28 de agosto – Dia Nacional do Voluntariado


Postado por Marcelo Rachid de Paula

Dia Nacional do Voluntariado!

Considero esta data muito especial para o Brasil, por ser um dia onde se comemoram todo tipo de ação solidária, principalmente aquelas que são realizadas com amor e desprendimento, transformando o meio onde esta se desenvolvendo, sempre para suprir alguma necessidade das comunidades de uma forma geral.

Não importa se trata-se de uma grande ou pequena, a ação voluntária provoca as mais diversas reações nas pessoas, sempre as mais positivas, pois aquele que doa o seu tempo se fortalece interiormente, recebe todas as forças e energias para aquela ação, enquanto que aquele que as recebe, tem sua esperança renovada de que existem soluções para seus problemas e necessidades. Não importa se trata-se do voluntariado comunitário e social, se empresarial, em instituições e ensino e até mesmo no poder público, todos são igualmente importantes e provocam transformações surpreendentes nas pessoas e nas coisas, e por se tratar de uma doação do indivíduo, com certeza acaba sendo realizada de forma verdadeira e especial.

Atuo como voluntário desde a década de 80 e posso dizer que esta prática foi uma escola maravilhosa para mim em todos os sentidos, pois me proporcionou a possibilidade de compartilhar os meus conhecimentos e experiências em causas e momentos importantes para a vida das pessoas envolvidas, além de ampliar esse conhecimento em mim de uma forma muito benéfica. Vi, vivi e observei diversas situações que me deixaram tristes por um momento, tal o estado de carência do ser humano, mas que depois da ação de pessoas abnegadas e direcionadas num só objetivo, modificou o contexto de uma forma muito significativa, possibilitando que as pessoas pudessem se reanimar e adquirir a confiança e a força para retomar a jornada. Foram momentos marcantes para mim e acredito que para todos os que participaram destas campanhas.

A presença do voluntário é de fundamental importância em Organizações Sociais, pois a grande maioria não tem recursos suficientes para contratar pessoas para as práticas internas e externas, estando esta pessoa preenchendo uma lacuna, muitas vezes de fundamental importância para a organização, sem ônus para seu planejamento financeiro, que podem ser direcionados para seus projetos. Conheço diversas organizações que sobreviveram e sobrevivem graças à presença das ações voluntárias e realizam um trabalho organizado, maravilhoso e bem gerido através de pessoas e estrutura para esta finalidade de uma forma positiva, onde todos se sentem bem por fazer parte dela.

Observando o voluntariado no mundo, sempre destaco o modelo Canadense como um dos mais eficientes e eficazes, e que, pela sua organização, leis e união de todas as áreas da sociedade, faz que esta atividade  seja de fundamental importância, não somente onde estão inseridos, mas colaborando para o crescimento do país, representando cerca de 2% do PIB nacional. Outro fator relevante, trata-se do voluntariado em eventos esportivos e um modelo bem recente (Olimpíadas de Londres) demonstrou isso com o alto grau de preparação e desprendimento de todos os envolvidos de uma maneira brilhante e significativa.  Sem eles os jogos não aconteceriam da forma como todo o mundo presenciou.

No Brasil, 30.000 pessoas já se cadastraram para serem voluntários na Copa do Mundo em 2014 e isto é somente uma amostra da importância destas pessoas abnegadas que produzem um efeito positivo  em todas as sociedades.

Enfim, o voluntariado é transformação, é desprendimento, é doação, é ação contínua em favor do outro, é geração de riquezas e solidariedade pura em ação, modificando os cenários e possibilitando a crescimento contínuo, e o mais importante: de forma gratuita e com muito amor.

Poderia ficar falando do voluntariado por dias e não esgotaria este assunto, pois sei da importância nos meios onde estão inseridos, mas deixo aqui a minha opinião e palavras para reflexão de todos, na certeza de que somos capazes de doar e melhorar o meio onde vivemos. Todos, sem exceção, podem se tornar parte desta família.

Um ótimo dia do VOLUNTARIADO para TODOS!

CAPSad: atenção e tratamento no enfrentamento ao Crack


Este slideshow necessita de JavaScript.

Postado por Rede de Mobilização Social

Você sabe o que é um Centro de Atenção Psicossocial para Álcool e Drogas, o CAPSad? É uma unidade de saúde que atende usuários de álcool e drogas e apoia as suas famílias. O Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e outras Drogas, criado pelo Governo Federal, em parceria com estados e municípios, investe para ampliar o número de CAPSad.  Hoje, são mais de 200 Centros em funcionamento em todo o país.

