Vejam este exemplo de cidadania e participação solidária


Olá pessoal!

Hoje vamos compartilhar um pequena história sobre uma menina de 08 anos que transformou a vida de muitas pessoas com uma ideia simples, mas de grande resultados.

Fonte desta notícia: http://envolverde.com.br/

*Artigo publicado originalmente no Blog do Julio/ Mercado Ético

Se a vida te der um limão, mude o mundo com ele”

O impacto de uma imagem

A pequena Vivienne Harr em maio de 2012, com apenas 8 anos, quando visitava uma exposição ficou chocada por uma foto de dois garotos e irmãos, que trabalhavam em sistema de escravidão carregando duas pedras grandes amarradas em seus corpos. Ao voltar pra casa a menina decidiu que faria algo para mudar aquela situação e comunicou aos pais, que se comoveram muito com a atitude da garota e informaram que ela precisaria de um bom dinheiro para poder ajudá-los.

foto_inspiradora

Foto que inspirou Vivienne a tomar a atitude.

Além de uma Atitude Empreendedora

Então, a garota com ajuda dos pais criou uma banca de limonada, onde começou a vender a bebida por 2 euros, mas o resultado financeiro não foi muito bom. Foi quando a menina decidiu parar de cobrar um valor fixo e deixou o preço livre para quanto a pessoa quisesse pagar. “O que seu coração mandar”, lia-se na banca junto ao anúncio da razão de estar vendendo a limonada: para ajudar as crianças que trabalham sob escravidão.

Rapaziada, a Vivienne conseguiu milhares de seguidores nas redes sociais, divulgação de sua iniciativa em vários jornais e programas de TV, e sabe qual foi o resultado? Ela chegou a conseguir mais de 115 mil euros (cerca de 350 mil reais), o valor necessário para ajudar a libertar 500 escravos.

E não parou por aí! Com o incentivo da família, especialmente do pai, Eric Harr, a jovem lançou o projeto “Make a Stand”, para vender a sua limonada orgânica, a “Lemon-aid”.

vivianne3

Um negócio Social

5% do lucro da empresa vai para a Fundação Make a Stand, fundada pela menina para destinar os recursos a parceiros como a UNICEF, por exemplo. Como o negócio social começou a crescer, seu pai pediu demissão do emprego e atualmente se dedica integralmente à empresa fundada pela filha, que em uma palestra afirmou: “Se a vida te der um limão, mude o mundo com ele!”

A empresa usa produtos orgânicos, sem conservantes e todos os ingredientes estão claramente descritos nos rótulos, além da transparência total, caso alguém precise de informações sobre como o dinheiro levantado será aplicado para a erradicação da escravidão infantil.

Atualmente a empresa integra o grupo B Corporation, uma certificação internacional que valida que a empresa tem em toda sua estrutura os cuidados com impacto social, ambiental e financeiro (aqui no Brasil, uma das únicas que tem o selo é a Natura).

vivianne4

————————–

Projeto Educar para a Vida…veja o andamento


O projeto está tendo uma excelente receptividade e a chegada de novos apoiadores e parceiros permitirá seu fortalecimento e sucesso! Vejam a seguir mais algumas informações enviadas pelo pessoal do Lar Anália Franco:

Olá amigo e amiga do Lar Anália Franco

Tudo bem?

Primeiro, queremos agradecer a vocês pela grande receptividade com nosso Projeto Educar para a Vida, inscrito no Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Jundiaí.

Cada um de vocês tem nos apoiado muito, tanto na divulgação quanto na destinação de imposto de renda.

Para facilitar a sua destinação ao nosso projeto, encaminhamos, abaixo, o simulador da Receita Federal.

Ao incluir seus dados, você poderá estimar o “valor do imposto” e, sobre este, calcular sua porcentagem de destinação.

segue link:

http://www.receita.fazenda.gov.br/aplicacoes/atrjo/simulador/simulador.asp?/tiposimulador=a

Pedimos a gentileza de, ao fazer a destinação, entrar em contato conosco (tel: 9 9630 9616 – Daniel Polo)

Um fraterno abraço,

Daniel Polo

image001

Alavanca Social em ação em Vitória-ES


A Alavanca Social, através de parcerias com a Associação Telecentros de Informação e Negócios – ATN e IBM, estará ministrando o workshop BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS como parte de um programa de compartilhamento e formação de redes colaborativas, cujo objetivo é capacitar pessoas e organizações do Terceiro Setor, auxiliando no processo de formação e crescimento pessoal e profissional dos envolvidos.

