Cursos do Terceiro Setor Instituto Sabedoria – Voluntariado: Planejamento e Criação em Organizações Sociais e Empresas


Matriz azul mais claro_Curso Voluntariado

Aproveite as promoções e descontos concedidos em dezembro, janeiro e fevereiro. 

Forme um grupo e faça já a sua inscrição!

ícone inscrições

Imperdível! Descontos de 50% em todos os eventos neste período para grupos mínimos de 06 pessoas!

Cursos do Terceiro Setor Instituto Sabedoria: A profissionalização como fator de importância em ONGs


Matriz Verde_Curso Profissionalização

Aproveite as promoções e descontos concedidos em dezembro, janeiro e fevereiro, 

forme um grupo e faça já a sua inscrição!

ícone inscrições

Imperdível! Descontos de 50% em todos os eventos neste período!

Curso do Terceiro Setor em Jundiaí: Como Fundar Ongs: aspectos estruturais e legalização


Capa_Apostila do Curso Como Fundar Ongs.versã2

Olá pessoal,

Temos a satisfação de informar a realização do curso COMO FUNDAR ONGS: ASPECTOS ESTRUTURAIS E LEGALIZAÇÃO em Jundiaí

O curso está previsto para acontecer nos dias 27 e 28/04/2015, das 08:30 às 17:30, e vem com a proposta de apresentar informações teóricas e práticas importantes para a criação de Organizações Sociais ou até projetos específicos em comunidades. 

Assuntos como criação, elaboração de projetos, planejamento, legislação e modelos, serão amplamente discutidos durante todo o curso.
Serão 2 dias intensos, sendo o ponto forte a interação aluno-professor e as práticas na criação de um modelo de projeto básico para o entendimento de todos.
Para conhecerem a programa do curso favor acessar:

Para obter mais detalhes e poderem se inscrever, favor acessar a PÁGINA DO EVENTO

 

Se surgirem dúvidas favor acessar nossa página CONTATO ou através do e-mail contato@alavancasocial.com.br ou pelos telefones: (11) 3379-8176 / (11) 97655-2347

FAÇA A DIFERENÇA! ESPERAMOS VOCÊ POR LÁ!

Lançamento do 3º Concurso Cidadonos acontece no próximo dia 17 em Jundiaí


Olá pessoal,

Compartilhamos com todos uma chamada para o 3º Concurso Cidadonos em Jundiaí.

O evento acontecerá em 17/04/2015 e vem com uma proposta de aproximação da comunidade com as soluções que a cidade necessita.

Vejam a seguir a chamada:

small_Logo_Cidadonos_c_pia

Lançamento do 3º Concurso Cidadonos acontece no próximo dia 17

 O tema deste ano, “fazer acontecer”, visa incentivar a população a criar iniciativas autônomas, acompanhar o andamento e também cobrar a realização das propostas vencedoras junto ao poder público municipal

 No próximo dia 17 (sexta-feira), a partir das 19 horas, será lançada a terceira edição do Concurso Cidadonos no Senac Jundiaí, cujo tema será “fazer acontecer”. Após um coquetel de recepção aos convidados, o funcionamento do concurso e um balanço das edições anteriores serão apresentados. O Cidadonos é promovido pelo movimento Voto Consciente, com apoio do Instituto Cidade Democrática.

Realizado em anos não eleitorais, o Cidadonos ocorre como uma forma organizada de a população participar ativamente das mudanças que almeja para a cidade. Em cinco fases – Inspiração, Propostas, Aplauso, União e Anúncio –, os moradores de Jundiaí podem acessar o site www.cidadonos.org.br para propor mudanças, apoiar ideias e discutir demandas atuais.

A atual fase, de Propostas, continuará até o dia 7 de junho. Durante este período, é possível sugerir melhorias na Segurança Pública, Saúde, Mobilidade Urbana, Cultura e qualquer outra área do município. É importante esclarecer que independentemente de participarem ou não como proponentes, as pessoas podem integrar o concurso ao “seguirem” e comentarem ideias, a fim de contribuírem para o aprimoramento das mesmas. Ao final, serão escolhidas as 12 propostas mais relevantes.

Um dos organizadores voluntários do Cidadonos, Henrique Parra Parra Filho, afirma que o concurso é uma forma de ressaltar que, mais do que oferecer ideias, é necessário que a população acompanhe o andamento das propostas vencedoras e cobre sua realização junto aos governantes (gestores, vereadores, deputados, secretários e prefeito). “O Cidadonos busca, sobretudo, fortalecer a participação social e resgatar a capacidade de o cidadão influenciar decisões políticas na cidade”, opina. “Estimula o surgimento de comunidades de colaboração e coletivos, além de construir uma cultura da participação, por meio da educação política para a cidadania”, complementa.

 Serviço:

 Lançamento do Concurso Cidadonos

17 de abril, sexta-feira, às 19 horas, no Senac Jundiaí

Rua Vicente Magaglio, 50, Jardim Paulista I

 Cidadonos: www.cidadonos.org.br

 

Caso desejem mais  informações favor entrar em contato com:

Renata Susigan

11 4522-2142

jornalismo@iocomunica.com.br
www.iocomunica.com.br

Curso “Como Fundar Ongs” na Fesp – Faça já a sua inscrição!


