A FESPSP inovando sempre em seus cursos! Um convite para você!!!


Bom dia pessoal!

Passando para compartilhar e estender um convite da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo – FESPSP para seus cursos de graduação, pós-graduação, extensão, etc.

A FESPSP tem um histórico diferenciado na criação de cursos, módulos e disciplinas, sempre preocupada em oferecer condições e saberes que possam agregar na vida pessoal e profissional, promovendo o conhecimento e condições para que as pessoas possam se preparar adequadamente para suas próximas jornadas.

Dentro desta visão, convida a todos a se inscreverem para o curso de graduação em ADMINISTRAÇÃO, preparado especialmente para aquele que deseja conhecer métodos e maneiras para estar apto a desempenhar novas funções de criação, liderança, inovação, empreendedorismo, áreas de negócios, projetos, etc., sendo fundamental o modelo que o curso oferece para que o(a) aluno(a) extraia o máximo através de teorias e práticas capazes de formar o Ser com consciência e confiança.

Para conhecer mais sobre o curso, seus módulos, suas disciplinas, docentes, etc. e INSCRIÇÃO, favor acessar https://www.fespsp.org.br/curso/24/administracao. Ver a seguir a chamada para este excelente curso:

Para mais detalhes baixe aqui o folder com mais informações.


INSCREVA-SE E SEJA O PROTAGONISTA DE SUA VIDA!


Sejam todos bem vindos!


ALAVANCA SOCIAL, INSTITUTO SABEDORIA E R2 CREATIVE
JUNTOS NA PREPARAÇÃO DE PESSOAS E ORGANIZAÇÕES!

 

Anúncios

Projeto Envolver oferece prêmio de 100 mil para melhor projeto


Bom dia pessoal!

Compartilhando com vocês mais uma informação de interesse comunitário.

banner-projeto-envolver

Organizado pelo Shopping Cidade São Paulo e pelo Instituto CCP, o Projeto Envolver vai destinar R$ 100 mil à instituição que apresentar o melhor projeto social para a região do Shopping.

O prazo para a inscrição é até 24 de fevereiro de 2017 e qualquer organização social que tenha atuação em conformidade com o regulamento pode inscrever um projeto.

Uma banca de especialistas do terceiro setor fará a análise dos projetos e o vencedor será anunciado no dia 11 de abril.

Clique aqui para fazer o download dos arquivos para inscrição e do regulamento.

Fonte: ABCR

Dia de Doar da Rede Cidadã


Olá pessoal!

Hoje estamos compartilhando informações sobre a Rede Cidadã e suas ações sociais.

A partir de 01/12/2015 será lançada campanha para este dia tão importante para Organizações e Projetos Sociais em todo o país. Para entenderem o que estou dizendo, vejam abaixo um resumo de tudo o que vai acontecer neste dia:

diadedoar       logo juntos com vc       logo rede cidadã

Rede Cidadã é uma das entidades que farão parte do Dia de Doar da plataforma Juntos.com.vc,
Plataforma de financiamento coletivo para projetos sociais realiza o Dia D para estimular a doação no País

No dia 1º de dezembro, a plataforma de financiamento coletivo de projetos sociais Juntos.com.vc realizará o Dia de Doar, quando disponibilizará seus recursos para arrecadação de fundos a vários projetos, entre eles, a Rede Cidadã. Por meio do site www.juntos.com.vc, qualquer pessoa, física ou jurídica, poderá contribuir, de forma efetiva, para modificar a realidade de muitas pessoas. A plataforma irá mediar as doações por meio do site, sem nenhum custo para as entidades. “Essa ação tem que ser comemorada. Por meio dela, projetos sociais dos mais relevantes, sobretudo, para comunidades e pessoas carentes, poderão receber ajuda, fomento, para continuar sua caminhada de ajuda ao próximo”, explica Fernando Alves, diretor executivo da Rede Cidadã.

