Chuveiro sustentável reutiliza 90% de água e 80% de energia


Olá pessoal!

Compartilhando com vocês um exemplo e modelo de sucesso em tempos atuais.

Espero que gostem!

chuveiro

Fonte: http://www.ciclovivo.com.br

Criado na Suécia, equipamento também filtra a água e garante banhos mais longos sem culpa na consciência.

Um chuveiro sustentável desenvolvido na Suécia é capaz de economizar 90% da água e 80% de eletricidade por métodos sustentáveis, além de filtrar a água fornecida para as residências por meio da rede de esgotos. Fora diminuir os gastos com as tarifas de água e de energia, o novo sistema permite que as pessoas tomem banhos mais longos sem causar sérios impactos no meio ambiente.

chuveiro 2

Batizado de OrbSys, o chuveiro foi inspirado em tecnologias utilizadas por cosmonautas, e, de acordo com seus criadores, ele é capaz de gerar, para as residências, uma economia superior a mil dólares nas tarifas de água e energia. No site da empresa, o internauta pode estimar a economia média oferecida pelo sistema de acordo com a cidade em que vive – no Brasil, estão disponíveis os cálculos para São Paulo, onde o OrbSys traria uma diferença média de cerca de três mil reais ao fim do ano, considerando que quatro banhos de dez minutos são tomados diariamente na residência.

Além de filtrar e bombear a mesma água durante o banho, o sistema armazena a maior parte do aquecimento em seu interior, provocando uma significativa economia de eletricidade. “Com o meu chuveiro, que está em constante reciclagem da água, você só usaria cerca de cinco litros de água por um banho de dez minutos. Em um banho regular, você iria usar 150 litros de água, 30 vezes mais. É muita economia”, enfatiza Merhdad Mahdjoubi, responsável pelo equipamento.

chuveiro 3

O chuveiro sustentável teve brilhante desempenho durante a fase de testes, em que se constatou que o sistema pode fornecer vazão de até 24 litros por minuto, os quais são reutilizados imediatamente no banho. Vale lembrar, também, que os modelos convencionais possuem vazão média de fluxo de água de 15 litros por minuto – o que faz os usuários do OrbSys tomarem uma ducha mais confortável e sem preocupações com o gasto excessivo do recurso.

chuveiro 4

O projeto foi apresentado pela primeira vez quando Mahdjoubi ainda estava cursando Desenho Industrial na Universidade de Lund, um dos mais influentes centros acadêmicos da Suécia. O inventor projetou o chuveiro em parceria com o Centro Espacial Johnson da NASA, que, na época, tinha por objetivo difundir novas tecnologias para expedições espaciais. Até agora, o chuveiro sustentável de alto desempenho não é comercializado.

Redação CicloVivo

The Ice-Bucket Challenge: a campanha de captação de recursos mais comentada dos últimos anos


Olá pessoal!

Esta campanha já aconteceu há algum tempo, mas sempre é bom relembrar o sucesso, participação mundial e arrecadação. Foi realmente impressionante.

Projetos geradores de renda são ótimos, mas também bons desafios para vencer, pois, apesar de poderem ser bem planejados, apresentam variáveis que, se não forem observados podem trazer dificuldades durante sua realização.

Este, ao contrário, conseguiu atingir todos os meios de comunicação e mídias, e uma adesão surpreendente. Acompanhem abaixo o artigo da Associação Brasileira de Captação de Recursos, elaborado por Flávia Lang.

Fonte da imagem: www.forbes.comFonte da imagem: http://www.forbes.com

Nos últimos dias a campanha americana The Ice-Bucket Challenge, ou “desafio do balde de gelo” ganhou incrível visibilidade nas redes sociais e na mídia. Algumas pessoas gostam e outras não, mas uma coisa ninguém pode discordar: a campanha é um fenômeno em arrecadação de recursos para uma organização que trabalha com uma doença não tão conhecida e disseminada: a Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA). De acordo com os dados da ALS Association – organização americana que promove essa campanha–, ela arrecadou mais de US$ 53.3 milhões (116 milhões de reais) de 29 de julho a 21 de agosto. Comparando com o mesmo período do ano passado, o resultado surpreende: é 24 vezes maior (US$ 2.2 milhões). Mais de 1.1 milhão de pessoas realizaram a primeira doação para a organização e esse número não para de crescer. Incrível, não?

