Conheça este maravilhoso e corajoso Projeto – Escola Primária Kabiria


escola primária Kabíria

Olá pessoal,

Tenho atuações mais diretas como profissional e voluntário no terceiro setor desde 2007, quando resolvi migrar para uma área recheada de situações especiais, e a partir daí a dedicação foi total.

Hoje quero compartilhar com vocês sobre um projeto criado em Nairobi (Quênia) por Munike Avila em 2013 e que proporciona alegria, alento e esperança para as futuras gerações envolvidas. Falo do projeto ESCOLA PRIMÁRIA KABIRIA, que educa crianças e adolescentes e trabalha no sentido de transformar suas vidas de forma simples, porém, amorosa e com muita dedicação. Quando vejo um projeto desses não deixo de me emocionar, porque as crianças são os donos do amanhã e cabe a nós educá-los e prepará-los para a realidade que irão encontrar e poderem transformar o meio através do aprendizado, respeito, amor e carinho que receberam na infância, tendo a condição de modificar suas vidas e de todos ao redor de forma positiva.

Bom, poderia ficar falando deste assunto por muito tempo, mas o objetivo desta publicação é falarmos da escola. Leiam e conheçam este maravilhoso projeto e se encantem com as crianças e as pessoas envolvidas. Convido inicialmente a assistirem os vídeos para visualizarem e sentirem a alegria das crianças que participam do projeto:

Acessem https://www.facebook.com/escolakabiria/videos

Para conhecerem mais detalhes do projeto convido você a baixar este conteúdo:

ESCOLA PRIMARIA KABIRIA

Para pessoas, empresários e organizações que desejem ajudar na manutenção do projeto favor entrar em contato com: escolakabiria@gmail.com   –  www.facebook.com/escolakabiria

Veja algumas fotos:

Este slideshow necessita de JavaScript.

Curso de alfabetização para adultos no Lar Anália Franco


laf_logo

Olá pessoal!

O Lar Anália Franco, em parceria com o Rotary Club de Jundiaí, está com inscrições abertas para mais um Curso de Alfabetização de Adultos.

Esta parceria está firmada há mais de dois anos com a professora Isabel – Rotary Ckub Jundiaí – Serra do Japy, que realiza os encontros duas vezes por semana, no horário das 16h30 às 18h00.

 Maiores informações, por favor, peça para me procurar.

Ana Lúcia Bonelli Carolla

Assistente Social

Lar Anália Franco (11) 4521-9577 / (11) 7176-9190

Vejam a seguir um pequeno resumo deste projeto:

ALFABETIZAÇÃO DE ADULTOS — “LAR ANÁLIA FRANCO”

Como no Rotary o mês de março é dedicado à alfabetização, vamos destacar um dos trabalhos que o nosso clube desenvolve na área da Educação e que é voltado para a “Alfabetização de Adultos”. Essa atividade é realizada no
“Lar Anália Franco”, sediado em Jundiaí, tendo como coordenadora desse trabalho voluntário  nossa Companheira Maria Isabel de Freitas Pinho Franco.

Abaixo um breve histórico sobre a instituição:

“O Lar Anália Franco, fundado em 19 de Maio de 1912, é a mais antiga Instituição de apoio à infância de Jundiaí e desenvolve suas atividades desde uma época em que nem se cogitava pensar sobre os Direitos da Criança e do Adolescente . E em 2012 vai completar o Primeiro Centenário da Instituição.

Atende atualmente: 52 crianças ( sendo 21 de dois anos e 31 de três ); e 69 adolescentes de 10 a 14 anos; 17 jovens de 14 a 17 anos, no Projeto “Preparando o Futuro”. Promovendo atividades e ações educativas que visem à inclusão social e a preparação para o mercado de trabalho, bem como o desenvolvimento para a leitura e a escrita como recurso destinado à melhoria do processo educativo, da qualificação profissional e da geração de emprego.

Oferecemos para as famílias curso de informática, projeto de geração de renda para 30 participantes, tendo como objetivo principal o fortalecimento dos vínculos familiares, resgate da auto estima e capacitação para o preparo de trufas, doces e salgados”.

_________________________________________________________________________________________

FAÇA JÁ A SUA INSCRIÇÃO E GARANTA O SEU DIREITO À EDUCAÇÃO!

 

Você conhece o Projeto EDUCAR PARA A VIDA? Destine seu Imposto de Renda!


O que você está esperando? Destine parte do seu Imposto de Renda e faça parte desta campanha! Sua parceria e participação vai transformar de forma positiva a sua cidade!

O LAR ANÁLIA FRANCO de Jundiaí, há 100 anos realizando um trabalho diferenciado na educação e melhores condições da comunidade, está colocando em ação o Projeto EDUCAR PARA A VIDA, que tem como principal objetivo “Promover oficinas para o desenvolvimento de competências empreendedoras de adolescentes de 14 a 17 anos, do território Vila Ana”.

A iniciativa, criada e desenvolvida pelo Lar Anália Franco e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Jundiaí – CMDCA, vem com a proposta de melhorar e desenvolver a todas as pessoas daquela comunidade, visando transformar realidades, promovendo o crescimento pessoal, social e profissional de todos os envolvidos.

O convite está aberto a todas as pessoas que desejarem participar, sejam empresários, poder público, organizações e pessoas da comunidade.