Como doar?
Para contribuir, o doador deve acessar o site da plataforma (www.juntos.com.vc) e conhecer os projetos disponíveis. Lá, estarão acessíveis todos os dados das entidades, bem como sua área de atuação, quantas pessoas são beneficiadas pelo projeto, o que exatamente ele faz, entre outras informações que atestam a idoneidade de cada organização social. Assim, pode optar livremente pelo projeto social com o qual se identifica mais. A partir daí, é só clicar em “Quero contribuir”, com qualquer quantia, não há restrição, já que a ideia da plataforma é que cada ajuda é igualmente importante, pois faz parte de um todo que se torna grandioso e ajuda a muitos. Mais informações são encontradas no site da plataforma ou no www.diadedoar.org.br, endereço do Dia D.

Por que ajudar a Rede Cidadã?
Especializada na geração de trabalho e renda para jovens, adultos e segmentos sociais mais vulneráveis, como pessoas com necessidades especiais, seniores (maiores de 50 anos) e o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais e transexuais), a Rede Cidadã insere esses indivíduos no mercado de trabalho por meio de projetos de Empregabilidade e de Aprendizagem, atendendo também a Lei do Jovem Aprendiz. Além disso, promove a melhoria de gestão de micro e pequenos empreendimentos, por meio do seu Eixo de Empreendedorismo, que disponibiliza mentores que oferecem todo o suporte técnico e de conhecimento ao micro e pequeno empreendedor.

A entidade oferece qualificação especializada em diversos segmentos, tais como os setores de varejo alimentar, tecnologia, entre outros. As próprias empresas parceiras da entidade absorvem a mão de obra que se forma dentro da instituição, o que faz girar uma roda de empregabilidade e parceria. Há, ainda, o diferencial de considerar o perfil de cada profissional, tanto na indicação da capacitação quanto no direcionamento das vagas.

Além desse trabalho, a organização facilita a entrada de empreendedores no mercado, dando a eles todo o suporte para o fomento do seu negócio. “Todas as pessoas que nos procuram, seja para aprender um ofício, se recolocar no mercado, ou para iniciar ou incrementar o próprio negócio recebe toda orientação. Atendemos cidadãos a partir dos 16 anos e a não há limite de idade. A crise que vemos hoje no País reitera a necessidade de formação profissional, sobretudo para as pessoas mais carentes, já que sabemos que, sem uma profissão, sem treinamento, as chances de ocupar uma vaga no mercado diminuem ainda mais”, explica o diretor.

Considerada uma das principais entidades do gênero no país, a Rede Cidadã possui atuação em 47 cidades de nove estados brasileiros. A instituição cria complementaridade entre projetos sociais de governos, empresas e iniciativas sociais do Terceiro Setor com o objetivo de fortalecer o movimento de responsabilidade social empresarial com foco na geração de trabalho e renda.

A Rede Cidadã atua a partir de uma metodologia desenvolvida exclusivamente pela própria organização, a Rede de Geração de Trabalho e Renda (RGTR). Esse método já foi reconhecido em 2011 pelos avaliadores da Fundação Banco do Brasil como Tecnologia Social – iniciativas que compreendem produtos, técnicas ou metodologias reaplicáveis, desenvolvidas na interação com a comunidade e que representam efetivas soluções de transformação social.

Para mais informações: www.redecidada.org.br.

_______________________________________________

Visite o site do Instituto Sabedoria e conheça a melhor maneira de você se capacitar em ações no Terceiro Setor

______________________________________________

Prêmio de Empreendedorismo “Faça e Aconteça”, do Jornal Extra no Rio de Janeiro


Fonte: http://www.fazerparamudar.org.br/

Publicado em 17 de outubro de 2011   por Luisa Bonin

Começam inscrições do Prêmio Faça e Aconteça 2011.
Empreendedores podem contar casos de sucesso no site do EXTRA

Não é de hoje que o brasileiro busca variadas formas de ser o próprio patrão. Somente no Estado do Rio, segundo o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas(Sebrae-RJ), há 210 mil pequenos negócios. E o EXTRA vai dar uma força a essas iniciativas : estão abertas, desde ontem dia 16 de outubro, as inscrições do PrêmioFaça e Aconteça 2011, que vai selecionar e premiar os autores de boas histórias de empreendedorismo.