logo als association

Desenvolvo campanhas de engajamento público e captação de recursos de pessoas físicas há mais de 15 anos e, depois de acompanhar o debate nas redes sociais, iniciei uma reflexão sobre a campanha baseada nas informações publicadas no site da ALS Association e na mídia, focando nos aspectos de captação de recursos. Acredito que muitas novidades ainda estão por vir e, depois que a campanha terminar, será muito interessante estuda-la mais a fundo.

  1. A causa – Sempre que converso com uma organização, a primeira pergunta que me fazem é: “a causa da nossa organização não é tão forte, como podemos arrecadar fundos?”, ou “existem causas mais importantes como criança e meio ambiente, como conseguiremos?”.

Minha resposta é sempre a mesma: eu acredito que todas as causas são importantes, merecem ser tratadas com respeito e, no mundo diverso de hoje, temos espaço para buscar apoiadores para todos. Nesse caso específico, a Esclerose Lateral Amiotrófica é uma doença não tão conhecida e que atinge um grupo pequeno de pessoas se comparada com outras doenças. Mas nem por isso ela deve ser ignorada. Isso demonstra que, independentemente da causa, uma boa ideia, bem implementada, tem grande potencial de mobilizar recursos.

  1. A inspiração – A campanha foi inspirada na história de Pete Frates, antigo capitão de um time de beisebol, esporte tão tradicional nos EUA quanto o futebol no Brasil. Em 2012, ele foi diagnosticado com Esclerose Lateral Amiotrófica, uma doença neurodegenerativa progressiva e fatal que afeta as células do sistema nervoso e da medula, causando uma paralisia motora irreversível. A campanha começou no mundo esportivo. O banho de água com gelo é comum no esporte americano para comemorar uma grande vitória ou um título. Então, acredito que para essa causa essa demonstração faz um certo sentido. Mais recursos para pesquisa podem significar avanços ou mesmo uma vitória.
  2. O ícone inicial – O apoio de Pete Frates, que desde que descobriu a doença tem uma ligação forte com a causa e com a organização, foi essencial para esse sucesso. Ao longo dos últimos dois anos, Frates buscou construir uma rede de amigos e simpatizantes que organizaram eventos para levantar fundos para a pesquisa sobre a ELA. Ele é uma celebridade com forte vínculo com a causa. Então, temos um ponto adicional: o ícone inicial da campanha já tinha uma relação real com a causa e, para ele, ela é muito relevante.
  3.  O desafio – No Brasil isso ainda não é muito comum, mas desenvolver campanhas criando desafios para captar recursos para uma organização é uma forma muito difundida nos EUA e na Inglaterra, entre outros países. Muitas pessoas iniciam campanhas de captação de recursos para realizarem uma corrida ou outras atividades. Apesar de não termos essa tradição, a campanha trabalha com um formato muito popular onde foi criada.
  4. Conexão – Um dos principais fatores de sucesso é a conexão. Na linguagem de captação de recursos “peer to peer fundraising “(captação de recursos com seus pares), mas isso não significa necessariamente conexão com a causa. A fortaleza da campanha é a conexão entre as pessoas. Então, apesar de arrecadar um valor incrível e ter um número enorme de pessoas que realizaram a primeira doação, os próximos passos é que definirão a campanha. Até o momento, essa campanha é como um evento, com data de início e término. Neste caso, ela é um sucesso. Se analisarmos o compromisso futuro dos doadores com a organização, a pergunta é se a ALS Association conseguirá transformar esse doador pontual em um doador comprometido, que realiza doações no longo prazo. Espero que eles busquem a segunda opção e que seja atingida, mas para isso têm um grande caminho para fidelizar essas pessoas.
  5.  A importância de contribuir – Essa campanha utilizou uma forma ousada e divertida para captar recursos, envolvendo as pessoas em uma ação. Apesar do desafio ser tomar um banho gelado ou doar, de acordo com muitas matérias sobre o assunto nos EUA, as pessoas fazem ambos: contribuem e aceitam o desafio, disseminando a campanha e conquistando novos adeptos. Isso contribui de forma essencial para a propagação da campanha. O resultado seria completamente diferente se fossem vídeos somente solicitando uma doação para uma causa.
  6. Infraestrutura – Uma organização precisa estar preparada para receber os novos doadores. É necessário ter uma base de dados, um sistema para o recebimento de doações eficiente, um formulário seguro e fácil para a realização da doação e um servidor que aguente o aumento do trafico adicional gerado pela campanha. Imagina se eles não estivessem preparados, as pessoas não conseguiriam doar e o resultado seria bem diferente.
  7. Viralidade e abrangência – Essa é uma campanha baseada no marketing viral, o que significa que não tem um alto custo de investimento. Por outro lado, uma organização perde o controle quando utiliza marketing viral, a campanha fica nas mãos dos participantes. E, a partir daí, tudo pode acontecer para o bem ou para o mal. Ninguém esperava esse resultado surpreendente em montante arrecadado, número de doações, número de vídeos, comentários, compartilhamentos, participação das pessoas (celebridades ou não), disseminação da informação e participação internacional.
  8. Celebridades envolvidas – Quando uma campanha tem o apoio de uma celebridade, principalmente que esteja alinhada com a causa, normalmente os resultados são mais expressivos. Nesse caso, a campanha foi iniciada no mundo do esporte com celebridades próximas a Frates. Mas, com todos os componentes de uma campanha viral, ela rapidamente se “alastrou” para celebridades mundiais de esportes, negócios, música, artes, entre outros. E o mais importante: as pessoas comuns aderiram. São pessoas como eu e você que somamos as mais de 1.1 milhão de novas doações. Na minha percepção, isso é um fator superpositivo. Não conheço outra campanha que atingiu tantas pessoas mundo afora, disseminou tanta informação sobre uma causa e bateu níveis recordes em captação de recursos com pessoas físicas em curto espaço de tempo como esta da ALS Association que não sejam campanhas de emergências relacionadas com grandes desastres naturais como, por exemplo, o Tsunami na Ásia ou o terremoto no Haiti.