Vale ressaltar os retornos desta parceria, como: Incentivo Fiscal, Promoção Pessoal e/ou Empresarial, Crescimento e Transformação da Sociedade de forma digna e dinâmica.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vejam a seguir um resumo do projeto:

Olá amigo(a) do Lar Anália Franco!

Hoje temos um convite especial a você.

Com alegria, o Lar Anália Franco e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Jundiaí – CMDCA convidam você a conhecer e ser parceiro(a) do Projeto EDUCAR PARA A VIDA.

Objetivo Geral
Promover oficinas para o desenvolvimento de competências empreendedoras de adolescentes de 14 a 17 anos, do território Vila Ana.

Objetivos Específicos
• Contribuir para a permanência dos educandos na escola oficial;
• Diminuir o índice de evasão escolar;
• Desenvolver as habilidades para trabalhar em equipe;
• Favorecer a parceria entre instituição, escola e família;
• Fomentar oficinas incentivando a criatividade;
• Inclusão digital;

Público: 20 adolescentes

Periodicidade: 4 atividades por semana

Orçamento necessário: R$ 71.364,85

Desta forma, você ou sua empresa estará promovendo desenvolvimento social em prol de uma comunidade mais justa e fraterna.

Você que é empresário, converse com o seu contador e veja como é fácil doar!

Em caso de dúvidas ou esclarecimentos, entre em contato conosco.

Um forte abraço,
Equipe Lar Anália Franco

Fundo Itaú Excelência Social busca projetos para apoio


 

Fonte: http://www.gife.org.br

Estão abertas as inscrições para a edição 2012 do Programa de Investimento em Programas Sociais do Fundo Itaú Excelência Social (PIPS FIES), que destina 50% da taxa administrativa do fundo para projetos educacionais. Podem se inscrever, até o dia 15 de agosto, iniciativas de atendimento direto nas categorias de Educação Infantil, Educação Ambiental e Educação para o Trabalho, além de Formação de Educadores/as dessas mesmas áreas.

A iniciativa do Itaú Unibanco, implementada em parceria com a Fundação Itaú Social, busca garantir o fortalecimento e desenvolvimento sustentável de organizações da sociedade civil. O FICAS é responsável pela coordenação técnica, incluindo do processo seletivo aos encontros formativos sobre gestão e prática educativa.

O FIES investe em ações de empresas socialmente responsáveis e, de 2004 até o final de 2012, terá destinado mais de R$ 20 milhões a programas educacionais de 116 ONGs, beneficiando mais de 22 mil crianças e 2 mil educadores.

Mais informações e o edital completo, bem como as inscrições, devem ser acessado pelo site www.itau.com.br/fies.

 

Montagens teatrais e musicais são utilizadas para estimular o aprendizado de crianças de baixa renda do Nordeste


A Cultura a serviço da educação

Fonte: http://www.responsabilidadesocial.com

Os institutos Arcor Brasil e C&A iniciaram o segundo ciclo do Programa pela Educação Integral. A iniciativa atende hoje dois Estados do Nordeste por meio do Fundo Juntos pela Educação. A proposta é oferecer educação integral para crianças e adolescentes de territórios considerados de vulnerabilidade social.

Todo o trabalho é realizado por meio de redes locais de ensino e aprendizagem, constituídas por escolas públicas, organizações sociais, Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) e outros ativos comunitários. Ao todo, estão em curso sete programas culturais, artísticos e esportivos, com atividades realizadas no contraturno escolar. Três deles beneficiam os jovens de Pernambuco e quatro do Ceará.

Em Olinda (PE), por exemplo, as instituições realizam o projeto “Brincando com os sons”. A ação beneficia jovens de Peixinhos, um dos bairros mais populosos e com grandes desafios sociais. São ofertadas várias atividades, com destaque para a orquestra de flautas e violino e a oficina de balé, ambas sob a coordenação de profissionais renomadas em suas áreas.

Já na Região Metropolitana de Fortaleza (CE) são quatro projetos em curso. Entre eles vale destacar o “Nossas Histórias”, um teatro espontâneo, derivado do psicodrama criado por Jacob Levy Moreno. O objetivo é resgatar a história individual e coletiva de Meireles, na comunidade do Campo do América, um bairro litorâneo marcado por contradições sociais.

O projeto é fruto da parceria entre Tear Comunitário, Associação das Mulheres do Campo do América, CRAS e Escola Estadual Paróquia de Nossa Senhora da Paz. Espera-se que a ação resulte na produção de um livro e de um CD sobre a história da comunidade.

Criado em 2004 com apoio da Vitae, o Programa pela Educação Integral realiza, ainda, na Região Metropolitana de Fortaleza os projetos “Caldeirão das Artes” e “Hora do Jogo”, ambos no município de Horizonte, e “Ecomuseu de Maranguape”, no distrito de Cachoeira, em Maranguape. Já na Região Metropolitana de Recife, ocorrem o “Construindo Saberes e Direitos”, em Recife, e “Solidariedarte: Educação, arte e cultura, transformando a comunidade”, em Igarassu.

O escopo da intervenção social do Instituto Arcor Brasil é criar, valorizar e fortalecer oportunidades educativas igualitárias para crianças e adolescentes, especialmente nas comunidades onde a Arcor atua. Já são mais de 270 projetos apoiados pelo instituto em sete anos de atuação.