Mudanças na Alavanca Social em 2013


cropped-banner2-alavanca2013.jpg

Olá a todos os colaboradores, clientes, parceiros e fornecedores!

Como não podia deixar de ser, a mudança de ano provoca reflexões e nos chama para uma nova realidade, e como consequência natural, surgem situações e ideias com necessidade de ajustes, novos conceitos adquiridos sendo colocados em prática, novos conhecimentos e fatos agregando e aumentando nossa experiência pessoal, profissional, social, religiosa e por aí afora.

Baseado em diversos acontecimentos e na evolução natural dos nossos projetos, a Alavanca Social, através de um estudo que vem sendo feito desde setembro/2012, observou a necessidade de mudar seus rumos e atividades, chegando a conclusão da necessidade de focar mais em algumas áreas, cujas demandas cresceram e pedem uma intervenção mais detalhada para melhorar nossas ações e atendimento.

Como resultado deste estudo, decidiu-se suspender as atividades relacionadas à Consultorias pessoais e empresariais direcionadas ao Terceiro Setor e focar em áreas e/ou projetos que geraram maior demanda em 2012, que são o Treinamento, Comunicação e Eventos.

Não significa que a área relacionada a consultoria esteja no fim, apenas serão suspensas, podendo haver situações excepcionais para atendimento de clientes, mas não terá o investimento que em anos anteriores foram feitos nesta área.

Estamos fazendo o ajustes necessários para que as áreas e projetos de maior movimento possam atender ainda melhor a todos.

Sendo assim, haverá uma maior movimentação na área de Treinamento através do Instituto Sabedoria, na área R2 Creative, responsável pelo atendimento em Comunicação e Marketing, com destaque na criação de Apresentações Profissionais, além dos Eventos, remanescente das ações da Alavanca Social.

Aguardem mais informações em breve!

Anúncios

Disque 100 recebeu mais de 120 mil denúncias de violação de direitos de crianças e adolescentes


violencia_infantil6

Fonte: http://www.promenino.org.br

De janeiro a novembro de 2012, 77% das denúncias registradas por meio do Disque 100 são relativas a violação de direitos humanos de crianças e adolescentes. Foram 120.344 denúncias. As meninas correspondem a mais da metade (57%) das vítimas, principalmente na faixa etária de 8 a 14 anos. Além disso, 61% desses registros são relacionados a crianças e adolescentes pretos e pardos.

Segundo números divulgados hoje (10) pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), responsável pelo serviço de denúncias por telefone, nos noves meses deste ano foram registrados, ao todo, 155.336 casos, relacionados também à violação de direitos de idosos, de pessoas com deficiência, entre outros.

Para a ministra da SDH, Maria do Rosário, a elevada incidência de denúncias ligadas a crianças e adolescentes é explicada, em parte, pela vulnerabilidade dessa população diante dos agressores. Ela acredita que o aumento do número de denúncias tenha ligação com o fato de o serviço ter sido lançado em 2003, com o monitoramento exclusivo da violência contra crianças e adolescentes.

“Não tenho nenhuma dúvida que, no Brasil de hoje, temos que estar dedicados à proteção das crianças para que elas não sofram violência”, disse, lembrando que o governo federal começa a pagar, mensalmente, os recursos da expansão do Brasil Carinhoso. A ação integra o Plano Brasil sem Miséria e complementa a renda das famílias extremamente pobres de forma que todos os integrantes superem o patamar de renda de R$ 70 mensais.

“Dessa forma, estamos alcançando em termos de renda mais 8,1 milhões de crianças no país, que estão saindo da situação de miséria extrema. Aliamos a renda e o atendimento para enfrentarmos a violência”, disse.

A secretária nacional de Promoção dos Direitos da Criança e do Adolescente, Angélica Goulart, destacou que, para enfrentar o problema, o governo federal está trabalhando para fortalecer os conselhos tutelares pelo país. A partir de março de 2013, os conselhos receberão novos equipamentos, como carros, computadores com acesso à internet, celulares e impressoras.

“Inicialmente, 500 conselhos vão receber os equipamentos para poder aplicar melhor as medidas de proteção a todas as crianças e adolescentes”, disse, acrescentando que a medida será estendida, progressivamente, a outros conselhos tutelares. Ao todo, essas unidades somam 5.900 no país.

Disque100Foram registradas entre janeiro e novembro deste ano 21.404 denúncias de violação de direitos dos idosos, o que corresponde a 13,8% do total; 7.527 denúncias relacionadas aos direitos das pessoas com deficiência, representando 4,8% do total; 2.830 contra a população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros), ou 1,8% do total; 489 contra população em situação de rua (0,3%) e 1.603 contra outras populações em situação de vulnerabilidade, que engloba quilombolas, indígenas, ciganos entre outros (1,8%).

Desde maio de 2003, quando o Disque 100 passou a ser operado pelo governo federal, foram recebidas 396.693 denúncias. O serviço funciona 24 horas, todos os dias da semana, incluindo domingos e feriados. A ligação é gratuita e pode ser feita de qualquer telefone em todo o território nacional.

As denúncias de violações de direitos humanos são examinadas e encaminhadas para os órgãos responsáveis, entre eles o Ministério Público, as defensorias públicas nos estados e os conselhos estaduais do idoso, para apuração e providências.

A partir do ano que vem, o Disque 100 vai registrar denúncias de tortura em prisões.

Fonte: Agência Brasil – 10/12/2012