Algumas pessoas comentaram que existem doenças mais importantes que precisam de recursos. Ou epidemias mais urgentes. Eu não acredito que deveria existir competição sobre qual é a causa mais importante. Como escrevi anteriormente, acredito que todas as causas são importantes e essa campanha pede recursos para essa causa, sem desmerecer nenhuma outra.

A campanha é um sucesso em arrecadação de recursos para uma causa não tão conhecida e acredito que devemos utilizar esse caso para reflexão e aprendizado. Isso mostra, mais uma vez, que todas as causas podem encontrar seu espaço. Por outro lado, estamos falando de sucesso financeiro. Quem trabalha com captação de recursos sabe que esses doadores não necessariamente realizarão uma segunda ou terceira contribuição. E para isso existem outros formatos de campanhas que buscam doadores fieis a uma causa e contribuem por muitos anos.

ice-bucket-challenge

Outros comentaram que as celebridades estão participando para se promover. Acredito que isso também possa ser verdade, mas uma boa campanha não é aquela que traz benefícios mútuos? Quando uma empresa doa, as organizações não têm um pacote de contrapartida que oferecem para elas de exposição de marca, entre outros benefícios? Por que as celebridades não podem contribuir com uma campanha e se promoverem ? Aliás, muitas delas nem precisam de semelhante exposição, na realidade.

Outras perguntas relevantes:

A ALS Association ou qualquer outra organização conseguiria captar mais de US$ 53.3 milhões sem o apoio de celebridades? A campanha é baseada no marketing viral, mas conseguiria essa abrangência?

E os resultados: imagine o beneficio que esse recurso vai gerar e o número de pessoas que ficarão informadas sobre essa causa. E imagine quantas pessoas descobrirão que todos podem doar e que, com um pouco de cada um, podemos fazer muito!

