir.com
Definição
Traduzido para o português como Financiamento coletivo ou Financiamento colaborativo, o crowdfunding é a obtenção de capital para iniciativas de interesse coletivo através da agregação de múltiplas fontes de financiamento, em geral pessoas físicas interessadas na iniciativa. O termo vem sido usado para descrever ações especificamente pela Internet para arrecadar dinheiro para diferentes tipos de projetos.
A força da Multidão
A palavra crowdfunding se traduzida de forma literal para o português seria algo como financiamento pela multidão. Esse é o foco do crowdfunding. Utilizar a força da multidão para financiar projetos. Possibilitar que muitas pessoas, quando identificadas com o propósito de um projeto e cada uma contribuindo com qualquer valor que puderem (a maioria com pequenos valores), possam juntas tornar um projeto realidade.
Lembramos que os produtos e serviços de projetos de geração de renda da organização podem ser oferecidos como recompensa (contrapartida) aos apoiadores dos projetos via crowdfunding. Nessa possibilidade, destacamos um caso recente de um projeto denominado Krochet Kids Peru que conseguiu captar via crowdfunding US$ 37.000,00 – 6 (seis) vezes mais do que sua meta inicial de US$ 6.000,00. Quem patrocinava o projeto ganhava um chapéu feito por mulheres em comunidades carentes no Peru. A organização transformou o patrocínio via crowdfunding em uma compra social. As pessoas sentiam que estavam mudando a vida de pessoas no Peru ao patrocinar o projeto pelo crowdfunding levando os chapéus como recompensa.
O Iphone das Doações
O Iphone fez sucesso ao unir ferramentas que já existiam no mercado e criar um dispositivo extremamente útil e com design arrojado. Da mesma forma, o crowdfunding uniu ferramentas já disponibilizadas no mercado em um modelo de captação inovador, transparente e fácil de ser utilizado tanto pelas organizações quanto pelos patrocinadores.
Nem todos os sites de crowdfunding funcionam exatamente da mesma forma. Mas, algumas características têm se destacado na maioria dos sites de crowdfunding. São elas a existência de:
  • Vídeo do Projeto
  • Meta de Arrecadação
  • Prazo de Arrecadação
  • Recompensas aos Patrocinadores
  • Integração com as redes sociais (Facebook e Twitter)
  • Modelo de Captação Tudo ou Nada
Tudo ou Nada
No modelo de captação Tudo ou Nada, a organização só recebe o dinheiro se alcançar sua meta de arrecadação dentro do prazo da campanha de crowdfunding (que vai até no máximo 90 dias). Caso não consiga, todo o dinheiro é devolvido aos patrocinadores. A princípio isso pode parecer um ponto negativo, mas é justamente o Tudo ou Nada, com um prazo de arrecadação bem definido, que têm gerado o senso de urgência necessário para mobilizar todos que se identificam com o projeto.
Há a opção também de um modelo mais flexível onde é possível captação parcial dos recursos. Nesse modelo, para incentivar o esforço para que a meta seja realmente alcançada e que sejam traçadas metas realísticas, normalmente aplica-se uma taxa maior dos projetos que não alcançam sua meta de arrecadação.
Dos sites brasileiros para o Terceiro Setor, o Vamos Agir – www.vamosagir.com – atua com o modelo Tudo ou Nada e a Impulso – www.impulso.org.br e a LET’S – www.lets.bt – permitem a captação parcial dos recursos.
Visibilidade para os Pioneiros
Uma das vantagens para as primeiras organizações brasileiras a utilizarem o crowdfunding é a visibilidade pela inovação em sua forma de captação de recursos.
Com o crescimento do crowdfunding no Mundo e no Brasil, a imprensa têm cada vez mais se interessado pelo assunto. No Brasil, já foram veiculadas dezenas de matérias, incluindo matérias na Globo News, no Jornal da Globo, Fantástico, Multishow, Revista Época, Isto É, Folha de São Paulo, Jornal Estado S. Paulo, Revista Exame, Portal UOL, IG e muitos outros.
Como começar?
O primeiro passo é o cadastro do projeto. Entre no site de sua preferência e procure um link para “Enviar ou Começar seu projeto” e preencha o formulário com as informações sobre seu projeto.
Algumas Dicas
  • Um bom vídeo faz diferença e pode ser o grande responsável pelo seu projeto conseguir alcançar a meta ou não. Transmita a relevância e o apelo do seu projeto em seu vídeo.
  • Considere o crowdfunding como uma campanha de mobilização de recursos. Planeje a campanha considerando todas as informações que constarão no site e como você mobilizará as pessoas a conhecerem seu projeto no site.
  • Engaje sua rede de contatos a divulgar seu projeto. A probabilidade de patrocinar um projeto é maior quando a pessoa toma conhecimento do projeto através da indicação de alguém que já conhece o trabalho da organização.
  • Repita a divulgação. Divulgue seu projeto no início, no meio e no final de sua campanha. Veja abaixo o perfil das doações ao longo da campanha a partir de dados coletados de mais de 24 mil projetos de crowdfunding.
 
