Toques para 2011… Pessoal & Intransferível


Toques para 2011

Posted viaToques para 2011 | Ne Quid Nimis… Pessoal & Intransferível.

2011 será um ano mais calmo que o ano de 2010, apesar dos conflitos climáticos.

2011 (MMXI) é o seguinte ano do calendário gregoriano que se iniciará num sábado. Não sendo um ano bissexto, terá 365 dias.

As Nações Unidas designam 2011 como o Ano Internacional das Florestas e o Ano Internacional da Química.

Na numerologia será um ano 4. Um ano de muito trabalho, organização e estruturação que exigirá de nós um esforço incansável em nossa contribuição com o “todo”.

Na Astrologia Chinesa este será um ano do Coelho de Madeira. Um ano calmo, pacífico, com muita tranquilidade, onde a diplomacia será o meio de sobrevivência, aprendendo a fazer concessões, a dar e receber, mas com um sentido de dever acentuado e muita responsabilidade.

Na Astrologia, será um ano de Mercúrio, regente dos signos de Gêmeos e Virgem. Mercúrio rege a inteligência, a capacidade intelectual de pensar, elaborar, analisar, discernir e também de comunicar.

Na correspondência Angelical teremos Uriel, o rei do improviso e comandante de temporais, terremotos e chuvas com trovoadas. Mas sua forte energia vibrará para que possamos nos ver em paz nos conflitos e atribulações decorrentes do clima.

A pedra do ano é o Lápis Lázuli, rocha metamórfica, e vem como um bálsamo neste 2011nos ajudar a entender, a discernir, a aprender sobre o momento em que estamos vivendo. É uma pedra sagrada, utilizada por muitos povos antigos sempre com objetivos espirituais elevados.

E para obtermos uma elevação espiritual que enfrente o ano de 2012, precisamos utilizar de todos os nossos conhecimentos e atravessar 2011 balanceando nossas energias a procura de ser mais racional com nossa vida e a do próximo também.

viaToques para 2011 | Ne Quid Nimis… Pessoal & Intransferível.

Voluntariado Educativo | Instituto Faça Parte


Voluntariado Educativo

O voluntariado educativo é uma proposta que visa estimular a cultura do voluntariado, com caráter pedagógico, a partir do desenvolvimento de projetos que potencializam a principal função da escola: promover a aprendizagem, preparando o aluno para a vida e para o trabalho.

Atuações sociais integradas ao currículo escolar têm também o objetivo de melhorar a qualidade de vida da comunidade onde a escola está inserida.

A importância do Voluntariado Educativo

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) privilegia “processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais.”. Além disso, “a educação deverá vincular-se ao mundo do trabalho e à prática social.”

O voluntariado educativo possibilita que alunos, professores, funcionários, pais e demais agentes se envolvam com a escola, vivenciando valores tais como solidariedade, comprometimento, respeito às diferenças, por meio da atuação em projetos e ações articuladas com o currículo escolar; dá novos significados aos conteúdos curriculares e potencializa a formação de cidadãos envolvidos com a solução de problemas de suas realidades, sejam eles sociais, educacionais, de saúde, ambientais, entre outros.

Neste contexto, a cidadania, entendida como efetiva participação social e política, observância de direitos e deveres, é exercida plenamente por meio de atuações voluntárias que assumem caráter educativo. Uma vez que estas experiências possam ser vivenciadas desde a infância, há enorme probabilidade que este tipo de atuação e compromisso social e político perpetuem-se ao longo da vida dessas pessoas.

Leiam a matéria completa em Voluntariado Educativo | Instituto Faça Parte.

ABNT lança norma de responsabilidade social


ABNT lança norma de responsabilidade social

viaResponsabilidade Social.

Após cinco anos de trabalho é lançada ISO 26000 que traz orientação para sete temas

Agência Fiesp

Para Eliane Belfort, a norma vai promover o equilíbrio social e regular a concorrência internacional

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) lançou no último dia 08, em São Paulo (SP), NBR ISO 26000, norma internacional de responsabilidade social. A iniciativa é resultado de cinco anos de trabalho e fruto de parceria de 450 especialistas e 42 organizações de mais de 90 países.