O evento acontecerá em 07/12/12 na cidade de Vitória-ES e contará também com o apoio da START YOU UP e FUNDAES.  O tempo de realização será das 09:00 às 18:00 e contará em seu repertório, a teorização e práticas relacionadas aos diversos formatos de gestão e suas ferramentas.

Veja a seguir a chamada para o evento:

Alavanca Social ministra Workshop em Belo Horizonte


Olá pessoal!

A Alavanca Social, em parceria com a ATN (Associação Telecentro de Informação e Negócios) e IBM, ministrará o Workshop BOAS PRÁTICAS NA GESTÃO DE ORGANIZAÇÕES SOCIAIS na cidade de Belo Horizonte.

O evento acontecerá em 30/10/12, cujos convidados serão diversas organizações do Terceiro Setor, e abordará questões importantes nesta área da economia, como a Estruturação, Legalização, Ética e Transparência, Áreas de Gestão, Captação de Recursos e Voluntariado. O evento terá duração de 08 horas e contará com o apoio das Organizações KNH (Kinder Not Hilf) e Morada e Cidadania. Na próxima semana, teremos mais informações.

CAPSad: atenção e tratamento no enfrentamento ao Crack


Este slideshow necessita de JavaScript.

Postado por Rede de Mobilização Social

Você sabe o que é um Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas, o CAPSad? É uma unidade de saúde que atende usuários de álcool e drogas e apoia as suas famílias. O Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, criado pelo Governo Federal, em parceria com estados e municípios, investe para ampliar o número de CAPSad.  Hoje, são mais de 200 Centros em funcionamento em todo o país.

Os CAPSad foram criados a partir da reforma psiquiátrica no Brasil. Buscam humanizar o tratamento, evitando a internação constante dos pacientes.  O objetivo é reconduzir o usuário de crack, álcool e outras drogas ao convívio social. No CAPSad o usuário é assistido mas não fica isolado da sociedade. Continua tendo acesso ao trabalho, lazer e ao convívio social e familiar. Os profissionais dos Centros também oferecem assistência e apoio aos familiares do paciente.

A sua cidade já dispõe desse atendimento. Procure as informações na Secretaria Municipal de Saúde. Para orientação sobre drogas, consulte o serviço de atendimento telefônico gratuito: o VivaVoz – 132 ou o Portal Enfrentando o Crack.

Participe dessa mobilização! Converse com familiares, amigos, membros da sua comunidade. Crack, é possível vencer.

Servidor que cuida de deficiente poderá ter horário especial


Tramita na Câmara o Projeto de Lei 2871/11, do deputado Jorginho Mello (PSDB-SC), que concede ao servidor público federal tutor, curador ou responsável por pessoa com deficiência o direito de licenciar-se de parte da jornada de trabalho, sem prejuízo de remuneração. A redução deverá respeitar o cumprimento de, no mínimo, 20 horas semanais.

Para os efeitos da proposta, o texto considera pessoa com deficiência aquela que apresente alteração completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo (deficiência física), funcionamento intelectual significativamente inferior à média, com manifestação antes dos 18 anos (deficiência mental), ou deficiência múltipla, que consiste na associação de duas ou mais deficiências.

O autor argumenta que a legislação em vigor já concede o benefício de horário especial ao servidor público federal portador de deficiência. Ele argumenta, no entanto, que as dificuldades encontradas pelos familiares, que são complementares às vivenciadas pelos próprios deficientes, não têm amparo na lei.

“Nada mais justo, portanto, estender os benefícios a quem presta cuidados a parente com algum tipo de deficiência”, afirmou Mello, lembrando que não são raros os casos de queixas sobre a dificuldade em conciliar horários.

Tramitação
O projeto ainda será distribuído às comissões temáticas da Câmara.

Íntegra da proposta:

Reportagem – Murilo Souza
Edição – Paulo Cesar Santos

A reprodução das notícias é autorizada desde que contenha a assinatura ‘Agência Câmara de Notícias

Secretaria de Cultura e Fundarpe lançam editais do Funcultura 2011/2012


Fundo de Incentivo injetará mais de R$ 33 milhões na produção artístico-cultural pernambucana. Produtores têm até 12/01 para fazerem ou atualizarem seus cadastros culturais.



