Para refletir no Dia Mundial pela Erradicação da Pobreza


Vamos estar atentos ao desperdício!  O que não serve para você, com certeza vai ser muito importante para outros…

Solidariedade


Olá!

Tudo o que eu pudesse escrever neste momento, não traduziria a mensagem transmitida através das imagens abaixo. Vejam e façam seus comentários.

17 de outubro: Dia Internacional de Erradicação da Pobreza


Observando ao longe a imagem do planeta Terra, é difícil imaginar que diante de tanta beleza e força, existem seres que ainda padecem de sede e fome em vários continentes, mesmo existindo em outras partes, muita riqueza e celeiros ricamente abastecidos e que ainda não aprenderam a coexistir e compartilha-las com o restante da humanidade. Esta ação, enviada e lembrada pelo nosso colega Sergio Leocádio vem despertar as pessoas para esta realidade.
A África lidera as pesquisas quando o assunto trata-se de fome e miséria, com regiões realmente secas e áridas e condições sub-humanas que tornam a vida de quem lá “sobrevive”, muito curta e dolorida.
Em outras regiões do mundo, igualmente existem situações tristes e desesperadoras e o Brasil está inserido neste contexto, apesar de ter um solo rico e prodigioso e com recursos naturais admiráveis, porém, mal direcionado e ainda “manipulado” pelo interesse inescrupuloso de pessoas que não se importam com a realidade presente e sim com seu próprio bem estar e enriquecimento.

O que que cada um de nós podemos fazer? Sair pelo mundo e suprindo às necessidades de todos estes seres?

Há muito tempo atrás ouvi de um amigo que dizia, “Se cada um cuidasse do próprio jardim teríamos, o ano inteiro flores e frutos e situações favoráveis a todos”

Será esta a solução? Ou temos condição de, com nossas ações, afetar a tudo o que nos envolve, seja onde for?

Sei que, se realmente queremos, podemos fazer a diferença e para esta condição basta apenas que aliem duas atitudes sinceras: Desejo e Ação.

Talvez alguém questione o fato de eu estar utilizando a palavra “SERES” neste comentário, porém, o faço devido a visão que tenho em relação a ela, que nos remete a condições que envolvem não somente os seres humanos, mas também os animais, igualmente filhos do Criador e arquiteto de tudo o que existe e igualmente passam e padecem pela fome e pelas ações que provém da miséria e da volúpia de algumas pessoas.

Vamos amanhã, no dia 17 de outubro, colocar em prática a arte que deve ser o principal pensamento de todos: Ajudar e realizar ações para “Transformar” este cenário no mundo todo.