Disque 100 recebeu mais de 120 mil denúncias de violação de direitos de crianças e adolescentes


violencia_infantil6

Fonte: http://www.promenino.org.br

De janeiro a novembro de 2012, 77% das denúncias registradas por meio do Disque 100 são relativas a violação de direitos humanos de crianças e adolescentes. Foram 120.344 denúncias. As meninas correspondem a mais da metade (57%) das vítimas, principalmente na faixa etária de 8 a 14 anos. Além disso, 61% desses registros são relacionados a crianças e adolescentes pretos e pardos.

Segundo números divulgados hoje (10) pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), responsável pelo serviço de denúncias por telefone, nos noves meses deste ano foram registrados, ao todo, 155.336 casos, relacionados também à violação de direitos de idosos, de pessoas com deficiência, entre outros.

Para a ministra da SDH, Maria do Rosário, a elevada incidência de denúncias ligadas a crianças e adolescentes é explicada, em parte, pela vulnerabilidade dessa população diante dos agressores. Ela acredita que o aumento do número de denúncias tenha ligação com o fato de o serviço ter sido lançado em 2003, com o monitoramento exclusivo da violência contra crianças e adolescentes.

“Não tenho nenhuma dúvida que, no Brasil de hoje, temos que estar dedicados à proteção das crianças para que elas não sofram violência”, disse, lembrando que o governo federal começa a pagar, mensalmente, os recursos da expansão do Brasil Carinhoso. A ação integra o Plano Brasil sem Miséria e complementa a renda das famílias extremamente pobres de forma que todos os integrantes superem o patamar de renda de R$ 70 mensais.

“Dessa forma, estamos alcançando em termos de renda mais 8,1 milhões de crianças no país, que estão saindo da situação de miséria extrema. Aliamos a renda e o atendimento para enfrentarmos a violência”, disse.

A secretária nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Angélica Goulart, destacou que, para enfrentar o problema, o governo federal está trabalhando para fortalecer os conselhos tutelares pelo país. A partir de março de 2013, os conselhos receberão novos equipamentos, como carros, computadores com acesso à internet, celulares e impressoras.

“Inicialmente, 500 conselhos vão receber os equipamentos para poder aplicar melhor as medidas de proteção a todas as crianças e adolescentes”, disse, acrescentando que a medida será estendida, progressivamente, a outros conselhos tutelares. Ao todo, essas unidades somam 5.900 no país.

Disque100Foram registradas entre janeiro e novembro deste ano 21.404 denúncias de violação de direitos dos idosos, o que corresponde a 13,8% do total; 7.527 denúncias relacionadas aos direitos das pessoas com deficiência, representando 4,8% do total; 2.830 contra a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros), ou 1,8% do total; 489 contra população em situação de rua (0,3%) e 1.603 contra outras populações em situação de vulnerabilidade, que engloba quilombolas, indígenas, ciganos entre outros (1,8%).

Desde maio de 2003, quando o Disque 100 passou a ser operado pelo governo federal, foram recebidas 396.693 denúncias. O serviço funciona 24 horas, todos os dias da semana, incluindo domingos e feriados. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone em todo o território nacional.

As denúncias de violações de direitos humanos são examinadas e encaminhadas para os órgãos responsáveis, entre eles o Ministério Público, as defensorias públicas nos estados e os conselhos estaduais do idoso, para apuração e providências.

A partir do ano que vem, o Disque 100 vai registrar denúncias de tortura em prisões.

Fonte: Agência Brasil – 10/12/2012

CAPSad: atenção e tratamento no enfrentamento ao Crack


Este slideshow necessita de JavaScript.

Postado por Rede de Mobilização Social

Você sabe o que é um Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas, o CAPSad? É uma unidade de saúde que atende usuários de álcool e drogas e apoia as suas famílias. O Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, criado pelo Governo Federal, em parceria com estados e municípios, investe para ampliar o número de CAPSad.  Hoje, são mais de 200 Centros em funcionamento em todo o país.