A Secretaria de Cultura do Estado (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) lançam a edição 2011/2012 dos editais do Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura (Funcultura). O fundo injetará o aporte de R$ 33,5 milhões na produção cultural do estado. Para o Funcultura Independente serão disponibilizados R$ 22 milhões e para o Funcultura Audiovisual, R$ 11,5 milhões – R$ 3,5 milhões a mais do que no último edital.

Documentação necessária

Anexo I – Formulário para Produtor Cultural 

Anexo II – Formulário de Inscrição para Projetos Culturais

Plano Básico de Divulgação

Renovação de cadastro do Produtor Cultural 

Inscrição cadastro de Produtor

 

Os editais terão inscrições abertas a partir de 16 de janeiro de 2012, no entanto os prazos para seus términos são diferenciados.

Funcultura Independente
Inscrições: 16 de janeiro a 29 de fevereiro de 2012.
A partir da data de término de apresentação dos projetos, a Comissão Deliberativa do FUNCULTURA/SIC terá previsão de 120 (cento e vinte) dias para divulgar a relação dos projetos que serão incentivados, podendo este prazo ser adiado por decisão da maioria dos integrantes da Comissão Deliberativa.

Funcultura Audiovisual
Inscrições: 16 de janeiro a 17 de fevereiro de 2012.
Publicação na Internet dos projetos selecionados para análise técnica: até 7 de março de 2012

Lembrando que os produtores culturais têm o prazo limite de 12 de janeiro para atualizarem seus cadastros de produtores culturais (CPC) para concorrer nos editais. Devem comparecer à Fundarpe, de segunda a quinta-feira, de 8h às 12h.
Os anexos e formulários do Funcultura Independente em breve estarão disponíveis. Para ter acesso aos editais do Funcultura clique aqui

Embrapa lança edital para empreendedores de tecnologia de alimentos


Seis tecnologias, desenvolvidas pela Embrapa Agroindústria de Alimentos, estão sendo ofertadas ao mercado no edital do projeto Incubação de Agroindústrias. O objetivo do edital é incentivar o desenvolvimento de empresas agroindustriais de alimentos a partir de tecnologias desenvolvidas pela unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) sediada no Rio de Janeiro.

O projeto Incubação de Agroindústrias conta com a parceria da Incubadora de Empresas de Base Tecnológicada Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), a Ineagro. As inscrições vão até o dia 15 de janeiro de 2012.


De acordo com o líder do projeto e pesquisador da Embrapa Agroindústria de Alimentos, Marcos Maia, o que se quer é “transformar uma
 tecnologia da Embrapa em negócio”. “Por meio da incubadora, a agroindústria nascente na área de alimentos vai receber o apoio necessário para desenvolver essa tecnologia como negócio”, observou.

Segundo ele, o processo, nesse caso, difere de outros editais porque “a ideia e a tecnologia estão com a Embrapa, não estão na cabeça do empreendedor. Por isso, o empreendedor tem, primeiro, que conhecer as tecnologias, entender as questões técnicas e tecnológicasda pesquisa, antes de elaborar um plano de negócio para entrar no edital de incubação”.

Após o encerramento das inscrições, a Embrapa e a Ineagro farão a primeira seleção dos empreendedores interessados em participar do edital. Os escolhidos entrarão, então, na etapa do processo denominada pré-incubação, que se estenderá por até quatro meses. Nesse período, as empresas nascentes conhecerão as tecnologias desenvolvidas pela Embrapa Agroindústria de Alimentos e receberão treinamento para que possam elaborar seus planos de negócios. 

“Se ele [o empreendedor] apresenta um bom plano de negócio, ele é incubado”, explica Maia. O período de incubação na Ineagro é de até dois anos. “Depois, dependendo do estágio em que ele está, é graduado e pode partir para a industrialização e comercialização do alimento”. O edital está aberto a empresas nascentes e também a micro empresas já constituídas, de todo o Brasil, que queiram desenvolver uma outra vertente de negócios.

As tecnologias desenvolvidas pela Empresa Agroindústria de Alimentos tratam do aproveitamento de carne de tilápia para a produção industrial de conservas e patês; processo de obtenção de palmito pupunha em conserva acidificada; aplicação de revestimento comestível para aumento da vida de prateleira in natura de palmito e de coco, preservando a característica de frescor;  processo de formulação de bebida do tipo repositor energético aplicado em suco de frutas; processo de formulação em pó para bebida a partir de café solúvel, extrato solúvel de soja e açúcar; aproveitamento da carne de rã para conservas e patês.

Fonte: Jornal do Brasil – Alana Gandra