A iniciativa tem o patrocínio do Banco do Brasil (BB) e o apoio do Sebrae e da Aliança Empreendedora. Os donos das 20 melhores histórias ingressarão no programa Sebrae para Empreendedores Individuais. Os quatro primeiros terão a trajetória publicada no caderno “Vida Ganha”,em forma de fotonovela, ganharão um laptop e farão imersão em empreendedorismo comunitário, durante quatro dias, sob a supervisão da Aliança Empreendedora. As inscrições vão até 5 de novembro, no site do EXTRA. Desta vez, será possível enviar a história por vídeo, ou da forma tradicional, por texto. Uma equipe especializada analisará o material, considerando: histórico e visão de futuro do negócio,produtos e serviços oferecidos, viabilidade, postos de trabalho gerados e impactos na região de atuação, incluindo o meio ambiente. O resultado sairá no jornal, no dia 11. O superintendente do Sebrae-RJ, Cezar Vasquez —que tem um blog sobre empreendedorismo no site do EXTRA— diz que, para conseguir sucesso, é necessário buscar qualificação e informação: — É importante cuidar muito bem dos recursos, além de oferecer melhores produtose serviços, pois os consumidores estão mais exigentes. E, nesse novo cenário, é preciso contar com o reconhecimento e o boca a boca. — Ganhar um prêmio dá uma visibilidade enorme para pequenos empreendedores. São eles que mais precisam de marketing pessoal e divulgação pela vizinhança — diz ele.

O diretor executivo da Aliança Empreendedora, Rodrigo Brito, diz que a capacitação começará na inscrição: — O exercício de pensar sobre seu trabalho, e perceber o quanto seu negócio faz diferença para sua vida e a vida da comunidade, já impulsiona a acrescer e perceber que o empreendedorismo é uma poderosa ferramenta para o desenvolvimento socioeconômico.

O Prêmio é exclusivo para empreendedores do estado do Rio de Janeiro .

Crowdfunding: uma alternativa para os microempreendedores no Brasil


Fonte: http://www.fazerparamudar.org.br (por Luiza Bonin em 03/10/11)

Se tem uma coisa que temos de sobra no Brasil, é empreendedores com boas ideias. Segundo o último relatório do GEM Brasil, nosso país é o mais empreendedor do G20 (grupo formado pelas maiores economias do mundo), e ainda aumentou em 20% o número de negócios abertos por oportunidade em relação ao ano anterior.

Mas esses empreendedores enfrentam muitos desafios na hora de colocar suas ideias na prática, e um desses grandes desafios é conseguir o capital necessário para investir no novo negócio ou ampliar o existente.

Para ajudar empreendedores a tirar suas idéias do papel surgem no Brasil uma série de plataformas que, inspiradas pelo modelo dos Estados Unidos (que já movimentou mais de 400 milhões de dólares), se dedicam a conectar pessoas! Conectar quem tem uma boa ideia, mas não tem o capital suficiente para começar, e pessoas espalhadas pelo mundo que tem muita vontade de fazer projetos criativos e idéias empreendedoras virarem realidade, e assim se sentir parte desse sucesso. Essas plataformas de “Crowdfunding” (Financiamento da Multidão), estouraram no Brasil no início de 2011, antes disso apenas o site Vakinha tinha iniciado, timidamente, essa forma alternativa de captação. Mas quem emplacou a prática por aqui foi o site catarse.me (plataforma que seleciona e apóia projetos criativos em todo o Brasil, abrindo um canal para que pessoas possam contribuir financeiramente nos projetos, e tendo recompensas muito criativas em troca).

Desde o fim do ano passado, já foram fundadas mais de 25 plataformas, que utilizam a multidão como sua maior fonte de informações, conhecimento e recursos financeiros.  Dentre as plataformas de financiamento colaborativo para empreendedores e projetos, as que se destacam são:

Projetos Criativos

BePart – www.bepart.com.br

Catarse – www.catarse.me

Movere – www.movere.me

Projetos Em Geral

Bemfeitoria – www.bemfeitoria.com.br

Começa Aki – www.comecaki.com.br

Eu Patrocino – www.eupatrocino.com.br

Incentivador – www.incentivador.com.br

Ulule – www.ulele.com.br

Vakinha – www.vakinha.com.br

Projetos Sociais e Ambientas

Impulso – www.impulso.org.br (microempreendedores de baixa renda)

LET’S – www.lets.bt

Vamos Agir ! – www.vamosagir.com


(compilado feito por André Gadriel, fundador das plataformas Let´s e Vamos Agir).