Vale lembrar que essa é uma campanha americana criada no contexto americano. Agosto é alto verão, beisebol é um esporte tradicional, o banho de gelo faz parte da cultura, entre outras coisas. Como em qualquer campanha realizada fora do país, boas campanhas inspiram, mas dificilmente uma campanha que utiliza componentes culturais, pode simplesmente ser copiada. É preciso colocá-las no contexto local. Várias celebridades brasileiras aderiram ao desafio e também doaram (ou não) para a ALS Association ou outra organização brasileira. Mas essa não é uma campanha brasileira, criada para captar recursos aqui. Para isso, teríamos que considerar, por exemplo, a crise de água que estamos enfrentando, o combate ao desperdício, entre outros fatores culturais. Enfim, pensar em outro desafio para outra causa ou para a mesma, mas dentro da realidade brasileira é o nosso desafio.

Campanhas criativas e que conectem as pessoas são essenciais para o sucesso na captação de recursos de pessoas físicas. Normalmente buscamos a conexão da pessoa com a causa. A ALS Association ousou, arriscou e continua colhendo os frutos financeiros. No longo prazo precisaremos fazer uma outra análise para saber se realmente a causa entrou na agenda de pelo menos uma parcela das pessoas que doaram neste momento. Mas também temos que analisar se o objetivo, nesse caso, não era só o dinheiro e a visibilidade. Se for, já foi atingido.  E com muito sucesso.

Quando desenvolvemos uma campanha, precisamos estabelecer objetivos claros para permitir uma avaliação correta.  Às vezes somos muito temerosos com o tipo de campanha que devemos desenvolver. Para crescermos, podemos nos inspirar nessa campanha, utilizando componentes que conectem pessoas a pessoas e a causas, que envolvam, engajem e principalmente que no final, elas decidam contribuir para um mundo melhor para todos, respeitando as escolhas de cada um, inclusive de doação, e descubram como é bacana fazer a diferença. Reforçando esse ciclo onde as organizações e as pessoas contribuem e convidam novas pessoas para apoiar uma causa, desenvolveremos um ciclo virtuoso em que todas as causas só têm a ganhar.

Flavia Lang Revkolevsky é especialista em mobilização de recursos de pessoas físicas. Cofundadora e gestora daAder&Lang. Possui mais de 15 anos de experiência na liderança das áreas de comunicação, marketing e desenvolvimento institucional de organizações internacionais como Greenpeace, CARE e Plan International. Fez parte da diretoria e, atualmente, é membro do Conselho Fiscal da ABCR. E-mail: flang@aderelang.com.

Instituto Sabedoria inaugura um novo formato de cursos: Você escolhe e nós criamos


your_choice

Bom dia pessoal! Replicando postagem do  Instituto Sabedoria.

———————————————————————————

Não me canso de procurar novas alternativas. Cada acontecimento, fatos e resultados é motivo para pensar em fazer de uma forma diferente, sempre como meio de colaborar com a capacitação e aprendizado de pessoas, empresas e organizações sociais. Desta vez idealizamos o projeto “SUA ESCOLHA” ou em inglês “YOUR CHOICE”O que vem a ser? Veja a seguir:

about_us

Este projeto, apesar de não ser inédito aqui no Instituto Sabedoria, foi baseado numa ideia criada internamente chamado de ÚNICO SABER, cujo principal objetivo é privilegiar a todos os interessados com o poder da escolha do que desejam aprender.

Os cursos do Instituto Sabedoria são a nossa paixão e poder compartilhar conhecimentos e informações para pessoas, empresas e organizações sociais são nossa principal missão.

escolhas pessoais

Seja em áreas de Criação, Planejamento, Administração, Gestão, Elaboração de Projetos, Captação de Recursos, Parcerias, Voluntariado ou outras que se apresentem, nossa crescente preocupação é a de mantê-los sempre atualizados e com conteúdos especialmente preparados para que possam extrair o máximo de conhecimentos que façam a diferença em suas vidas, sejam pessoais ou profissionais.