Os CAPSad foram criados a partir da reforma psiquiátrica no Brasil. Buscam humanizar o tratamento, evitando a internação constante dos pacientes.  O objetivo é reconduzir o usuário de crack, álcool e outras drogas ao convívio social. No CAPSad o usuário é assistido mas não fica isolado da sociedade. Continua tendo acesso ao trabalho, lazer e ao convívio social e familiar. Os profissionais dos Centros também oferecem assistência e apoio aos familiares do paciente.

A sua cidade já dispõe desse atendimento. Procure as informações na Secretaria Municipal de Saúde. Para orientação sobre drogas, consulte o serviço de atendimento telefônico gratuito: o VivaVoz – 132 ou o Portal Enfrentando o Crack.

Participe dessa mobilização! Converse com familiares, amigos, membros da sua comunidade. Crack, é possível vencer.

Hospitais CEMA e Villa-Lobos promovem atividades de arte e cultura com a Arte Despertar


Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Cíntia Ferreira (Ecco Press Comunicação)

Cerca de 300 colaboradores de ambas as unidades devem participar de encontros de sensibilização até o final do ano, promovendo a humanização no ambiente hospitalar

O Grupo INAL, responsável pela administração dos Hospitais CEMA e Villa-Lobos e Instituto CEMA, vai promover, até o fim do ano, encontros de sensibilização com arte e cultura para mais de 300 dos seus colaboradores. O projeto é desenvolvido em parceria com a Associação Arte Despertar e tem como objetivo promover ações de humanização nos hospitais.

O primeiro encontro aconteceu em maio. Em julho reuniu 15 gestores de diferentes áreas do Grupo INAL em atividades de comunicação não-verbal, com a utilização de instrumentos de percussão e sons produzidos com o corpo, possibilitando aos participantes perceber a sintonia que a música proporciona para o cotidiano do serviço hospitalar, favorecendo a percepção de si próprio, do outro e do ambiente em que atuam.                                              

A equipe da Associação apresentou, ainda, a Tecnologia Arte Despertar/TAD. Uma metodologia social que consiste em ações estruturadas e aplicadas por arte-educadores, psicólogos e pedagogos em instituições hospitalares, para posterior disseminação entre os profissionais. Sua concepção está em consonância com os parâmetros da Política Nacional de Humanização/PNH.

A equipe de treinamento de Recursos Humanos do Grupo INAL receberá as informações necessárias para implementação das atividades desenvolvidas pela Arte Despertar com os demais profissionais da instituição, dando continuidade, posteriormente, ao trabalho de humanização com arte e cultura.

 

Informações à Imprensa

Hospital CEMA

Hospital Villa-Lobos

Ecco Press Comunicação

11.5543.0039

Nilza Botteon/ Tabata Alves/ Cintia Ferreira

Nilza.botteon@eccopress.com.br

Tabata.alves@eccopress.com.br

Cintia.ferreira@eccopress.com.br

 

Associação Arte Despertar

Helena Domingos / Júlia Ramos

11 3845-3349

comunicacao@artedespertar.org.br

redessociais@artedespertar.org.br

Oi FUTURO ABRE INSCRIÇÕES PARA EDITAL DO PROGRAMA Oi NOVOS BRASIS 2012


 

  • Programa vai selecionar projetos socioambientais para receberem apoio técnico e financeiro.
  • Instituto de responsabilidade social da Oi amplia prazo de apoio de 15 para 24 meses; inscrições terminam dia 15 de setembro.

O Oi Futuro, instituto, de responsabilidade social da Oi, abre nesta quarta-feira (25) as inscrições para o edital do Programa Oi Novos Brasis. O programa, que chega à sua 9ª edição, seleciona projetos socioambientais que visem à sustentabilidade, em suas três dimensões: social, econômica e ambiental. As inscrições vão até as 17h do dia 15 de setembro.
A novidade desta edição é a ampliação de 15 para 24 meses do apoio técnico e financeiro oferecido aos projetos selecionados. “Buscamos viabilizar ideias inovadoras de todo o país para acelerar o desenvolvimento humano, notadamente aquelas que utilizem a educação e as tecnologias da informação e comunicação”, afirma José Augusto da Gama Figueira, presidente do Oi Futuro. “Nossa expectativa é que o aumento do prazo de apoio gere resultados ainda mais expressivos e perenes para a população beneficiada por esses projetos”, acrescenta.

Serão selecionados projetos voltados para o desenvolvimento de Tecnologias Sociais visando à melhoria da qualidade de vida, a diversidade e a inclusão social. Outra novidade é que a partir de 2012 o Oi Futuro passa a integrar seu programa de apoio a projetos de Meio Ambiente ao Programa Oi Novos Brasis. “Em nossa experiência, temos observado uma crescente  convergência entre ações sociais e ambientais, de forma que essa integração surgiu como uma
evolução natural do programa”, destaca José Augusto da Gama Figueira.