P.S.: Cursos
Para a organização que quiser melhor se capacitar na mobilização de recursos via crowdfunding, a Diálogo Social – www.dialogosocial.com.br – lançou o curso Crowdfunding – Uma Nova Ferramenta de Captação de Recursos.
Aberta a interessados pelo tema, lembramos também da lista de discussão crowdfunding3setor – http://groups.google.com/groups/crowdfunding3setor
 
“Quando os ventos da mudança sopram, alguns constroem abrigos, outros, moinhos.” Claus Möller.
As mudanças trazidas pelo mundo digital, pela Internet e suas redes sociais, vieram para ficar. Deixamos aqui então a reflexão de como usaremos a força dessas mudanças, ao nosso favor utilizando ferramentas como o crowdfunding ou torceremos para os ventos passarem?

Autor

André Gabriel 

Engenheiro pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pós-graduado pelo IBMEC – MBA em Gestão de Negócios e MBA em Finanças. Atualmente, é diretor de empresas tendo atuado previamente como consultor em Gestão Empresarial na Petrobras e na Gerdau Ameristeel (no Texas e em Minnesota – EUA) em projetos pelo INDG – Instituto de Desenvolvimento Gerencial. Para o Terceiro Setor, fundou os sites de crowdfunding Vamos Agir e LEts.

14º Fórum IOS de Responsabilidade Social


Olá pessoal!

O Instituto da Oportunidade Social – IOS convida para o 14º FÓRUM IOS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL, que acontecerá em 30/09/13, tendo como um dos convidados o idealizador e Presidente do Instituto Filantropia, o qual realiza um trabalho incansável e impecável no terceiro setor.

Trata-se de um encontro entre empresas e o instituto, tratando temas que envolvem o mundo do jovem e da pessoa com deficiência, a empregabilidade e o mercado de trabalho. Faça já a sua inscrição! Prestigie o evento com a sua participação!

Veja a seguir a chamada para o evento:

Forum IOS Resp Social

 

Você sabe o que é um Banco de Alimentos?


banner banco de alimentos

Olá pessoal!

Todos sabemos, observamos e em muitos casos vivenciamos situações de escassez ou dificuldades em nossas vidas e a fome é um destes ingredientes que agride milhões de pessoas pelo mundo todo. Também sabemos que existem pessoas que procuram dar sua cota de colaboração para tentar acabar com esta condição em seu meio ou pelo menos minimizá-la.

Em todo mundo, existem projetos idealizados por pessoas que lutam contra esta atrocidade e com perseverança e dedicação conseguem ajudar muitas pessoas, mudar as suas vidas e devolver um pouco da auto-estima, esperança e confiança num amanhã melhor, principalmente para pais que vêem seus filhos nesta situação, porém, as dificuldades impedem na oferta de melhores condições para eles.