Nossa premissa é a de não pulverizar as informações, evitando criar cursos que deixem dúvidas nos alunos, no mínimo eles são idealizados para despertar o entendimento do assunto e a curiosidade em buscar se aprofundar no tema. A ideia sempre é a criar eventos que possam trazer os conhecimentos que as pessoas e organizações desejam, a fim de estarem capacitadas para as tarefas através de assuntos dirigidos às suas necessidades, só que num padrão fixo em sua grade e conteúdos, sendo atualizados periodicamente para estarem sempre com as melhores informações.

SUA ESCOLHA!

                                                                            SUA ESCOLHA!

A partir de 2016, vamos manter esta linha, mas também criar uma inteiramente nova.

Este novo modelo irá ter duas grades de cursos e possibilidades: cursos e eventos direcionados ao terceiro setor, que fazem parte de nosso DNA, e também uma grade com cursos de outras áreas da economia e interesse, porém, como uma sensível novidade, eles serão criados desenvolvidos de acordo com temas, assuntos e necessidades escolhidos pelos interessados, permitindo o aprendizado dirigido para sua real necessidade.

dúvidas e escolhas

É lógico que este formato, excelente em sua concepção e ideia, terá algumas diferenças em relação à grade fixa, com a criação, o planejamento e realização feitos com mais antecedência, sendo necessário um tempo antes de coloca-los em prática para os interessados. Exemplo: Pessoas, Empresas e/ou Organizações querem conhecimentos relacionados à Captação de Recursos e Parcerias agregando o Voluntariado como forma de colaborar nos processos de planejamento e captação. O prazo mínimo para que todo o material do curso fique pronto para ser ministrado é de 30 dias, podendo variar de acordo com o assunto e conteúdos solicitados.

Já aplicamos este conceito no Projeto Único Saber, direcionado para apenas 01 pessoa e no lugar que ela escolher, com o conteúdo e ementa de sua livre escolha, porém, com algumas diferenças, pois neste novo modelo, o grupo de alunos já deverão estar inscritos, com todos concordando com a pauta escolhida, sendo necessária a aprovação unânime em relação ao conteúdo, para que todos fiquem satisfeitos e felizes com o aprendizado recebido.

Este novo modelo mantém todos os benefícios, promoções e descontos já concedidos para outras modalidades.

Enfim pessoal, é isso! Uma novidade que esperamos que gostem.

____________________________

Escolha a sua e entre contato conosco.

SEJA A(O) PROTAGONISTA DE SUA VIDA! CAPACITE-SE E TORNE-SE O DIFERENCIAL!

———————————————————

Aproveite as promoções e descontos concedidos em dezembro, janeiro e fevereiro. 

Forme um grupo e faça já a sua inscrição!

BOTÃO INSCRIÇÃO5

Imperdível! Descontos de 50% em todos os eventos neste período para grupos mínimos de 06 pessoas! Tem outra ideia? Fale conosco e faça sua proposta!

Primeira professora com Down do país ganha prêmio nacional de educação


Olá pessoal! Replicando postagem do Instituto Sabedoria para vocês!

Existem muitas coisas que valem a pena divulgar, mesmo que a informação ou notícia não seja tão recente, mas essa com certeza vale. É extremamente importante o artigo que encontrei no site Catraca Livre e que fala sobre uma pessoa que venceu seus desafios, independente de suas dificuldades, preconceitos ou limitações. Este é um exemplo que replico com alegria para todos os usuários e pessoas que seguem nossas postagens. Que ela possa nos inspirar para tudo se tornar ainda melhor. Apresento-lhes a Profª Débora Seabra. Vejam a matéria a seguir:

professora com down

A professora potiguar Débora Seabra, 33 anos, primeira educadora com síndrome de Down do país, recebeu no final de outubro o Prêmio Darcy Ribeiro de Educação 2015, em Brasília. Ela foi considerada exemplo no desenvolvimento de ações educativas no Brasil. O prêmio é promovido pela Comissão de Educação da Câmara dos Deputados e acontece anualmente.