O edital é aberto a organizações sem fins lucrativos, regularmente constituídas e legalizadas há pelo menos 01 (um) ano, com projetos em fase de planejamento ou andamento nas seguintes áreas: Educação para a Sustentabilidade, Garantia de Direitos (em especial no âmbito da acessibilidade) e Geração de Trabalho e Renda (qualificação profissional e empreendedorismo).

As inscrições, gratuitas, poderão ser feitas pelo representante legal do proponente ou por seu procurador formalmente autorizado, somente pelo site http://www.oifuturo.org.br. A seleção para o edital do Programa Oi Novos Brasis 2012, serão considerados os seguintes critérios:

– Construção de novas realidades econômicas, sociais e ambientais, por meio de ações inovadoras, inclusivas e que valorizem a diversidade;
– Capacidade de mobilização de comunidades e segmentos sociais;
– Utilização de tecnologias sociais que promovam a inclusão social e a democratização do conhecimento;
– Potencial de reaplicação por organizações da sociedade e instituições do poder público;
– Valorização de parcerias com organizações que tenham um histórico de atuação no território ou no bioma de realização do projeto, de maneira a extrair e difundir aprendizagens;
– Utilização de tecnologias sociais que valorizem a educação e a gestão ambiental, entendendo-se tecnologias sociais como os produtos, as técnicas ou as metodologias capazes
de gerar resultados efetivos de transformação social nas comunidades por elas beneficiadas;
– Aplicação das tecnologias de informação e comunicação (TICs), definidas pelo edital como todos os meios que possibilitem digitalizar e transmitir informações à distância e que permitam o trabalho colaborativo em rede;
– Identificação clara dos problemas e necessidades a serem enfrentados pelo projeto na comunidade beneficiária.

Construindo Novos Brasis

O edital 2012 do Oi Novos Brasis, do Instituto Oi Futuro, traz um reforço na atuação do programa em Educação para Sustentabilidade e na Garantia de Direitos, com foco em acessibilidade, linhas que já vinham sendo trabalhadas, com êxito, em edições anteriores.
Na sua edição 2011, por exemplo, constavam, entre os selecionados, projetos significativos, como a Eco Rede – Rede Comunitária de Desenvolvimento Ambiental, do Grupo Alfazendo-Brasil, que se dedica à educação ambiental e geração de trabalho e renda a partir do  proveitamento de materiais recicláveis, na Cidade de Deus e no Complexo da Maré (RJ).
Também na lista de selecionados de 2011 figura o projeto “Um Olhar Para a Cidadania”, que recebeu o Prêmio Piauí de Inclusão Social 2011. Seu objetivo é preparar deficientes visuais para atuarem como locutores de rádio e contribuir para a disseminação de mensagens importantes para a cidadania de pessoas com deficiência.
O programa Oi Novos Brasis 2011 apoiou ainda o projeto “Convivência com a Realidade Semiárida – Socializando Saberes”, do Centro de Educação Popular e Formação Social (CEPFS), que há mais de 20 anos vem promovendo ações que fomentam o desenvolvimento rural  sustentável no médio sertão paraibano. O projeto tem como objetivo a construção de cisternas e a implantação de unidades de beneficiamento de frutas nativas em três cidades da Paraíba: Matureia, Teixeira e Mauá.

 

SERVIÇO:
Programa Oi Novos Brasis 2012
Inscrições: de 25 de julho às 17h de 15 de setembro
Exclusivamente pelo site: http://www.oifuturo.org.br
Mais informações:
Comunicação Corporativa – Oi
Leïlah Accioly
leilah.accioly@oi.net.br
Oi Móvel: (21) 8834-0055
Oi Fixo: (21) 3131-3082

 

Brasil Carinhoso chega a mais 57 mil famílias em julho


Fonte: http://www.promenino.org.br

Benefício destinado a famílias com crianças de até 6 anos visa superar a extrema pobreza na primeira infância. Ação do Plano Brasil Sem Miséria complementa a renda de quem recebe até R$ 70 por pessoa ao mês, caso de Roziane Oliveira, de Juiz de Fora

Brasília, 30 – Um montante de R$ 1,8 bilhão está sendo destinado à população pobre até 31 de julho pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) com o pagamento do Bolsa Família. Desse total, R$ 169,8 milhões são do Benefício para Superação da Extrema Pobreza na Primeira Infância (BSP), pago a 2 milhões de famílias com crianças de até 6 anos e renda mensal por pessoa inferior a R$ 70.