Os CAPSad foram criados a partir da reforma psiquiátrica no Brasil. Buscam humanizar o tratamento, evitando a internação constante dos pacientes.  O objetivo é reconduzir o usuário de crack, álcool e outras drogas ao convívio social. No CAPSad o usuário é assistido mas não fica isolado da sociedade. Continua tendo acesso ao trabalho, lazer e ao convívio social e familiar. Os profissionais dos Centros também oferecem assistência e apoio aos familiares do paciente.

A sua cidade já dispõe desse atendimento. Procure as informações na Secretaria Municipal de Saúde. Para orientação sobre drogas, consulte o serviço de atendimento telefônico gratuito: o VivaVoz – 132 ou o Portal Enfrentando o Crack.

Participe dessa mobilização! Converse com familiares, amigos, membros da sua comunidade. Crack, é possível vencer.

Crack! É possível vencer!!!


Olá pessoal,

Todos temos a consciência que existem diversas situações nesta terra, que nos deixam em situações realmente muito difíceis e que se transformam em desafios a serem vencidos. Dentre este desafios, surgiu há muitos anos atrás uma DROGA terrível que provoca transformações, dor e morte entre os envolvidos nesta condição.  Falo do CRACK, que, sem sombra de dúvidas, pela facilidade de obtenção, conseguiu ser uma das drogas mais consumidas no mundo.

Cabe a nós, sabedores desta realidade, lutarmos para que, inicialmente, estejamos atentos para que nossos filhos e amigos não entrem nesta vida de vício e morte, e posteriormente darmos a nossa colaboração para exibir um alerta de contenção deste mal que assola o planeta, destruindo lares e famílias.

Existem muitas pessoas e campanhas pelo mundo e posso destacar o empreendimento feito pelo governo federal através do site http://www.brasil.gov.br/enfrentandoocrack/home, o qual promove ações na direção de combate a esta droga e seus efeitos.

Visitem a página, divulguem, participem das campanhas de conscientização, colaborando nesta luta que, com a ajuda de Deus iremos vencer!

Vejam algumas informações sobre este terrível mal:

Efeitos e Consequências

Físicos

Das vias aéreas até o cérebro, a fumaça tóxica do crack causa um impacto devastador no organismo. As principais consequências físicas do consumo da droga incluem doenças pulmonares e cardíacas, sintomas digestivos e alterações na produção e captação de neurotransmissores.

Veja no infográfico quais são os efeitos agudos e crônicos do uso da droga.

 

Prevenção

Campanha

O desafio da comunicação da campanha publicitária – Crack é Possível Vencer – é mostrar que o crack não é somente um  problema de governos, que é uma causa social e necessita do envolvimento e compromisso do conjunto de toda a sociedade.

O uso de drogas é uma realidade em muitos países e está relacionado a um conjunto de fatores culturais, históricos, econômicos e sociais. A questão exige uma abordagem abrangente, considerando sua complexidade e a realização de ações articuladas, contemplando a prevenção do uso, o enfrentamento ao tráfico de drogas e, sobretudo, o cuidado ao usuário.

É nessa perspectiva que o governo federal, a partir do lançamento do Plano Nacional de Enfretamento ao Crack e outras Drogas, em dezembro de 2011, integra suas diversas políticas públicas e chama a sociedade para se unir em torno do desafio de resgatar usuários e dependentes e conscientizar a população sobre os perigos do uso das drogas.

Neste contexto, e aproveitando a oportunidade do início do ano letivo, foi desenvolvida campanha publicitária que visa mobilizar a sociedade para assumir uma atitude de prevenção ao uso do crack, tratando o tema de forma positiva e otimista.

A campanha contempla dois públicos prioritários:  jovens e famílias.

Confira as peças publicitárias da campanha Crack, Vencer é Possível Vencer.