Débora é formada em Magistério em nível médio na Escola Estadual Professor Luis Antônio, em Natal (RN), com estágio na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Trabalha há dez anos como professora e hoje atua na Escola Doméstica, um colégio particular da sua cidade.

A professora roda o Brasil e já foi em outros países, como Argentina e Portugal, para falar sobre o combate ao preconceito na sala de aula.  Em 2013, ela lançou o seu primeiro livro, chamado “Débora conta histórias”, recheado de fábulas infantis.

—————————————————————————–

Esta e tantas outras histórias pelo mundo nos inspiram a transformar o meio que vivemos.

O Instituto Sabedoria lhe dá os mais sinceros parabéns pelo prêmio Profª Débora, e pelo exemplo a todos nós.

—————————————————————————–

CONHEÇA NOSSA GRADE DE CURSOS PARA 2016

Ela está sendo preparada especialmente para você!

Uma ótima semana a todos!

——————————————————————————

Você conhece o Instituto Pro Bono?


pro-bono

Olá pessoal!

Hoje tenho o grande prazer de trazer a vocês informações sobre o Instituto Pro Bono, cuja missão é “Contribuir para a ampliação do acesso à Justiça por meio do estímulo à prática da advocacia pro bono, da assessoria jurídica gratuita, da difusão do conhecimento jurídico e da conscientização dos profissionais do Direito acerca da função social da advocacia”.

Conheci o trabalho deles no ano passado antes da realização de um curso que envolvia um material o qual eram um dos autores. Falo do novíssimo Manual do Terceiro Setor, que contém informações muito boas para quem deseja fundar uma ONG e até mesmo geri-la. Além deles, o Manual foi elaborado e finalizado através de parcerias e conhecimentos do Instituto Filantropia e Instituto Mara Gabrilli.

Esse pessoal realiza um trabalho muito bom e prestam ajuda, orientação e assistência jurídica para ONGs e pessoas que estejam necessitando de ajuda. Para conhecerem melhor sobre suas atividades, vejam o resumo abaixo e também acessem o site:

Pro bono, termo originário do latim, significa “para o bem”. Exercer a advocacia pro bono é prestar serviços de caráter e competência profissionais, sem remuneração, a pessoas e entidades que deles necessitem.

O Instituto Pro Bono é uma associação sem fins lucrativos, qualificada como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, fundada em 2001 com a missão de contribuir para a promoção do direito de acesso à justiça de populações vulneráveis e organizações da sociedade civil, por meio do estímulo à advocacia voluntária e ao intercâmbio de conhecimentos jurídicos.

Em 2015, viabilizamos o atendimento a 90 entidades do terceiro setor e realizamos 8 palestras e plantões de aconselhamento jurídico, que resultaram em 187 atendimentos a pessoas físicas residentes de bairros e regiões periféricos da cidade de São Paulo.

Saiba mais: www.probono.org.br.

#diadedoar – Obrigado!


Olá pessoal,

A todos que leram a postagem de ontem, vejam a seguir os agradecimentos da equipe #dia de doar sobre os acontecimentos e repercussão dos fatos, projetando para 2015 uma campanha ainda maior e melhor.

#diadedoar – Obrigado!

(contato@diadedoar.org.br)

obrigado dia de doar
Obrigado!
Nós não temos palavras para descrever o quanto estamos felizes. O #diadedoar foi um sucesso, mobilizando o país inteiro e gerando histórias de doação inspiraram milhares.
O que conquistamos ontem, porém, não representa a conclusão, mas o início de um novo momento no desenvolvimento da sociedade civil brasileira. Juntos, estamos transformado o país, contribuindo para o desenvolvimento de uma cultura de doação tão importante para a sustentabilidade e fortalecimento das organizações.
Em breve, portanto, os preparativos para o #diadedoar de 2015 (01 de dezembro) vão começar.
Mas hoje – quarta – não é dia para isso. Hoje é dia para agradecer.
E agradecemos aqui a cada um de vocês que contribuiu para o sucesso desse dia. Organizações, empresas, movimentos, indivíduos. Cada um à sua maneira, todo tão importantes.
Hoje agradecemos a vocês, e sugerimos que agradeçam também aos que doaram para suas organizações. O ato de pedir a doação é importante. O de agradecer por ela também.
Obrigado, portanto, e até muito breve!
Equipe #diadedoar
equipe dia de doar

Dia de Doar – você vai ficar de fora dessa onda?


dia_de_doar_facebookperfil

Olá pessoal, bom dia!