A FespSP, em parceria com a Alavanca Social/Instituto Sabedoria, coloca à disposição de todos o curso de extensão COMO FUNDAR ONGS: ASPECTOS ESTRUTURAIS E LEGALIZAÇÃO.

O curso foi especialmente preparado para que pessoas e comunidades sofram transformações positivas através de projetos sociais, assistenciais, ambientais, culturais, esportivos, saúde, etc.

Você observa carências estruturais em seu bairro e sonha em criar condições para deixá-lo melhor? Então esse curso é para você! Acesse o site da FESP e conheça os detalhes do programa e seu conteúdo:

http://www.fespsp.org.br/extensao/matriculas-abertas/como-fundar-uma-ong-aspectos-estruturais-e-legalizacao

Faça já a sua matrícula: INSCRIÇÃO.  Para ex-alunos e conveniados oferece ótimos descontos.

Veja a seguir o convite. Esperamos você por lá! Apostila completa será entregue na 1ª aula.

como-fundar-ong

Banco Tupinambá: promovendo o crescimento de pessoas e comunidades


cabecalho-banco

Olá Pessoal!

Transformar positivamente a vida das pessoas e situações é um dever de todos nós.

Em todas as partes do planeta observamos fatos e acontecimentos que promovem esta condição e são dignas de apoio e divulgação, como forma de permitir que este DNA se espalhe pelo mundo e provoque avalanches de mudanças positivas na vida de todos os envolvidos.

Dentro deste contexto, vamos falar hoje sobre uma instituição localizada na Ilha do Mosqueiro, a qual faz parte do município de Belém do Pará.

ilha mosqueiro2

A ideia surgiu a partir dos problemas que afligem muitas cidades pelo Brasil, como falta de oportunidades, infraestrutura, desenvolvimento sustentável, etc., onde viviam basicamente à base da pesca e turismo. Foi então que Ivoneide Vale teve a ideia de criar uma organização que pudesse levar a força para as pessoas, no sentido de impulsioná-las para novos tempos e seguindo o velho e sábio conselho de crescimento comunitário, “Ensinar a pescar, do que dar somente o peixe”, idealizou a BANCO COMUNITÁRIO TUPINANBÁ, cuja missão é “Promover o desenvolvimento econômico da comunidade da Baía do Sol, através de serviços financeiros, social e cultural tendo como base os princípios da Economia Solidária.” 

tupinambá comercio

As principais diretrizes que movimentam as ações do Banco e os fazem sua razão de existir são:

  • Organizar redes de prosumidores (produtor + consumidor)
  • Desenvolver a comunidade da Baía do Sol
  • Desenvolver o empreendedorismo na comunidade
  • Fortalecer a moeda social
  • Promover o consumo solidário
  • Incentivar a cultura regional
  • Oferecer serviços financeiros econômicos

Estas e outras ações estão sendo determinantes para a vida de toda a comunidade, transformando positivamente a vida das pessoas, sendo um ponto de destaque a criação de uma moeda local (MOQUEIO) que movimenta toda a economia e moradores da região.

moeda moqueio

Poderíamos ficar falando sobre seus projetos por muito tempo, mas preferimos que assista o vídeo a seguir que fala sobre a Instituição, seus objetivos, resultados e depoimentos:

Visite o site http://bancotupinamba.blogspot.com.br/ e conheça detalhes deste belo projeto.

Decreto reduz tempo para aposentadoria de pessoas com deficiência


Aposentadoria-especial-para-deficientes

Danilo Macedo e Ivan Richard
Repórteres da Agência Brasil

Brasília –  A presidenta Dilma Rousseff assinou hoje (3) decreto que reduz o tempo de contribuição para a aposentadoria das pessoas com deficiência. Quem tem deficiência considerada grave poderá requerer a aposentadoria a partir de 25 anos de contribuição, para homens, e 20 anos, para mulheres. Atualmente, os prazos são 35 anos e 30 anos, respectivamente.

Em caso de deficiência moderada, o tempo de contribuição será 29 anos, para homens; e 24 anos, para mulheres; e àqueles com deficiência leve, 33 e 28 anos, respectivamente.

A aposentadoria por idade poderá ser requerida aos 60 anos, para homens, e 55 anos, para mulheres, cinco anos a menos do que a idade mínima exigida para a concessão do benefício, desde que seja comprovada a contribuição por pelo menos 15 anos na condição de pessoa com deficiência.

O segurado que quiser solicitar o benefício deve agendar o atendimento pelo número 135, da Previdência Social, que funciona de segunda a sábado das 7h às 22h, no horário de Brasília, ou pelo site www.previdencia.gov.br, no link Agendamento de Atendimento.

Decreto_aposentadoria_pessoas deficientes_1534

Segundo a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, o direito do segurado, desde que preencha todos os requisitos, está garantido a partir do dia em que ele fizer o agendamento.