Aqui no Brasil, existem diversos projetos que visam acabar ou reduzir a fome entre as pessoas menos favorecidas e hoje estaremos falando sobre um deles, que foi idealizado no Rio Grande do Sul e hoje possuem uma rede maravilhosa de atendimento não só naquele estado, mas também em outros estados, que seguiram este modelo e participam ativamente das necessidades das comunidades carentes em seu entorno.

Você conhece as diretrizes conhecida mundialmente como OS 8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO?

Não? Então pesquise e conhecerá qual será sua próxima ação em favor do meio que você vive. ACABAR COM A FOME E A MISÉRIA É UM DELES!.

Falo do projeto REDE DE BANCO DE ALIMENTOS DO RIO GRANDE DO SUL, que posso afirmar, com certeza, trata-se de um trabalho de referência e sucesso neste quesito. Veja a seguir algumas informações desta organização e suas ações:

Logo_banco de alimentos

Fonte: http://www.redebancodealimentos.org.br

O que é?

Os Bancos de Alimentos são organizações sem fins lucrativos que atuam minimizando a fome nas localidades onde estão instalados. Arrecadam, classificam, armazenam e doam alimentos às instituições beneficentes cadastradas (creches, asilos, lares de excepcionais, entre outros).

Como Atuam os Bancos de Alimentos?

Funcionamento

Todos os Bancos utilizam da mesma metodologia oferecida pela Rede de Bancos de Alimentos e funcionam de forma padronizada. A sistemática de trabalho dos Bancos de Alimentos é muito simples. Os alimentos doados são coletados nos locais e dias indicados pelos doadores. Em seguida, as doações são armazenadas na central de arrecadações, um depósito próprio do Banco de Alimentos. Neste local, as nutricionistas analisam e determinam quais os tipos de alimentos necessários para as instituições, conforme as quantidades e valores nutricionais ideais para suprir suas necessidades. Posteriormente ocorre a distribuição qualificada dos alimentos, entregues gratuitamente às instituições assistenciais previamente cadastradas no Banco de Gestão e Sustentabilidade.

As entidades beneficentes (entidades assistenciais como creches, escolas, asilos, lares de excepcionais, associações de bairros, entre outras) recebem treinamento sobre segurança alimentar, higiene, e aproveitamento adequado dos alimentos. As Nutricionistas dos Bancos de Alimentos desenvolvem periodicamente avaliação e orientação nutricional com as pessoas atendidas nas instituições.

Estrutura

Todos os Bancos de Alimentos contam com amplas instalações para armazenamento de alimentos. Possuem todos os equipamentos necessários ao desenvolvimento de suas atividades, e uma equipe qualificada com Nutricionistas, permitindo operações rápidas e garantia de integridade dos alimentos entregues.

Logística

O transporte dos alimentos é realizado com uma frota moderna e aparelhada de veículos, disponibilizada pelo SETCERGS (Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Estado do Rio Grande do Sul) que realiza eficiente Logística de Operação, controlando o recebimento, estoque, distribuição e entrega dos alimentos.

Voluntariado

A Rede de Bancos de Alimentos conta com milhares de Voluntários do Rotary, Lions, Diaconias, Escoteiros, Associações de Funcionários de Empresas, Universitários, enfim, da sociedade como um todo, que unida está vencendo o desafio de erradicar a FOME, representando com isso o compromisso e a responsabilidade de cada um com o seu semelhante.

Como Participar

Quaisquer entidades, empresas públicas ou privadas e pessoas físicas poderão participar facilmente das iniciativas do Banco de Alimentos quer sejam como:

Mantenedor: Atuando como mantenedora, sua empresa oferece ao Banco de Alimentos um aporte financeiro. Esta contribuição é fundamental para atender às despesas de custeio e permitir o crescimento das atividades. Estas são algumas das empresas que já atuam como mantenedoras: Sistema FIERGS, Walmart, Gerdau, Goldsztein, Itaú, Terra, GBOEX, Sodexo Puras, Stemac, Avina, Sinmetal, SIARGS.