Vocês conhecem o dia de Doar?

A partir de ações em várias partes do mundo, este dia foi idealizado para comemorar atitudes de pessoas, empresas, instituições, poder público, etc., que oferecem uma parte de si para que outras pessoas, situações e condições possam melhorar em todos os sentidos. Quando falamos em doação, a maioria das pessoas imaginam sempre no lado financeiro e se esquecem que podemos doar qualquer coisa, uma roupa, alimento, etc., podemos doar nosso tempo em projetos de voluntariado por exemplo, podemos doar um sorriso amigo, podem dar um abraço fraterno, podem conversar com alguém que está em solidão, e assim por diante…

dia_de_doar_facebook_banner

Existem diversas maneiras de fazer isso. Você decide o que poderá doar hoje e sempre. É fácil, somente necessita disposição e principalmente desejo de ajudar e colaborar com o meio onde está inserido.

A Alavanca Social e todos que fazem parte da equipe doam seu tempo dedicando-se a propagação de ideias, divulgações como essa, projetos de conscientização, projetos que compartilham informações de forma gratuita, além de ações voluntárias….

dia de doar

Como eu disse no inicio, este dia está sendo comemorado em todo o mundo e a cada ano cresce em atitudes e importância para todas as pessoas. Assistam o vídeo a seguir:

Pare um pouquinho hoje, deixe por alguns momentos os seus afazeres diários e rotineiros e dê algo de você para alguém. E o mais importante, não se trata de uma obrigação e sim, como o nome diz, uma doação de si para outros naquilo que julgar possível realizar neste momento de sua vida.

Vamos DOAR  e iluminar este dia!

Acessem http://www.diadedoar.org.br/ e saibam mais sobre essa magnífica campanha que acontece em todo mundo.

VOCÊ NÃO PODE FICAR DE FORA DESSA!

Veja a seguir uma chamada do site da campanha:

O que é o Dia de Doar?

Obrigada por fazer parte do #DiadeDoar!

O #DiadeDoar inspira a filantropia pessoal e encoraja doações maiores, melhores e mais inteligentes durante a época de festas, mostrando que o mundo, de fato, doa da melhor forma possível. O segundo #DiadeDoar acontecerá no dia 2 de dezembro de 2014, no Brasil todo, e terá, pela primeira vez em 2014, o apoio do movimento internacional #GivingTuesday.

giving

De onde veio a ideia? O varejo há muito tempo se beneficia das vendas da época de festas de final de ano, e já importou dos Estados Unidos a data que marca o início das compras de presentes com um dia de descontos chamado “Black Friday”. Desta forma, o #DiadeDoar funciona como uma celebração à importância do fortalecimento da democracia através de doações para organizações da sociedade civil, lembrando que já é um costume, para muitas pessoas, fazerem doações no final do ano.

giving2

O #DiadeDoar junta diferentes redes de pessoas, grandes empresas, pequenos negócios e OSC através de um universo cada vez maior de plataformas digitais para encorajar e amplificar pequenos gestos de empatia voltados para transformar o mundo em um lugar melhor para todos.

O #DiadeDoar não é uma plataforma de doação, mas um chamado à ação para celebrar a doação e encorajar doações maiores, melhores e mais inteligentes durante a época de festas. É um princípio norteador para encorajar a criatividade e a energia de pessoas no Brasil e no mundo para trabalharem juntas para o bem.

O sucesso do #DiadeDoar depende do esforço coletivo de um grupo único de parceiros e de sua participação. Você é a parte mais importante para fazer este movimento uma realidade. Nós juntamos um passo a passo para que você tenha os recursos necessários para que, neste ano, as doações sejam ainda maiores!