Acreditando no potencial do modelo, e inspirada pela inovação e sucesso da plataforma americana Kiva.org, a Aliança Empreendedora, lançou, em novembro de 2010, o primeiro e único portal que conecta Anjos Investidores Sociais com  microempreendedores de baixa renda em todo o Brasil. Através do Portal IMPULSO, pessoas podem investir em microempreendimentos, acompanhar a evolução dos negócios e ainda, quando o empreendedor pagar o crédito, o Anjo recebe virtualmente a quantia que investiu, podendo escolher um novo empreendedor para apoiar.

Desde seu lançamento, 500 Anjos já investiram nos empreendedores do Portal e a meta é chegar a 2.500 até o final do ano, e ampliar a rede para 5 ONGs de empreendedorismo que captam através do Portal.

Ficou claro nesse ano que há um grande potencial nessa ferramenta e que muitas pessoas no Brasil e no mundo estão dispostas a fazer parte de uma rede de colaboração online, com o objetivo de apoiar quem está fazendo acontecer, e assim se sentir parte da transformação.

Texto de Lina Useche, co-fundadora da Aliança Empreendedora e fundadora e diretora do Portal Impulso.

Crowdfunding – Uma nova maneira de empreender e realizar projetos


O crowdfunding chega ao Brasil

Fonte: http://www.hsm.com.br/blog/2011/02/o-crowdfunding-chega-ao-brasil/

Mais uma plataforma de negócios voltada ao empreendedorismo e a aceleração de projetos chega ao mercado brasileiro, o crowdfunding, e assim como as plataformas de compras coletivas (que muitas até já encerraram suas atividades) já dá sinais de que será a próxima bolha.

Em poucos meses do início do ano projetos como o Catarse, Incentivador, Movere.me, Motiva.me, Multidão e o Senso Incomun surgiram no cenário em uma espécie de inconsciente coletivo. Acredito que era algo tão desejado que o raio de insight acabou pegando todos ao mesmo tempo. Agora é saber qual deles tem maturidade, relacionamento e competência de mercado suficiente para se manter e progredir.

Modelos Colaborativos

Modelos de negócio colaborativos vieram para ficar. Modelar seu negócio através de uma plataforma participativa já é fator determinante do sucesso de um projeto, assim como na cultura open source, ganha quem tiver uma comunidade maior e mais participativa, o que, por experiência, não é nada fácil atingir (falarei mais sobre isso em outros posts).

Será que crowdfunding funciona?

A proposta dos projetos ainda não é muito diferente a do site pioneiro, kickstarter.com, onde os projetos postados que buscam incentivos permanecem no ar por alguns meses e possuem descrição e apresentação em vídeo. O site oferece também variadas formas de retornos para quem ajudar. Diferente dos modelos tradicionais, esses benefícios não são em dinheiro e sim através de outras formas não menos relevantes como, por exemplo, ter o nome nos créditos de um filme ou até mesmo aparecer como figurante em um que adoraria ver produzido e ficar registrado para sempre.

Acredito que um modelo de retorno financeiro também poderia ser pensado, afinal, mercados culturais também podem trazer ganhos e assim quebraria o ciclo de grandes patrocinadores ditando sobre o que deve ou não ser produzido, seja no cinema, teatro e shows.

Para quem é?

O crowdfunding pode ser utilizado em qualquer mercado, seja ele cultural, de tecnologia, saúde ou até mesmo projetos abertos de grandes empresas. Não somente para quem não tem recursos, mas para quem queira levantar muito capital.

Serviços além da plataforma

Outro ponto interessante é analisar as dificuldades de conseguir captação nos moldes tradicionais, apresentações e mais apresentações a investidores, reuniões, parcerias e uma energia enorme e muitas vezes pouco resultado. A pergunta é se essas plataformas serão muito mais do que virtuais e se vão cumprir seu papel de aceleradoras nesse processo de inovação em rede.

Para mais informações vale a visita: http://crowdfundingbr.com.br e ver esse vídeo de apresentação do Flattr, projeto internacional de crowdfunding