Parceiro Estratégico (Recursos/Serviços): Qualquer que seja o segmento da sua empresa, você poderá participar prestando serviços referentes à sua área de atuação.

Doador (Alimentos): Se a sua empresa atua na área de produção, transporte, armazenamento, comercialização e consumo de alimentos, poderá se integrar ao Banco como fonte doadora de alimentos.

Colaborador: Os funcionários de sua empresa também podem se engajar nesta iniciativa social através de campanhas onde poderão contribuir mensalmente com um quilo de alimento.

 

Como participar utilizando Incentivos e Renúncias Fiscais

1. O Banco de Alimentos

O Banco de alimentos é mantido por empresas  e população em geral que fazem a DOAÇÃO de produtos alimentares ou recursos financeiros, que são destinados às Instituições Assistenciais cadastradas no Banco de Dados do Conselho de Cidadania da FIERGS como RECEPTORAS. A distribuição é realizada obedecendo a um rigoroso plano de prioridades.

Formas de participação das empresas:
• Doação de alimentos que não foram vendidos por algum motivo.
• Doação de alimentos devolvidos pelo varejo ainda bons para o consumo.
• Produtos com prazo de validade prestes a vencer.
• Produtos excedentes, rejeitados pelo Controle de Qualidade ou com a embalagem violada.
• Produção industrializada especificamente para doação.

 2. Benefícios fiscais para a empresa doadora.

2.1 – Incentivos específicos

ICMS Haverá isenção do ICMS para doações realizadas ao Banco de Alimentos (Decreto Nº 41.577 de 03 de maio de 2002, Art. 1º).

IR e CSSLAs – Doações ao Banco de Alimentos também podem reduzir a base de cálculo do Imposto de Renda e da Contribuição Social, usufruindo da permissão de dedutibilidade destas despesas, sejam em mercadorias ou em espécie, prevista pela Lei das Oscips.

Estas doações são dedutíveis e limitadas a 2% do lucro operacional. Podem resultar em um ganho fiscal de cerca de 34%.
 
2.2 – Incentivos Gerais
Além dos incentivos citados no item anterior, poderá haver o engajamento da empresa em outros projetos que poderão resultar em redução do imposto de renda e do ICMS.

Clique aqui para conferir o Manual de Incentivos e Renúncias Fiscais do Banco de Alimentos

 3. Operacionalização

Para contatar o Banco de Alimentos utilize os seguintes meios:
Tel.: DDG 08005416000, – FIERGS 51 – 33478621
Email: bancodealimentos@bancodealimentosrs.org.br
Site: http://www.bancodealimentosrs.org.br
Correspondências:
Fundação Gaúcha dos Bancos Sociais – Av.Assis Brasil 8787, 3°andar – Bloco 10 / Porto Alegre (CEP 91140-001)

4. Legislação

Lei Federal n° 9.790/99 – Lei das OSCIPS
Decreto do RS Nº 41.557
Demais atos citados no contexto.

Faça parte desta grande rede que salva vidas e promove o bem-estar dentro da sociedade carente de soluções!

_________________________________________________________________

ALAVANCA SOCIAL E INSTITUTO SABEDORIA: PROMOVENDO SOLUÇÕES SOCIAIS!

TREINAMENTO / EVENTOS / COMUNICAÇÃO

_________________________________________________________________

WORKSHOP BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS


Olá pessoal!

Informamos a realização de mais um Workshop BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS.

Desta vez a cidade definida pela IBM e ATN foi Macaé-RJ.

O evento será mais uma vez ministrado pela Alavanca Social e terá a participação de representantes de organizações sociais de Macaé e região. A realização do workshop tem a parceria da Sociedade de Ensino e Terapia Macaense – SENTROM e o treinamento ocorrerá no dia 07 de Maio de 2013 nas dependências do SETROM – Escola Sentrinho.