Você não precisa ser um líder mundial ou um milionário para doar. #DiadeDoar é sobre pessoas normais se juntando para fazer coisas extraordinárias.

O #DiadeDoar é o momento perfeito para que o mundo se junte e mostre o quão poderosa a humanidade por ser quando unida para doar em um só dia.

O #DiadeDoar é organizado pelo Movimento por uma Cultura de Doação.

Veja como fica uma casa construída por garrafas Pet


Olá pessoal!

Num mundo onde encontram-se muitos desafios a serem vencidos, principalmente para comunidades de baixa renda, surgem soluções maravilhosas, que permitem que pessoas possam viver dignamente e em comunidade. Hoje estamos compartilhando com vocês uma dessas soluções, que permitiu ao pedreiro Ed Mauro Aparecido Morbidelli construir sua casa através desta técnica.

Sabemos que trata-se de uma solução não muito recente, mas que vale a pena ser divulgada. Vejam a seguir a matéria do site http://ciclovivo.com.br/.

Pedreiro usa 11 mil garrafas PET para construir sua própria casa em MG

casa de pets

Construir usando garrafas PET é um jeito muito eficiente de resolver dois problemas de uma só vez: colaborar para a preservação ambiental, ao mesmo tempo em que reduz os custos da obra. Essa conclusão foi confirmada pelo pedreiro Ed Mauro Aparecido Morbidelli, que aproveitou a técnica para erguer a sua própria casa.

Localizada em Extrema, cidade mineira próxima à divisa com São Paulo, a residência possui cem metros quadrados e tem as suas principais paredes fabricadas com uma base que mescla garrafas plásticas cheias de terra, terra e cimento. Em entrevista ao CicloVivo, Morbidelli explica que foram usadas 11 mil garrafas PET em todo o projeto.

casa de pets2

Esta técnica evitou que uma enorme quantidade de plástico fosse descartada e ajudou a substituir outros tipos de materiais tradicionais à construção civil. Esta foi a principal motivação para Morbidelli. “O que me inspirou foi a possibilidade de estar reaproveitando um material que traz tanto mal ao nosso meio ambiente se descartado em lugares inapropriados e que assim eu pudesse fazer algo diferente e poder mostrar que é possível reaproveitar mais nossos lixos”, comentou. Mesmo sendo uma construção não convencional, o resultado e a eficiência da residência são iguais aos de uma casa comum e em alguns pontos são ainda melhores.

casa de pets3

O pedreiro levou dois anos para ter a casa finalizada, com telhado e acabamento, também feito de forma sustentável em barro. Segundo ele, é preciso ter paciência. “Não se consegue levantar uma casa assim com o mesmo tempo de uma casa normal. Precisa ter paciência e persistência, mas o resto acaba sendo do mesmo jeito”, explicou.

casa de pets4

Segundo Morbidelli, uma das principais diferenças ao trabalhar com o plástico é a dificuldade maior no assentamento, mas as facilidades e benefícios também são importantes. Um dos objetivos do projeto era ter uma casa que armazenasse o calor interno durante o frio e mantivesse o ambiente fresco durante o calor e a proposta foi alcançada com sucesso. Além disso, a estrutura com garrafas facilita a instalação dos sistemas hidráulicos, por exemplo. Como não é necessário cortar paredes, basta encaixar a estrutura entre as garrafas e chumbar.

casa de pets5

“Optei por um alicerce de pedra onde eu conseguiria fazer na mesma largura da garrafa e que esse alicerce não deixaria subir a umidade da terra para as paredes”, explicou o pedreiro sobre a estrutura. A técnica sustentável não foi usada somente nas paredes. Ao invés de usar os materiais tradicionais para o acabamento, o construtor usou barro e o arrimo foi feito com pneus reaproveitados. O resultado é uma casa altamente eficiente e com custos muito baixos.

casa de pets6

Um grupo de estudantes paulista também usou técnica semelhante para construir a Casa PET. Clique aqui e veja os detalhes desse projeto.

Por Thaís Teisen – Redação CicloVivo