O Brasil e a Suécia lideraram mundialmente o processo de construção do mecanismo. O lançamento mundial foi realizado pela International Organization for Standardization (ISO), no dia 1º de novembro, em Genebra (Suíça). “O desafio agora é a sua implementação e demonstrar os valores e as oportunidades que se abrem”, destacou o vice-secretário geral da ISO, Kevin McKinley.

O instrumento contém orientações sobre sete temas-chave da responsabilidade social, tais como: governança; transparência; ética; sustentabilidade; engajamento dos stakeholders; operações justas de comércio e voluntariado; leis internacionais e locais aos direitos humanos; e normas internacionais de conduta seguindo padrões da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Leiam a matéria completa em http://www.responsabilidadesocial.com/article/article_view.php?id=1177

A inserção profissional dos portadores de deficiência transforma o varejo nacional


A inserção profissional dos portadores de deficiência transforma o varejo nacional

viaResponsabilidade Social.

Divulgação

Todos passamos por experiências transformadoras, momentos que imprimem uma nova forma de encararmos a vida. Em geral, essas “epifanias” são tão individuais que demoramos um tempo para falar com outras pessoas sobre o que vivenciamos. Mas, o que dizer sobre uma experiência transformadora coletiva? Em outubro deste ano, coordenei o painel “Atendendo clientes especiais” no MultiRetail – Encontro Internacional do Varejo, em São Paulo, no qual pude detalhar um projeto de inclusão profissional de pessoas portadoras de deficiência e debater os entraves do atendimento a clientes com esse perfil.

Entre os convidados, contei com a participação do advogado Daniel Monteiro – um dos profissionais da Secretaria da Pessoa com Deficiência – que, acompanhado do labrador Mac, subiu ao palco para falar sobre os desafios enfrentados pelos deficientes visuais. Nesses minutos em que Daniel fez o trajeto em direção ao palco, pude ouvir a alteração na respiração das pessoas. Por um segundo, imaginei que os presentes se perguntavam como um cego pôde vencer as limitações e se tornar advogado. Tive que quebrar o silêncio, dizendo que as pessoas poderiam aplaudir; aplaudir não apenas um palestrante, mas um exemplo de superação e cidadania.

No Dia Internacional das Pessoas Portadoras de Deficiência – véspera do World Bike Tour, em São Paulo – essa história voltou à minha memória com uma nova indagação. Por que, em pleno século 21, os portadores de deficiência causam espanto quando aparecem em uma posição de destaque na sociedade? Por que pouca gente sabe, inclusive empresários, que há um enorme contingente de portadores de deficiência economicamente ativos? Pergunto porque dados estatísticos ilustram essa importante participação na economia brasileira, resultado da inserção profissional de pessoas portadoras de deficiência.  Leiam a a matéria completa em : http://www.responsabilidadesocial.com/article/article_view.php?id=1179

 

SWU – Starts with You


SWU foi o 3º assunto mais falado no Facebook em 2010

O movimento de conscientização em prol da sustentabilidade SWU – Starts with You foi o 3º termo mais citado nas atualizações de status no Facebook em 2010, atrás apenas de Dilma Roussef (1º) e Tiririca (2º), segundo levantamento do próprio Facebook. Um feito e tanto para uma marca nova, que foi apresentada oficialmente ao público em junho deste ano.

O SWU – Starts with You é um movimento que nasceu com o propósito de conscientizar, mobilizar e engajar pessoas para a prática da sustentabilidade por meio de uma grande plataforma de conteúdo e entretenimento. Ele foi lançado em junho de 2010 e realizou uma série de ações de comunicação e mobilização em mídia tradicional e participativa. Em muito pouco tempo ganhou extraordinária adesão do público, no Brasil e em outros 149 países. Em apenas 120 dias, o movimento conquistou mais de 150.000 seguidores e fãs em redes como o Twitter, Orkut e Facebook e registrou mais de 4 milhões de visitantes únicos em seu portal (www.swu.com.br), com mais de 11 milhões de page views.