Aos 70 anos, Olegário de Faria Belo trabalhou grande parte da vida como técnico em eletrônica autônomo. Segurado da Previdência Social, ele considera o decreto uma conquista. “A deficiência não é uma doença ou falta de capacidade. A mudança é uma oportunidade que nós, deficientes, estamos tendo, porque a dificuldade que os cadeirantes têm são muitas. Uma conquista muito grande e especial”, disse o técnico, que usa cadeira de rodas para se locomover e participou da cerimônia de assinatura do decreto no Palácio do Planalto.

Vice-presidente do Movimento Habitacional da Pessoa com Deficiência do Distrito Federal (Mohciped-DF), Manoel Maçenes, que também usa cadeira de rodas, avaliou que o decreto dará melhores condições às pessoas com deficiência. “Não é uma ajuda, é um direito, porque a gente vive na dificuldade, no dia a dia. [Esse decreto] é uma dignidade”.

Para a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Maria do Rosário, o Brasil “dá mais um importante passo para a promoção dos direitos humanos e para a diversidade”. “Estamos produzindo um efeito muito importante para o direito ao trabalho [das pessoas com deficiência]”, acrescentou.

28 de agosto – Dia Nacional do Voluntariado


voluntario

Postado por Marcelo Rachid de Paula

Dia Nacional do Voluntariado!

Considero esta data muito especial para o Brasil, por ser um dia onde se comemoram todo tipo de ação solidária, principalmente aquelas que são realizadas com amor e desprendimento, transformando o meio onde esta se desenvolvendo, sempre para suprir alguma necessidade das comunidades de uma forma geral.

Não importa se trata-se de uma grande ou pequena, a ação voluntária provoca as mais diversas reações nas pessoas, sempre as mais positivas, pois aquele que doa o seu tempo se fortalece interiormente, recebe todas as forças e energias para aquela ação, enquanto que aquele que as recebe, tem sua esperança renovada de que existem soluções para seus problemas e necessidades. Não importa se trata-se do voluntariado comunitário e social, se empresarial, em instituições e ensino e até mesmo no poder público, todos são igualmente importantes e provocam transformações surpreendentes nas pessoas e nas coisas, e por se tratar de uma doação do indivíduo, com certeza acaba sendo realizada de forma verdadeira e especial.

Atuo como voluntário desde a década de 80 e posso dizer que esta prática foi uma escola maravilhosa para mim em todos os sentidos, pois me proporcionou a possibilidade de compartilhar os meus conhecimentos e experiências em causas e momentos importantes para a vida das pessoas envolvidas, além de ampliar esse conhecimento em mim de uma forma muito benéfica. Vi, vivi e observei diversas situações que me deixaram tristes por um momento, tal o estado de carência do ser humano, mas que depois da ação de pessoas abnegadas e direcionadas num só objetivo, modificou o contexto de uma forma muito significativa, possibilitando que as pessoas pudessem se reanimar e adquirir a confiança e a força para retomar a jornada. Foram momentos marcantes para mim e acredito que para todos os que participaram destas campanhas.

A presença do voluntário é de fundamental importância em Organizações Sociais, pois a grande maioria não tem recursos suficientes para contratar pessoas para as práticas internas e externas, estando esta pessoa preenchendo uma lacuna, muitas vezes de fundamental importância para a organização, sem ônus para seu planejamento financeiro, que podem ser direcionados para seus projetos. Conheço diversas organizações que sobreviveram e sobrevivem graças à presença das ações voluntárias e realizam um trabalho organizado, maravilhoso e bem gerido através de pessoas e estrutura para esta finalidade de uma forma positiva, onde todos se sentem bem por fazer parte dela.

Observando o voluntariado no mundo, sempre destaco o modelo Canadense como um dos mais eficientes e eficazes, e que, pela sua organização, leis e união de todas as áreas da sociedade, faz que esta atividade  seja de fundamental importância, não somente onde estão inseridos, mas colaborando para o crescimento do país, representando cerca de 2% do PIB nacional. Outro fator relevante, trata-se do voluntariado em eventos esportivos e um modelo bem recente (Olimpíadas de Londres) demonstrou isso com o alto grau de preparação e desprendimento de todos os envolvidos de uma maneira brilhante e significativa.  Sem eles os jogos não aconteceriam da forma como todo o mundo presenciou.

No Brasil, 30.000 pessoas já se cadastraram para serem voluntários na Copa do Mundo em 2014 e isto é somente uma amostra da importância destas pessoas abnegadas que produzem um efeito positivo  em todas as sociedades.

Enfim, o voluntariado é transformação, é desprendimento, é doação, é ação contínua em favor do outro, é geração de riquezas e solidariedade pura em ação, modificando os cenários e possibilitando a crescimento contínuo, e o mais importante: de forma gratuita e com muito amor.

Poderia ficar falando do voluntariado por dias e não esgotaria este assunto, pois sei da importância nos meios onde estão inseridos, mas deixo aqui a minha opinião e palavras para reflexão de todos, na certeza de que somos capazes de doar e melhorar o meio onde vivemos. Todos, sem exceção, podem se tornar parte desta família.

Um ótimo dia do VOLUNTARIADO para TODOS!