Vejam a seguir uma chamada para o evento:

Convite evento de Macaé-RJ

Próximos Eventos Associação Maria de Magdala


banner magdala

Olá pessoal, veja a seguir os próximos eventos da Associação Maria de Magdala preparados exclusivamente para você!

Bazar

Nos próximos dias 10 e 11 de abril (quarta e quinta-feira),realizaremos nosso tradicional Bazar de Seminovos (roupas e sapatos), na sede da entidade, das 8h00 às 17h00, com as peças no valor de R$ 2,00 ou R$ 5,00.

 

dobradinha

Em 26 de maio (domingo), teremos como prato do dia, em nossa cozinha semi-industrial, DOBRADINHA. O tamanho da marmitex será nº 9. Marmitex com dobradinha e arroz: R$ 10,00. Marmitex somente com dobradinha: R$ 12,00. Os convites serão vendidos antecipadamente.

 

Sede da entidade: Rua Senador Fonseca, 517   – Fone: 4522-4970.

madreteresa_4

Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante. Dê o melhor de você assim mesmo.”

(Beata Teresa de Calcutá)

A profissionalização como fator de importância em organizações do terceiro setor! Faça já sua inscrição!


cursos-extensao

Olá pessoal!

O tema profissionalização vem, na última década, sendo discutido como movimento necessário para a transformação positiva do terceiro setor, seja em áreas de assistência social, educação, saúde, cultura, meio ambiente, etc., enfim, em todas as áreas de necessidade das comunidades presentes pelo Brasil. Com o advento da rede global de comunicação, a rapidez no acesso e divulgação das informações, o surgimento de tecnologias de ponta, bem como os resultados de muitas organizações que adotaram esta postura no Brasil, este tema acabou tomando uma dimensão importante para que as organizações possam cumprir o que suas missões e objetivos determinam, com muito sucesso.

Sabemos que ainda existem muitos desafios a serem vencidos, mas ao adotar esta atitude, as organizações não só se capacitam melhor para suas atividades, como também promovem com mais segurança as transformações necessárias dentro das comunidades, promovendo crescimento em todos os níveis.

O Curso “A PROFISSIONALIZAÇÃO COMO FATOR DE IMPORTÂNCIA EM ORGANIZAÇÕES DO TERCEIRO SETOR”, vem com a proposta de enfatizar esta prática como fator determinante para atingir estes resultados, e a Fesp-SP, em parceria com a Alavanca Social, convida a todos para participarem do curso acima, com inicio em 09/03/2013.

Vejam a seguir a chamada para o curso:

folder curso fesp_terceiro setor

Para mais informações acesse: http://www.fespsp.org.br/extensao/terceiro-setor.html

Faça já a sua inscrição: http://www.fespsp.org.br/extensao/fespextensao/Pages/Inscricao.aspx

APROVEITE! FALTAM POUCOS DIAS PARA O INICIO DO CURSO!

Nos vemos por lá!

Boas Práticas na Gestão de Organizações Sociais. Vejam momentos dos eventos!


Olá pessoal!

O programa ATN / IBM continua em diversas partes do Brasil e a Alavanca Social, juntamente com os parceiros locais em cada uma das cidades onde o evento se realizou, pode compartilhar seus conhecimentos e experiências a todas as pessoas que estiveram presentes.

Hoje estaremos mostrando algumas fotos dos eventos de Belém-PA e Vitória-ES, onde houve uma ótima participação e pessoas ativas que também colaboraram com o sucesso dos eventos através de suas experiências pessoais e profissionais.

Vejam a seguir algumas fotos dos eventos:

Belém-PA

DSCN1132

DSCN1133 DSCN1199

Vitória-ES

DSC03085 DSC03086 DSC03107

Agradecimentos a todos que fizeram parte em cada um desses eventos.

Em 2013, se Deus assim permitir, estaremos de volta com novos eventos e formatos.