SWU Music and Arts Festival

O SWU teve como seu primeiro grande marco de celebração o SWU Music and Arts Festival, evento de música, artes e consciência que em outubro reuniu 164,5 mil pessoas ao longo de 3 dias numa fazenda no interior de São Paulo, na primeira experiência do gênero no Brasil. prova de que o tema da sustentabilidade mobilizou o público é que o Fórum Global realizado durante o festival, reunindo 58 palestrantes nacionais e internacional, foi acompanhado in loco por 3.900 pessoas e por outras 546.492 pelo portal SWU, que transmitiu os debates ao vivo pela internet.

Livro lança a campanha SWU Kids

Capa do livro

“5Rs por um mundo melhor”

Esta semana o movimento lançou a plataforma SWU Kids com o livro “5Rs por um Mundo Melhor”, de autoria da publicitária Rony Fischer e da antropóloga Simone Vale. A obra, que já está disponível para a venda pela rede Livraria da Vila, introduz os conceitos da sustentabilidade para o público infantil de um jeito simples, prático e divertido. O livro acrescenta aos já conhecidos 3 Rs da Sustentabilidade (Redução, Reutilização e Reciclagem) outros dois “Rs”, fundamentais à prática: Respeito e Responsabilidade.

viaPortal do Voluntário.

Responsabilidade Social – Royal Caribeean realiza sonho de crianças | Portal Marítimo


Responsabilidade Social – Royal Caribeean realiza sonho de crianças

Posted on 22/12/2010 by Rodrigo Cintra

A Royal Caribbean promoveu um almoço a bordo do navio Vision of the Seas para aproximadamente cem crianças atendidas pelos centros educacionais A Nossa Casa, localizado no Brás, e Cristo Rei, do Tatuapé, ambas em São Paulo. As crianças viajaram até Santos, onde fizeram um passeio pelo navio, almoçaram e assistiram a um espetáculo de mágica no teatro.

“A ação representa uma forma encontrada pela companhia de contribuir com o trabalho realizado por essas entidades e oferecer a oportunidade, inédita para muitas crianças, de conhecer um navio desse porte e viver uma experiência certamente inesquecível”, afirma o diretor geral da Royal Caribbean no Brasil, Ricardo Amaral.

Os centros educacionais atendem, respectivamente, 55 crianças de seis a 17 anos e 120 crianças de seis a 15 anos. As entidades promovem atividades na área de cultura, lazer, esporte, artesanato, produção de textos, poesia, leitura e jogos, visando potencializar as habilidades de cada criança.

Com as informações – Panrotas

Por Rodrigo Cintra

viaResponsabilidade Social – Royal Caribeean realiza sonho de crianças | Portal Marítimo.

Por uma infância sem racismo!


Fonte: Naíra Correa (Rede Social Jundiaí)

________________________________________________________

A campanha Por uma infância sem racismo foi lançada e gostaríamos de contar com o apoio de todos na divulgação do blog e dos demais materiais da campanha. O endereço do blog é: www.infanciasemracismo.org.br

No blog, convidamos pessoas e organizações a contar suas ações de enfrentamento ao racismo na infância. Também são convidad@s a divulgar as demais peças da campanha, a fazer denúncias e a enviar notas curtas sobre a tema, uma forma de estimular e dar visibilidade ao debate.

As organizações também pode publicar o selo da campanha nos seus sites na Internet (que deve redirecionar o internauta para o blog) pode ser baixado em
http://www.infanciasemracismo.org.br/wp-content/uploads/2010/11/110×72_animado6.gif

A campanha também está em:
Site do UNICEF www.unicef.org.br
Facebook: www.facebook.com/unicef.brasil
Twitter: estamos usando #infanciasemracismo na divulgação da iniciativa.
You Tube: www.youtube.com/unicefbrasil

Agradecemos, desde já, o apoio de tod@s! Juntos, podemos garantir uma infância sem racismo!