Em julho, mais 57,6 mil famílias começaram a receber o BSP, que integra a ação Brasil Carinhoso do Plano Brasil Sem Miséria. O crescimento equivale a recursos da ordem de R$ 5 milhões. “Esse aumento se deve à inclusão de famílias que atendem ao critério do benefício”, explica o diretor da Secretaria Nacional de Renda de Cidadania do MDS, Walter Emura.
O novo benefício do programa de transferência de renda visa fazer com que essa parcela da população ultrapasse a linha da extrema pobreza. O valor corresponde à soma necessária para que a renda da família ultrapasse R$ 70 por pessoa, incluindo crianças e adultos.

O dinheiro extra do Brasil Carinhoso recebido pela beneficiária Roziane Lúcia Ferreira de Oliveira, 29 anos, de Juiz de Fora (MG), representou mais comida na mesa. “Fiquei muito alegre quando fui receber R$ 198 e sai com R$ 375. Passei no supermercado e fiz compras”, conta Roziane. Com mais dinheiro, ela pode incluir itens como frutas e iogurte para alimentar os quatros filhos, com idades entre 3 e 14 anos.

Com o marido desempregado ou fazendo bicos, a beneficiária da cidade mineira usa os recursos do Bolsa Família para comprar leite, fralda e material escolar. O principal investimento da família é na alimentação. Ela viu a renda aumentar, mas não sabia que os motivos eram o filho de 3 anos, Samuel de Oliveira, e a renda por pessoa inferior a R$ 70.

Roziane Oliveira reconhece a importância da frequência escolar e, durante a semana, cuida para que os filhos não faltem às aulas. O único período em que eles não cumpriram os índices exigidos foi em 2009. Ela lembra que à época a família estava num abrigo distante da escola. Nos fins de semana, a beneficiária deixa as crianças com o marido, Geelson Inácio de Oliveira, 32 anos, e vai vender vassouras para reforçar o orçamento familiar.

Benefícios – Com o pagamento do BSP iniciado em junho, o Bolsa Família passou a ter quatro benefícios diferentes, que podem ser somados de acordo com o perfil do público atendido: o BSP, o básico de R$ 70 destinado também às famílias extremamente pobres – independentemente de terem filhos ou não –, o variável de R$ 32 por criança de até 15 anos, gestante e nutriz, limitado a cinco, e o variável de R$ 38 vinculado aos jovens de 16 e 17 anos, limitado a dois. As famílias pobres, ou seja, com renda entre R$ 70 e R$ 140, recebem somente os valores referentes a crianças e adolescentes.

O pagamento de todos os 13,5 milhões de famílias atendidas será liberado até 31 de julho, mas os valores ficam disponíveis para saque nos postos de atendimento da Caixa Econômica Federal por 90 dias. Os recursos não sacados nesse período retornam ao orçamento do MDS.

A maior parte do público do Brasil Carinhoso e do Bolsa Família está concentrado nas regiões Norte e Nordeste. A Bahia tem o maior número de BSP e, consequentemente, recebe volume mais expressivo de recursos: R$ 23,5 milhões. Em seguida, aparecem Maranhão, Ceará e Pernambuco.

Além de transferir renda, o Bolsa Família exige frequência à escola e visita aos postos de saúde a cada semestre. As duas contrapartidas são acompanhadas pelos municípios e pelos ministérios da Saúde e da Educação, parceiros do MDS na gestão do programa. Essas exigências contribuem para melhorar a situação de vida das futuras gerações. Para evitar a perda do benefício, é preciso também atualizar os dados cadastrais a cada dois anos. Neste ano, 1,5 milhão de famílias precisam renovar o cadastro até dezembro.

Fonte inicial: MDS – 30/07/2012

Fundo Itaú Excelência Social busca projetos para apoio


 

Fonte: http://www.gife.org.br

Estão abertas as inscrições para a edição 2012 do Programa de Investimento em Programas Sociais do Fundo Itaú Excelência Social (PIPS FIES), que destina 50% da taxa administrativa do fundo para projetos educacionais. Podem se inscrever, até o dia 15 de agosto, iniciativas de atendimento direto nas categorias de Educação Infantil, Educação Ambiental e Educação para o Trabalho, além de Formação de Educadores/as dessas mesmas áreas.

A iniciativa do Itaú Unibanco, implementada em parceria com a Fundação Itaú Social, busca garantir o fortalecimento e desenvolvimento sustentável de organizações da sociedade civil. O FICAS é responsável pela coordenação técnica, incluindo do processo seletivo aos encontros formativos sobre gestão e prática educativa.

O FIES investe em ações de empresas socialmente responsáveis e, de 2004 até o final de 2012, terá destinado mais de R$ 20 milhões a programas educacionais de 116 ONGs, beneficiando mais de 22 mil crianças e 2 mil educadores.

Mais informações e o edital completo, bem como as inscrições, devem ser acessado pelo site www.itau.com.br/fies.